Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Desenvolvimento Cognitivo e Aquisição de Conhecimento_Piaget

No description
by

Edclécia Morais

on 7 July 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Desenvolvimento Cognitivo e Aquisição de Conhecimento_Piaget

Desenvolvimento Cognitivo e aquisição de conhecimento
Desenvolvimento Humano
O estudo do desenvolvimento do ser humano constitui uma área do conhecimento da Psicologia cujas proposições concentram-se no esforço de compreender as rupturas e transformações que ocorrem no processo de desenvolvimento do homem.
- Quais mudanças, transformações, aquisições, perdas.... ocorrem no ser humano?
Piaget distingue dois sentidos para o termo aprendizagem: um sentido estrito de acúmulo e outro mais amplo, de progresso, transformação.


A aprendizagem em sentido estrito se trata da
aquisição de uma resposta particular
. -> Associação/repetição

A aprendizagem em sentido amplo pode ser também considerada como um produto do desenvolvimento, assim através do
processo de equilibração ocorre o progresso das estruturas cognitivas
. --> Inventa e constrói
Os Estágios
do Desenvolvimento Cognitivos Segundo Piaget
Sensório-motor (0 – 2 anos)
É neste momento que as estruturas cognitivas da criança alcançam seu nível mais elevado de desenvolvimento.


Agora a criança é capaz de
pensar logicamente, formular hipóteses e buscar soluções,
sem depender mais só da observação da realidade.
A conduta humana organiza-se em
esquemas de ações ou de representações,
adquiridos, elaborados pelo indivíduo a partir de sua experiência individual, que podem coordenar-se em função de uma meta intencional e formar estruturas de conhecimento de diferentes níveis. A função que integra essas estruturas e sua mudança é a
inteligência.
ORGANIZAÇÃO:
Forma determinada de organização do conhecimento.




Exemplo: Não pensamos em como caminhamos, simplesmente caminhamos, ou seja, tenho uma estrutura conhecida, a ação é o plano representativo deste esquema.
ADAPTAÇÃO:
Realiza-se através da

assimilação e acomodação.
Qualquer modificação de um esquema assimilador ou de uma estrutura; modificação causada pelos elementos que assimilam.
- Além da modificação de um esquema prévio, a acomodação pressupõe uma nova assimilação (reinterpretação em função dos novos esquemas).

- Novos conhecimentos podem consistir em
um saber isolado
;
integrar-se
em estruturas de conhecimentos já existentes,
modificando-as levemente
, ou
reestruturando por completo os conhecimentos anteriores
.
Desenvolvimento inicial das coordenações e relações de ordem entre ações;
* Início de diferenciação entre o próprio corpo e os objetos.
No estágio sensório-motor o campo da inteligência aplica-se a situações e ações concretas.
O Estágio Sensório-motor está ligado aos cinco sentidos.
Visão
Audição
Olfato
Paladar
Tato
A inteligência é definida por dois aspectos:
Epistemologia Genética
Ciência que estuda a construção do conhecimento pelo homem
Ricas investigações para compreensão da aprendizagem e do desenvolvimento
Como o homem constrói conhecimentos?
Um construtivista
Piaget cunhou o termo construtivismo;

Essa perspectiva permite compreender a aquisição do conhecimento como um processo dinâmico que provoca desequilíbrios e sucessivas reorganizações internas.
DESENVOLVIMENTO COGNITIVO
Construção de uma série ordenada de estruturas intelectuais, que
regulam os intercâmbios funcionais ou comportamentais
da pessoa com seu meio.
Para Piaget o progresso cognitivo não é apenas a soma de pequenas aprendizagens, mas o resultado do processo de equilibração, da transformação ou construção das estruturas cognitivas.
O sujeito interpreta a informação do meio, em função de seus esquemas ou estruturas conceituais disponíveis.
*Alice no país das maravilhas

Mimosa?
Tangerina?
Laranja cravo?
Aplicações educacionais da Psicologia Genética:
Desenvolvimento cognitivo e educação escolar
Potencializar e favorecer a construção das estruturas cognitivas objetivo da educação escolar;

Ex: Educ. Infantil - focar no favorecimento da reversibilidade; juizo moral autônomo; reciprocidade nas relações
Construção das competências das estruturas operatórias concretas
Cuidado para não eleger o desenvolvimento cognitivo como fim único da educação escolar
O nível de desenvolvimento e a capacidade de aprendizagem
A possibilidade que um estudante tem de realizar uma aprendizagem está "limitada" por seu nível de competência cognitiva?

- Currículos - adequação dos conteúdos às competências previstas.

- O resultado de uma aprendizagem fora da condição de maturação pode ser
Memorização mecânica
Compreensão incorreta
Funcionamento Cognitivo e metodologia de ensino
A aprendizagem escolar consiste em um processo
ativo
de elaboração. Os erros
são degraus necessários
e
úteis
nesse processo.

Ação pedagógica - criar um
ambiente rico e estimulante
para atividade auto-estruturante;

Ação pedagógica - situada "
entre
" conteúdo excessivamente afastado das possibilidades de compreensão e conteúdo totalmente ajustado a possibilidade de compreensão
bloqueio alto desequilíbrio ou desequilíbrio = 0
Equilíbrio:
processo bidirecional de busca da criança por um
ajuste entre esquemas existentes e novas experiências
ambientais.

Esquema:
uma estrutura mental que proporciona um
modelo para a ação
em circunstâncias similares ou análogas. É a unidade básica da vida intelectual.
- No princípio são ações pautadas biologicamente, que rapidamente vão se diversificando. Após internalizados, tornam-se ações simbólicas. (Padrões organizados de comportamento utilizados em determinadas situações)

Estágio:

relação entre os esquemas que pertencem a um mesmo nível de funcionamento e complexidade
, formando uma estrutura.
Início do Desenvolvimento:
- Quando?
- Como?
"Comportamentos sensório-motores são aspectos mais primitivos e necessários ao desenvolvimento intelectual"

A adaptação do bebê ao meio se dá através das ações sensório-motoras
"O desenvolvimento mental que ocorre nesse período determina o curso inteiro da evolução psicológica" (Piaget, 1967, p.8-9)
Superação dos estágios:
" O novo estágio poderia ser definido pelo fato da criança
tornar-se capaz
de certos padrões de comportamentos dos quais era incapaz; e não pelo fato de
renunciar a padrões de comportamento de estágios precedentes
, ainda que sejam contrários ou contraditórios do ponto de vista do observador".
Piaget, 1964, p.299
0-1 mês - Atividade reflexiva
* Indiferenciação dos objetos
- falta de evidência de esquemas já construídos sobre objetos
- respostas reflexas


*Objeto
- A consciência da permanência dos objetos é
aprendida
;
- Será que eles desaparecem?
* Afeto
- Associado como reflexos
1-4 meses - Primeiras definições
* Diferencia objetos
- rejeita-os;
- Segue visualmente;

* Chupar o dedo -
acomodação da mão-boca
*
Coordenação Audição
--
Visão
: buscar um som, uma voz.

*Tendência do bebê para repetir por si mesmo ações corporais prazerosas;

* Combinação e diversificação de esquemas que anunciam a
organização interna
do meio ambiente e a
adaptação
a ele.
4-8 meses - reprodução dos eventos interessantes
8-12 meses - coordenação dos esquemas
12-18 meses - invenção de novos meios
18 - 24 meses - REPRESENTAÇÃO
*
Repetição de ações que produzem mudanças interessantes no ambiente
(barulho, iluminação);
-
Ações circulares ou assimilação reprodutiva
- Exemplos claros de interação com o meio

*
Orientação progressiva para além do seu corpo;
- cordenação visão- tato;
*
Início da noção de permanência do objeto
*
Comportamento direcionado a um fim

(um ato "quase" intencional)


*
Antecipação da ação via seleção intencional dos meios antes de iniciar a ação
-
coordenação meio-fim.
* Intencionalidade
:
capacidade para se envolver em comportamentos dirigidos para atingir um objetivo

Causalidade
-
reconhece que outros objetos podem ser fonte de atividade;

*
Objeto em "3D" - forma e tamanho;
*
Afeto
-
Experimentação do "sucesso" e "fracasso"

*
formação de novos esquemas por experimentação; tentativa e erro
;
-
Adaptação de situações não
familiares pela descoberta de
novos meios
*
Capacidade de lidar com
deslocamentos sequenciais
, excessão dos invisíveis.

* Criança torna-se apta a representar mentalmente objetos e eventos;
Representação
- Capacidade de reter imagens dos objetos quando eles estão ausentes.
Ex: busca lógica nos deslocamentos A;B;C.

* Abrem-se as portas para o intercâmbio social - investir afeto em outras pessoas;

Alguns conceitos...
Pré-operacional (2 – 7 anos)
Operatório Concreto (7 – 12 anos)
Operatório Formal (12 anos em diante)
Método Clínico
Chegaram as habilidades representacionais!

Imitação diferida
Capacidade de recordar o comportamento imitado;

Imitação é basicamente uma acomodação
Um jogo de faz-de-conta
- Construção de símbolos sem constrangimentos, invenções que representam qualquer coisa que elas desejem; (Ex:cavalo/vassoura)

- Função -
satisfazer o eu
pela transformação do real naquilo que é desejado;
- predominância da assimilação
- Quando a linguagem se revela insuficiênte ou inapropriada pela criança, o jogo simbólico passa a ser fórum de idéias, pensamentos...
Linguagem falada
Consequências ao desenvolvimento mental:
"
1- possibilidade de intercâmbio verbal com outras pessoas, que anuncia o início da
socialização da ação"
;
2- "
internalização da palavra
e o aparecimento do pensamento propriamente dito, corroborado pela linguagem interna e por um sistema de signos";
3- "A
internalização da ação
, a qual, de agora em diante, mais do que ser puramente perceptiva e motora, será uma representação intuitiva por meio de imagens e 'experimentos mentais'
" -
esquemas simbólicos
Tipos de fala
*
Fala egocêntrica
-M
onólogos comunicativos
- A criança frequentemente fala na presença de outras pessoas, mas sem qualquer intenção aparente de que elas ouçam suas palavras.
*
Fala socializada
- Linguagem torna-se intercomunicativa;
- envolvem uma clara troca de ideias
Piaget, 1967, p.17
A linguagem falada não é inata, é
aprendida.
A motivação para aprender a linguagem falada decorre do
valor adaptativo
desta habilidade;
OPERAÇÃO - ação internalizada reversível
Agir sobre o mundo
Interiorizada por representação
Seguir a linha de raciocínio de volta ao ponto de partida
- Na construção do conhecimento social a linguagem tem o papel básico de proporcionar um eficiente meio de comunicação entre a criança e os outros.
-
Facilita o acesso à experiência social
;
- Importante
fonte de desequilíbrio
- com melhores habilidades de comunicação, aumentam as oportunidades de conflito
Características do pensamento pré-operatório
Influência das atividades perceptivas
Centração
Egocentrismo
Transformação
Reversibilidade
"O meu carrinho"
- Pensamento não questionável, o erro está na evidência;

- Interação social como fonte de conflito -
Escola
Características do pensamento Operatório Concreto

Socialização
Transformação
Descentração
Causalidade
Reversibilidade
Inversão
- bolinhas
Reciprocidade ou compensação
-Conservação líquidos
A criança desenvolve processos de pensamento lógico (operações) que podem ser aplicados a problemas reais (concretos, observáveis)
Uso funcional da lógica;
Habilidade de conservação;
- quantidade de uma matéria permanece a mesma independente de mudança em uma dimensão irrelevante
Validação de seus pensamentos:
- Conflito entre percepção e raciocínio - recorre ao uso do raciocínio para seus julgamentos
* Cooperação
Operações lógicas
Ações
cognitivas internalizadas
que permitem à criança chegar a conclusões "lógicas"

Meios de organizar a experiência em esquemas superiores à organização prévia

Ha dois tipos de operações lógicas básicas para a compreensão infantil do conceito de número
Seriação e Classificação
- Organizar mentalmente um conjunto de elementos em ordem crescente e decrescente;

5 níveis
- sem órdem;
- pares;
- trios;
- coordenações parciais
- Ensaio e erro ou transitividade
Agrupamento mental de objetos de acordo com semelhanças
3 Níveis
- dois a dois

- Coleções em torno de uma dimensão *Subcoleção

- Inclusão de classes
Vontade
O que se quer fazer (desejos) X o que se deve fazer (moralmente obrigado a fazer).

Vontade são escolhas sociais e interpessoais que implicam um senso de obrigação e valor;
* Necessita da presença de conflito entre dois impulsos ou tendências.
- Instrumento de conservação de valores que transforma os afetos conservados em
senso de obrigação.
- A experiência social que encoraja a cooperação estimula o desenvolvimento da Vontade.
Autonomia
-Autonomia - possibilidade de elaborar suas próprias normas, fazer suas próprias avaliações morais.
- O ato de construção do conhecimento é um ato de auto-regulação por meio de ações autonomas. É a autonomia em ação.

- Desde o nascimento as crianças lutam para "dar sentido" as suas experiências afim de assimilarem o mundo a sua volta e de serem autônomas em sua construção do conhecimento.
Moral
- Anomia

- Heteronomia - respeito, obediência, autoridade

- Autonomia- contrato, intencionalidade
Mentira e Justiça
- Comportamento mau X não verdade

- Intencionalidade (ação intencionalmente falsa)

Punição
Expiatória Por reciprocidade
-Autoridade
-Arbitrária
-Coerção
-Sempre relacionada à regra infringida;
-Não precisa ser dolorosa
- respeito unilateral


- respeito mútuo
Operações Abstratas
"Aceitar o ponto de vista de Piaget, portanto, provocará turbulenta revolução no processo escolar (O professor perde seu ar de ator no palco). Quem quiser segui-lo tem que modificar, fundamentalmente comportamentos consagrados, milenarmente (...) Onde houver um professor 'ensinando'... aí não está havendo uma escola piagetiana." (Lima, 1980, p.131)
Importância da realização paralela dos exames!
Padronização das perguntas?
Busca de respostas convictas
Ênfase no processo de resposta, não na pura resposta;
Aplicação:
- conhecer os estágios;
- conferir a compreensão da tarefa;
- linguagem compartilhada;
- Preparar o material;
- Acompanhar o raciocínio da criança
- Obtenção de justificativas
Cuidado na busca por respostas esperadas!
"O bom experimentador deve reunir duas qualidades muitas vezes incompatíveis:
- saber obervar, saber buscar algo de preciso
- ter a cada instante uma hipótese de trabalho, uma teoria para controlar"
"É preciso ter-se ensinado o método clínico para compreender a verdadeira dificuldade"
Piaget, 1926, p.11
Atividade: Flutuação de corpos
Material:
Etapas:

- Previsão


- Experimentação



- Avaliação
! Justificações!
* Liberdade para reclassificar;
* Verificar a noção de peso;
* Habilidade em perceber contradições;
* Elimina contradições?
* Considera a água?
*Volume; densidade
* A solução mais compatível com as Op. Formais é aquela que considera a densidade, ou seja, se a densidade da água for maior o objeto flutua, se for menor o objeto afunda.
E I - Satisfaz-se com multiplas explicações; dificuldade em perceber contradições
EII - Subclasses; hierarquias; rever a noção de peso - associa com tamanho; está atento às contradições.
EIIb: Leva a água em consideração
E III - Noção de conservação de volume;densidade; costuma lidar com operações proposicionais (Busca um critério geral, único, não contraditório.
ÁGUA!
-
Construção do tipo de raciocínio e lógica que possibilita raciocinar de forma efetiva sobre presente, passado e futuro;
-
Qualidade máxima de potencial do pensamento/raciocínio;
-
A modificação dos esquemas continuam a ocorrer por meio dos processos;
- O potencial é universal, mas o desenvolvimento desse tipo de raciocínio vai depender de vários fatores
O Pensamento Formal
Hipotético-dedutivo

Científico-indutivo

Reflexivo-abstrato
- Vai além da experiência cotidiana ->Objetos hipotéticos
- Do geral ao específico
"implica deduzir conclusões de premissas que são hipóteses em vez de deduzir de fatos que tenha verificado"
(A > B > C; A ? C) * Carvão branco
- Do específico ao geral=>formulam hipóteses, experimentam, controlam variáveis, registram efeitos, extraem conclusões...
*Raciocínio combinatório - várias variáveis
- pensamento interno, reflexão baseada no conhecimento disponível
- Analogia - (Cachorro-pelo / pássaro-pena)
Aquecer/voar? ->Abstração empírica
Desenvolvimento Cognitivo - revisando
Operatório Formal
Operatório Concreto
Pré-Operatório
Sensório-Motor
*Inteligência por meio de ações motoras e sensoriais;
*Mão-boca;
* Busca por objetos que vê desaperecer
* Com a passagem dos estágios o sujeito vai se tornando capaz de novas habilidades.
* Assimilição
*Acomodação
* Representação
*Fala
*Intercâmbio Social
- Faz-de-conta
-Imitação
-Desenho
*Fase dos porquês
*Reversibilidade;
* OPERAÇÃO: __ __ __
-Uso da lógica funcional
*Busca pela verdade das coisas
*Cooperação
*
Raciocínio hipotético-dedutivo;
* Coordenação das operações;
*Proporção e Probabilidade
* Reflexivo-abstrato
Vamos à Experiência?
Conservação de quantidades
Número
Substância - massa
Área
Volume líquido
Peso
Volume sólidos
Desenvolvimento Moral
- Processo em que as crianças interiorizam as regras sociais, as normas, apreendem o conceito de mentira e desenvolvem a autonomia.
"O ponto central do desenvolvimento moral pode ser definido como a experiência prolongada e contínua de relações de respeito mútuo" (Wright, apoud Wadsworth, 1996)
Erro de transposição: a criança não pode ainda lidar com os deslocamentos invisíveis dos objetos. Ainda não consegue realizar deslocamentos sequenciais invisíveis.
Jogo simbólico
Desenho
Imagem Mental
Linguagem falada
"é preciso tomar cuidado com as pretensões da ação educativa escolar[...] Se uma cultura for essencialmente coercitiva, valorizando as posturas autoritárias e o respeito unilateral, dificilmente uma ação pedagógica, por si só, levará á autonomia dos alunos. Ajudará, sem dúvidas, mas terá alcance limitado. Acreditar o contrário é pensar que uma criança é puro produto dos métodos e objetivos de uma instituição educacional. "

*A teoria de Piaget nos faz pensar cultura e a educação contida nela.

(Yves de la Taille (1994, p.19-20)
"Várias operações intelectuais podem ser aplicadas simultanea e sistematicamente na resolução de um problema".
"Ela não consegue manter a equivalencia de número frente a mudança visual/perceptiva"
- Sentimento Moral: incide sobre o que é necessário fazer, não o que é desejável, preferível.
Full transcript