Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

SENTENÇAS GENERICAMENTE QUANTIFICADAS X EXPRESSÕES DE REFERÊNCIA A ESPÉCIES

No description
by

Rivanildo Silva

on 26 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SENTENÇAS GENERICAMENTE QUANTIFICADAS X EXPRESSÕES DE REFERÊNCIA A ESPÉCIES

SENTENÇAS GENERICAMENTE QUANTIFICADAS
X
EXPRESSÕES DE REFERÊNCIA A ESPÉCIES NO PB

DEFINIÇÃO DE
GENERICIDADE

PRESSUPOSTOS TEÓRICOS
A linguagem é uma capacidade inata da espécie humana;

As denotações são produzidas a partir da relação que a língua estabelece com o mundo;

Os enunciados de uma língua obedecem o princípio da composicionalidade.
FOCO
A expressão da genericidade nas línguas naturais.
OBJETIVOS
Apontar os mecanismos de expressão da genericidade nas línguas naturais, segundo Müller (2001);

Identificar o(s) mecanismo(s) pelo(s) qual(is) o indefinido genérico, o singular nu e o plural nu expressam genericidade no PB.
ESQUEMA DE APRESENTAÇÃO
(1) O automóvel chegou ao Brasil no século XX.

(2) As cobras são animais perigosos.

(3) Um número par é um número divisível por dois.

(4) Homem não chora.

(5) Professores trabalham muito.
TIPOS DE MANIFESTAÇÃO DA GENERICIDADE
a) Sentenças genericamente quantificadas
(6) Brasileiro dança bem
Geralmente, se alguém é brasileiro, dança bem.
b) Expressões de referência a espécies
(7) O brasileiro dança bem.
Dançar bem é um atributo da classe dos brasileiros.
CASOS EM QUE
OCORREM SENTENÇAS
GENERICAMENTE
QUANTIFICADAS
Generalização sobre indivíduos particulares:
Exemplos
Exemplos
Exemplos
(8) Uma criança é alegre.

(9) Unicórnio tem um chifre.

(10) Gatos não gostam de tomar banho.
(11) Um número par (necessariamente) é um número divisível por 2.

(12) Gato (tipicamente) persegue rato.

(13) Professores (geralmente) trabalham muito.
(14) Pandas têm quatro patas.

(15) Uma rosa tem espinhos.

(16) ??Uma mulher solteira lê Clarice Lispector todas as noites antes de dormir.
CASOS EM QUE
OCORREM EXPRESSÕES
DE REFERÊNCIA A ESPÉCIES
Com predicados-de-espécie:
Exemplos
E com predicados episódicos que descrevem um evento determinado:
Exemplos
Exemplos
ATENÇÃO!
Sentenças Genéricas


Sentenças Genericamente Quantificadas
(1) O automóvel chegou ao Brasil no século XX.

(2) As cobras são animais perigosos.

(3) Um número par é um número divisível por dois.

(4) Homem não chora.

(5) Professores trabalham muito.
Exemplo
Exemplo
CONCLUSÕES
REFERÊNCIAS
(17) O mico-leão-dourado está extinto.

(18) Graham Bell inventou o telefone.
(21) As batatas foram cultivadas pela primeira vez no Brasil no século XVIII.

(22) O homem chegou na Lua em 1969.
Algumas particularidades da Denotação de Espécie:
Propriedade atribuída a uma espécie como um todo, não a membros particulares dela:
Espécie é uma entidade do mundo que pode estar em mais de um lugar ao mesmo tempo:
Com predicados estativos:
(19) A raposa é inteligente.

(20) Os micos-leões-dourados estão extintos.
(23) O brasileiro gosta de futebol.

(24) As rosas têm espinhos.
(25) O argentino perdeu suas últimas esperanças no novo governo.

(26) As cobras são perigosas.
O indefinido genérico, o singular nu e o plural nu expressam genericidade por meio do mesmo mecanismo: a quantificação genérica.

MÜLLER, Ana . A Expressão da Genericidade no Português do Brasil. Revista Letras, Curitiba, PR, v. 55, p. 153-165, 2001.

MÜLLER, Ana . Sentenças Genericamente Quantificadas e Expressões de Referência a Espécies no Português do Brasil. Cadernos de Estudos Lingüísticos (UNICAMP), Campinas, v. 39, p. 141-158, 2000. Curitiba, PR, v. 55, p. 153-165, 2001.
JUSTIFICATIVA
As conclusões deste trabalho fundamentarão a análise do corpus PORFATER no projeto "A Semântica dos Nomes sem Determinantes no PB". Por meio delas será possível descrever como os nomes nus se comportam quando expressam genericidade.
Definição de Genericidade
Tipos de manifestação da Genericidade:
a) Sentenças genericamente quantificadas;
b) Expressões de referência a espécies.
Casos em que ocorrem Sentenças Genericamente Quantificadas
Casos em que ocorrem Expressões de Referência a Espécies
Conclusões
Referências
Possibilidade de paráfrase com advérbio sentencial:
Afirmação de leis gerais que não são acidentais:
Espécies pouco estabelecidas não constituem expressão de referência a espécie:
Exemplo
(26) a. A garrafa de coca tem gargalo estreito.
b. ???A garrafa verde tem gargalo estreito.

(27) a. As garrafas de coca têm gargalo estreito.
b. ??As garrafas verdes têm gargalo estreito.
Conforme Müller, a Genericidade se expressa nas línguas naturais por meio de dois mecanismos:
1) Quantificação genérica;
2) Denotação de espécie.
Full transcript