Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Design Thinking e pesquisa de campo - INCUBATEC

Introdução ao Design Thinking e Apresentação de Modelo de Pesquisa de Campo para validar Clientes e Fornecedores.
by

glauber signori

on 3 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Design Thinking e pesquisa de campo - INCUBATEC

Gláuber Guilherme Signori
Analista de Sistemas - tn3
Formado em Sistemas de Informação - IMED Design Thinking 1. O que é Design Thinking ?
2. Por que inovar ?
3. Etapas Design Thinking
3.1 Imersão
3.2 Análise e Síntese
3.3 Ideação
3.4 Prototipação 1. O que é Design Thinking ? A maneira do designer de pensar, que utiliza um tipo de raciocínio pouco convencional no meio empresarial, o pensamento adutivo.
Formular questionamentos através da apreensão ou compreensão dos fenômenos
Perguntas a serem respondidas a partir das informações coletadas durante a observação do universo que permeia o problema. Design = qualidade
aparência/estética
promover bem-estar Design + Thinking a solução não é derivada do problema: ela se encaixa nele Busca por novos caminhos Segundo a revista norte-americana Business Week, o processo de inovação consiste em recriar modelos de negócio e construir mercados inteiramente novos que vão ao encontro de necessidades humanas não atendidas, sobretudo para selecionar e executar as ideias certas, trazendo-as para o mercado em tempo recorde. 2.Por que inovar ? excelência em desempenho como vantagem mercadológica



apenas superioridade tecnológica = Design Thinking uma abordagem focada no ser humano que vê na:
multidisciplinaridade;
colaboração;
tangibilizacao de pensamentos e processos.
caminhos que levam a soluções inovadoras para os negócios. Imersão
Análise e Síntese
Ideação
Prototipação = Utilização de um conjuntos de métodos e processos para abordar problemas, relacionados à:
obtenção de informações;
análise de conhecimento;
propostas de soluções. Conforme BROWN o design Thinking pode identificar um aspecto de comportamento humano e depois convertê-lo em benefícios para o consumidor, além de adicionar valor ao negócio. Design Thinking Empatia em um contexto de um problema, de forma a colocar as pessoas no centro do desenvolvimento de um projeto; para geração de soluções Criatividade para analisar e adaptar as soluções para o contexto. Razão 3. Etapas Design Thinking 3.2 Análise e síntese 3.1 Imersão Imersão Preliminar Definir o escopo do projeto e suas fronteiras;
Identificar os perfis de usuários e outros atores-chave que deverão ser abordados;
Levantar as áreas de interesse; O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Pesquisa Exploratória E a pesquisa de campo preliminar que auxilia a equipe no entendimento do contexto a ser trabalhado e fornece informações para a definição dos perfis de usuários, atores e ambientes ou momentos do ciclo de vida do produto/serviço que serão explorados Para propiciar a familiarização dos membros da equipe com as realidades de uso dos produtos e serviços que serão explorados ao longo do projeto. A equipe busca observar e interagir com pessoas envolvidas no contexto do projeto.
Procura-se por locais relevantes para o entendimento do assunto trabalhado e usuários do produto/serviço, além de indivíduos que atuam no ambiente de comercialização, uso ou suporte. O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Pesquisa DESK É uma busca de informações sobre o tema do projeto em fontes diversas:
websites,
livros,
revistas,
blogs,
artigos Especialmente no inicio para ajudar a equipe a compreender melhor as fronteiras e perspectivas do tema em questão. Os cartões insight são geralmente impressos e organizados durante a fase de análise. O cruzamento desses dados com aqueles coletados em campo durante a Imersão em Profundidade permite a identificação de padrões e áreas de oportunidade para serem explorados nas fases seguintes do projeto. DESKTOP Imersão em Profundidade Essa pesquisa consiste em um mergulho a fundo no contexto de vida dos atores e do assunto trabalhado. Geralmente, procura-se focar no ser humano com o objetivo de levantar informações de quatro tipos:
O que as pessoas falam?
Como agem?
O que pensam?
Como se sentem? O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Entrevista A entrevista e um método que procura em uma conversa com o entrevistado, obter informações através de perguntas Entrevistas são particularmente uteis para obter a história por trás das experiências de vida do entrevistado. O pesquisador geralmente vai ao encontro do pesquisado em sua casa, trabalho ou outro ambiente relacionado ao tema do projeto, e conversa sobre assuntos relevantes seguindo um protocolo predeterminado que pode ser flexibilizado em função da conversa. O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Sessões Generativas E um encontro no qual se convida os usuários (ou atores envolvidos no tema do projeto) para que dividam suas experiências e realizem juntos atividades nas quais expõem suas visões sobre os temas do projeto. Consiste em uma abordagem apropriada para obter uma visão geral dos usuários, suas experiências diárias em toda sua complexidade Distribui-se os cadernos de sensibilização alguns dias antes para que no dia, sejam realizadas atividades generativas, ou seja, que busquem a construção e expressão de experiências através da criatividade e que ajudem o usuário a refletir sobre: SENTIR imaginar fazer compartilhar Observar
Entender onde está o problema
Definir sua audiência
Montar um time
Fazer perguntas/procurar Visa entender o que: sabem - sentem - sonham memórias - sentimentos - motivações IMAGINAR sentir fazer compartilhar IDEALIZAR
• Quem você vê como as pessoas (usuários) envolvidas na experiência?
• O que se destaca para você? Por quê? Esta fase compreende em construir uma base sólida para suas ideias. Eu aprendi alguma coisa. Como faço para interpretá-la ? Gerar ideias
Refinar ideias Após as etapas de levantamento de dados da fase de Imersão, os próximos passos são análise e síntese das informações coletadas. O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Cartão Insight São reflexões embasadas em dados reais das Pesquisas Exploratória, transformadas em cartões que facilitam a rápida consulta e o seu manuseio. Durante reuniões para identificar padrões e interpelações dos dados, além de criar um mapa de resumo da Imersão, assim como em sessões de ideação colaborativa para inspirar a geração de ideias. O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Critérios norteadores São diretrizes para o projeto, evidenciando aspectos que não devem ser perdidos de vista ao longo de todas as etapas do desenvolvimento das soluções. Servem como base para a determinação dos limites do projeto e do seu verdadeiro proposito. Os critérios norteadores devem estar sempre presentes durante o desenvolvimento de um projeto porque parametrizam e orientam as soluções, evidenciando sua adequação ao escopo que deve ser respeitado. Os critérios norteadores emergem da sistematização dos dados da Imersão, onde são definidos quais rumos o projeto deve seguir. 3.3 Ideação Adiar o julgamento
Ideias ousadas
Foco no volume
Definir
Votação sentir imaginar FAZER compartilhar Eu vejo uma oportunidade.
O que eu faço para criar ? O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Brainstorming Brainstorming é uma técnica para estimular a geração de um grande numero de ideias em um curto espaço de tempo. No processo de Ideação, o Brainstorming possibilita uma abordagem rica para gerar ideias em cima de questões relevantes que nasceram durante as fases de Imersão e de Análise. WORKSHOP DE CO-CRIAÇÃO O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Matriz de Posicionamento O que é ? E um encontro organizado na forma de uma série de atividades em grupo com o objetivo de estimular a criatividade e a colaboração, fomentando a criação de soluções inovadoras. Quando usar ? Como aplicar ? Em momentos onde ha uma quantidade grande de dados que podem ser mais bem trabalhados por uma equipe estendida ou quando é preciso agregar conhecimentos de diferentes especialistas envolvidos em um projeto. Em uma sessão criativa de trabalho onde os participantes são convidados a interagir na geração de ideias de forma colaborativa. Procura-se elaborar atividades dinâmicas de curta duração e em pequenos grupos, intercaladas com apresentações das ideias geradas Uma ferramenta de análise estratégica das ideias geradas, utilizada na validação destas em relação aos Critérios Norteadores, bem como as necessidades das Personas criadas no projeto. O objetivo deste recurso é apoiar o processo de decisão, a partir da comunicação eficiente dos benefícios e desafios de cada solução, de modo que as ideias mais estratégicas sejam selecionadas para serem prototipadas. 3.4 Prototipação sentir imaginar fazer COMPARTILHAR Pense que: pense "rápido" ao invéz de
pensar de forma "detalhada".
Sinta como: imagine "toque",
mas também "experiência".
(Como é a sensação de ser o cliente?)
Como funciona: cogite "funções"
em vez de "formas". Eu tenho uma ideia. Como faço para construí-la? Tornar as ideias tangíveis, com a aprendizagem de construir protótipos e compartilhá-los com outras pessoas. Ao dar forma a ideia é preciso elabora-la com mais detalhes, aumentando os níveis de fidelidade da solução ao longo do processo; 1.Da ótica da equipe de projeto 2.Do ponto de vista do usuário Ao interagir com o modelo criado, em diferentes níveis de contextual idade, o usuário pode avalia-lo e fornecer insumos para sua evolução e aperfeiçoamento. O desenvolvimento de protótipos permite: • Selecionar e refinar de forma assertiva as ideias;
• Tangibilizar e avaliar interativamente ideias;
• Validar as soluções junto a uma amostra do publico;
• Antecipar eventuais gargalos e problemas, reduzindo riscos e otimizando gastos. O que é ? Quando usar ? Como aplicar ? Prototipação em papel São representações de interfaces gráficas com diferentes níveis de fidelidade. Um protótipo em papel pode começar de maneira simplificada e ganhar complexidade ao longo das iterações com o usuário ou com a equipe. Quando e necessário avaliar o fluxo de informações e a navegação de um sistema, para explorar possibilidades de comunicação de um produto ou apenas tangibilizar a apresentação de uma ideia a usuários, empresa ou a própria equipe de projeto. Pode ser executado a mão, apenas como um rascunho de uma solução ou com auxilio de um computador, a fim de se avaliar detalhes de uma interface, produto ou comunicar serviços. O que é ? Como aplicar ? Modelo de volume São representações de um produto que pode variar os níveis de fidelidade. Desde baixa - com poucos detalhes - ate alta, com a aparência do produto final podendo ainda apresentar textura e detalhes (como botões deslizantes), mas ainda não funcional. Quando usar ? Quando se deseja tangibilizar uma ideia e tira-la do âmbito conceitual, transformando algo concreto para que possa ser validado. Pode ser construído com materiais simples (como papel, cartolina, massa de modelar etc.) ou ser mais elaborado, composto por diversos materiais e pintado para simular a cor e acabamento do produto a ser fabricado. Design T n
k
i
n
g Obrigado Perguntas Pesquisa de mercado Tipo • Bibliográfica;
• Documental;
• Estudo de caso;
• Pesquisa de campo. Métodos • Quantitativa;
• Qualitativa. Técnicas •Entrevista;
•Questionários;
•Observação;
•Formulários. Plus + Evolução Eu tentei algo novo. Como faço para evoluí-lo ? Trata-se de planejar os próximos passos, comunicando a ideia a pessoas que podem ajuda-lo a realiza-la e documentar o processo. Avaliar os apredizados Integrar os feedbacks
Definir o sucesso Construa a experiência Identificar o que é necessário
Lançar o conceito
Construir parcerias
Planejar os próximos passos
Documentar o progresso
Compartilhar a história Fatores diferenciais Equipes multidisciplinares
Espaços dedicados Começe pelo começo
Se concentre no ser humano
Tente cedo e tente várias vezes
Procure ajuda de fora
Misture grandes e pequenos
Orçamento para o ritmo da inovação glauber_signori@hotmail.com
facebook.com/guisignori Referências Design Thinking - Uma Metodologia Poderosa para Decretar o Fim das Velhas Ideias. Tim Brown
Design Thinking - Inovação em negócios. Maurício Vianna, Ysmar Vianna, Isabel K. Adler, Brenda Lucena e Beatriz Russo
Full transcript