Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tendências e práticas para uma Educação Inovadora no Sec. XXI

Formação de professores da Etec de Itaquera/ Etec de Esportes - maio 2014
by

Mariana Lorenzin

on 24 October 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tendências e práticas para uma Educação Inovadora no Sec. XXI

Tendências e Práticas para uma Educação inovadora no século XXI
Expansão das possibilidades de tempo, espaço e contextos de aprendizagem - cloud: espaço do saber; ciberespaço
Mobilidade
Conectividade
Interatividade e Interação
Interação para a construção do conhecimento e re-elaboração das informações na prática social.
Mariana Peão Lorenzin - mariana.lorenzin@etec.sp.gov.br
Formação de professores 2014 - Etec de Itaquera e Etec de Esportes
Associação entre infraestrutrura e propostas pedagógicas - atribuição de sentido para a tecnologia na sala de aula: Construção social da perspectiva interativa
Reconfiguração e ressignificação dos papéis de aluno e professor: autogestão e cogestão da aprendizagem
Contexto
nativos digitais
multitarefas e superficialidade
novas conexões cerebrais
novas formas de aprendizagem
convergência entre pessoas e informações
Pessoas, informações e tecnologia
b- learning, m-learning; tablets; objetos digitais de aprendizagem (games, apps, vídeo aulas)
Currículo da Era Digital: abertura e flexibilidade - Como lidar com as propostas intitucionais estruturadas?
Formação de professores para a atuação em novos contextos de aprendizagem
Tecnologia no ensino
Aprendizagem interativa e Mediação Pedagógica
Desafios
Visão institucional - gestão do tempo.
1970 - A tecnologia tira o trabalho humano
Hoje - A tecnologia impõe mais trabalho
Práticas tradicionais: ilusão de um contexto estável X instabilidade
Contextos contínuos e complementares entre a sala de aula (formal) e ambientes informais
Mudança na lógica (OU para E)
Quais as competências dos alunos devem ser desenvolvidas para o exercício a participação no processo de aprendizagem?
Escola, Currículo e Tecnologia
Colaboração
Concepção de Ensino
Reconfiguração do tempo e espaços pedagógicos - Humberto Maturana
Realidade da virtualidade X Interações reais
Reconstrução da cultura para o mundo móvel
Reconfiguração do tempo e espaço
Projetos x Fragmentação
Apropriação do novo
Encontro comunicativo e relacional
De onde vem as boas ideias?
Aprendizagem para a vida
Inclusão Digital
Flexibilidade
Interação
Democratização do saber
Dimensão interativa na Relação Pedagógica
O que permanece como essência da Educação na nova lógica?
Competências para o uso das TICs
Indicadores: UNESCO, ISTE (Internacional Society for Technology in Education), Australia (Smart classroons), Portugal (Minho)
Política de qualidade
Auto avaliação: não utilizado, familizarização, implementação, integração, evolução
Professores, alunos, recursos, gestão escolar, registros e documentos normativos.
Planejamento: público alvo, especificidades e objetivos do curso, equipe multidisciplinar, ferramentas tecnológicas.
Interatividade
Globalização
Por que sabemos das necessidades mas as mudanças em sala de aula não ocorrem na prática?
"Formação de consumidores críticos e produtores de conhecimento capazes de responder aos desafios da sociedade da informação com cidadania."
Prof. Bento Duarte Silva (Universidade do Minho - Portugal)
Criatividade
As TICs colocam em jogo o papel do professor?
Locais de cultura - a sala de aula não é mais o ponto central
Lucia Santaella.
Quais as expectativas de alunos e professores?
Transição da gestão industrial para gestão da informação
Informação estruturada, lógica e sequencial
X
Sociedade Líquida (Bauman)
Reprodução de modelos X Produção de cultura
Necessidade de uma nova cultura de aprendizagem
(Mauri e Onrubia)
A interatividade é entendida no sentido de interação inerente às pessoas e suas ações, sem diferenciar o significado, como um processo de comunicação livre e plural que apresenta diversas possibilidades de intervenção na mensagem construindo de forma colaborativa um sentido compartilhado.

Pressupõe multiplicidade nas interações e multidirecionalidade na construção da informação e conceitos, ressignificando as relações sociais como demanda do século XXI.
TICs suplementares ao currículo
TICs complementares ao currículo
TICs integradas ao currículo
TICs impregnadas ao currículo
Autonomia e Flexibilidade
Flexibilização das relações
(Moran)
Na sociedade da informação, comunicação e aprendizagem, a sala de aula interativa se apropria das possibilidades da tecnologia e apresenta um ambiente de confiança e afetividade, com a horizontalização das relações, o que permite a diversidade e a expressão da subjetividade, aproximando interesses e perspectivas para a construção e significação das informações, inundando-as de sentidos e sensações, contribuindo para a formação integral de seres humanos autônomos e ativos para lidar com um mundo em constante transformação e carregado de incertezas.
Formação de redes de colaboração
A mediação pedagógica busca abrir um caminho às novas relações do estudante: com os materiais, com o próprio contexto, com outros textos, com seus companheiros de aprendizagem, incluído o professor, consigo mesmo e com seu futuro”.

(Perez e Castilho, 1999, p.10)
Diálogo
Construção de ambiente para a expressão das subjetividades
mudanças na relação com o conteúdo e a produção de conhecimento
Personalização do ensino
Aprendizagem individual: conhecimentos prévios, interesses e emoções
Ritmo individual
Plataformas adaptativas e big data: mapeamento do conhecimento
Experimentação
Espaços makers: flexibilidade de horários e usos, acesso fácil ao material
Transformação do espaço como resultado da concepção: mobilidade, flexibilidade, compartilhar ideias, parcerias
imagem retirada de Porvir.og
imagem retirada de http://flate-mif.blogspot.com.br/
Diferentes formas de aprender
Avaliação
Full transcript