Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

3s-l3-qui2

Aqui apresentaremos um conciso resumo dos dois módulos da segunda parte do terceiro livro de química do 3ª série
by

Caio Ferreira

on 21 March 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 3s-l3-qui2

Isomeria Geométrica Química II Acidez e Basicidade Isomeria
Espacial É o caso em que os isômeros apresentam mesma fórmula molecular, mesma fórmula plana, mas diferentes fórmulas estruturais espaciais. Isomeria
Geométrica Ocorre em compostos de cadeia aberta que apresentam dupla ligação e que apresentam a estrutura: onde R1 é obrigatoriamente diferentes de R2 e o mesmo para R3/R4. Mas os ligantes considerados não precisam ser iguais, basta que sejam os de maiores massas. Isomeria
Óptica Os isômeros ópticos são compostos assimétricos que desviam o plano da luz polarizada.

Quando o desvio é para a direita,
o composto é denominado dextrógiro
e quando o desvio é para a esquerda,
o composto é denominado levógiro. Uma mistura desse dois isômeros em quantidades iguais é denominada mistura racêmica e não desvia a luz. Isomeria com
Carbono Quiral Todo composto que apresenta apenas um carbono assimétrico na molécula terá dois isômeros opticamente ativos, um dextrógiro e outro levógiro. Os compostos acima formam um par de enantiômeros
(isômeros ópticos não superponíveis-
-que possuem imagem no espelho). As moléculas podem conter mais de um carbono quiral, e, neste caso, podem existir mais de dois enantiômeros. Lei de Van't Hoff Isomeria sem
Carbono Quiral Existem moléculas orgânicas
que são assimétricas,
sem possuírem carbonos assimétricos.
Compostos alênicos e cíclicos. Acidez e
Basicidade Efeito Indutivo É a tendência de uma espécie química
de atrair ou repelir elétrons. Grupos
elétron-atraentes Efeito -I s São aqueles que atraem os elétrons
das ligações em sua direção.
Possuem elementos muito eletronegativos ou radicais insaturados. Grupos
elétron-repelentes Efeito +I s São aqueles que "empurram" os elétrons
das ligações em direção oposta a eles.
Possuem radicais saturados ou com carga negativa e grupamento amina. three two one Força de
ácidos e bases Caráter ácido Quando um ácido está ligado a um grupo elétron atraente ele fica com déficit eletronico enfraquecendo, assim, sua ligação com o hidrogênio ionizável, aumentando seu caráter ácido. Analogamente, quando ligado a um grupo elétron repelente, seu caráter ácido diminui. Caráter básico Quando uma base está ligada a um grupo elétron repelente ela fica com maior densidade eletronica o que possibilita maior liberação de par eletrônico, aumentanado assim seu caráter básico. Analogamente, quando ligado a um grupo elétron atraente, seu caráter diminui. Acidez dos compostos oxigenados Álcoois Os álcoois por apresentarem OH– podem
liberar H+ atuando como um ácido.
Quanto maior a cadeia carbônica, menor acidez.
São menos ácidos que a água. Fenóis Os fenóis por apresentarem OH– podem
liberar H+ atuando como um ácido.
É mais ácido que água uma vez que o grupamento fenil é elétron-atraente.
Comparando fenóis entre si, a presença de ligantes elétron-atraentes aumenta a acidez. Ácidos Carboxílicos Nos ácidos carboxílicos, o hidrogênio ionizável
está na carboxila do ácido.
É a função com maior caráter ácido.
Quanto maior sua cadeia carbônica, menor a acidez. Basicidade dos
compostos nitrogenados Aminas As aminas secundárias são as mais básicas devido ao efeito indutivo positivo provocado pelos radicais ligantes. As terciárias deveriam ser mais básicas por essa regra, no entanto, pelo excessivo número de ligantes, o Nitrogênio fica impossibilitado de receber um próton. E ainda, as aminas aromáticas são as menos
básicas um vez que o par de elétrons do N
é atraído pelo anel aromático. Amidas São muito pouco básicas uma vez que o oxigênio presente na cadeia influencia o par de elétrons do N dificultando a entrada de um H+.
Full transcript