Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of FLAVONOIDES E TRITERPENOS ISOLADOS DE UMA AMOSTRA DA PRÓPOLIS DO CERRADO DE MATO GROSSO DO SUL

No description
by

Pâmela Ra

on 5 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of FLAVONOIDES E TRITERPENOS ISOLADOS DE UMA AMOSTRA DA PRÓPOLIS DO CERRADO DE MATO GROSSO DO SUL

PHP 8
PHP 10
Fase hexânica
Pâmela Rafaela do Prado
Prof. Joaquim Corsino

TRITERPENOS, FLAVONOIDE E FENILPROPANOIDE ISOLADOS DE UMA AMOSTRA DA PRÓPOLIS DO CERRADO DE MATO GROSSO DO SUL
Composição química é o reflexo da biodiversidade da flora da região onde é produzida (PEREIRA et al., 2002).
Introdução
Visa realizar o estudo fitoquímico e avaliação de atividades biológicas da própolis oriunda do Cerrado de Mato Grosso do Sul.
Objetivo
Mistura de substâncias resinosas e balsâmicas de flores e brotos.
Apis mellifera
MONTIet al., 1983; CIRASINO et al., 1987).
Selar a colmeia e proteção (GREENAWAY, 1990)
A própolis apresenta varias atividades biológicas, inflamatória (Reis et al., 2000), antioxidante (Simões et al., 2004) antitumoral (Bazo et al., 2002) antimicrobiana (Popova et al., 2004)
Extrato etanólico da própolis
Submetido a uma partição líquido-líquido
Conclusões
O estudo químico da própolis oriunda do cerrado de Mato Grosso do Sul resultou em dois triterpenos (Acetato de lupeol e 2 alfa hidroxi lupeol), um fenilpropanoide prenilado (Artepelina C) e um Flavonoide (4',7 dimetoxi camferol).
Em uma proxima estapa sera realizada testes de atividades biologicas para as substâncias isoladas.
Será dada continuidade no estudo fitoquímico da hprópolis, para a fase Hexânico e acetato de etila.
Agradecimentos
OBRIGADA
Fase Hidrome-tanólica
Fase Acetato de Etila
Acetato de lupeol
2 Hidroxi Acido betulinico
Artepelina C
4',7 Dimetoxi Camferol
* O professor Joaquim Corsino
*Aos professores Fernanda e Walmir Garcez
* Aos meus amigos e colegas presentes.
*Ao LP-1
"Quanto menos alguém entende, mais quer discordar."
Galileu Galilei
Pro (em defesa) e
Polis (cidade).
2 Hidroxi lupeol
(4)
(2)
(1)
PHP 8
11 A 30
PHP 10
29 A 35
PHP 15
CC sílica gel 70-230 mesh
HexHex/AcOEt AcOEt AcOet/MeOH
PHP 22
PHP 22
28 A 32
CC sílica "flash" 230-400 mesh
HexHex/AcOEt AcOEt AcOet/MeOH
CC sílica "flash" 230-400 mesh
HexHex/AcOEt AcOEt AcOet/MeOH
CC sílica "flash" 230-400 mesh
HexHex/AcOEt AcOEt AcOet/MeOH
(3)
Procedimentos Experimentais
Fase
hexânica
(2)
(1)
(2)
(1)
Full transcript