Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

coleção

No description
by

São Pinto

on 26 April 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of coleção


Em Porugal,

I
= Incorrecto, contendo informações incorretas
O
= Ordinário, superficial, sem mérito literário ou científico
U
= Usado, deteriorado,feio
P
= Prescrito, caducado, ultrapassado por edições mais recentes
I
= Inapropriado, indeaquado para as necessidades do utilizadores
Podem considerara-se outros dados à grelha IOUPI, por ex.
X/Y/IOUPI

X
= (idade do documento) número de anos depois da data de D.L. ou data de edição.
Y
= número de anos passados depois do último empréstimo
2. Outra taxa importante é a da rotação da colecção, para se saber até que ponto ela é requisitada. Calcula-se dividendo os empréstimos pelo fundo existente.
120 : 1500 = 0,083*100= 8,3
3. A relação documento/utilizador determina-se dividindo o número de documentos existentes (1500) pelo número de potenciais utilizadores, nas BE, o número de alunos da escola (1100), ou seja:


Taxa de relação Documento/Utilizador = 1,25
4. Da mesma forma, a taxa de relação empréstimo/ utilizador deverá ser calculada dividindo o número de empréstimos (a alunos) pelo número de utilizadores (alunos):

nº de empréstimos (alunos)
nº de utilizadores (alunos)
A aplicação deste método, torna a avaliação mais objetiva.
Exemplificando, para a notação da CDU 51:
X = 5 e Y = 3, obtemos
51 5/3/IOUPI
:
Isto é: todos os documentos cotados em 51, com mais de 5 anos, que não são emprestados há mais de três anos e que apresentam uma ou mais características IOUPI, devem ser eliminados.
Avaliar a coleção
Política de Desenvolvimento da Colecção
Ala
Documentos orientadores
http://www.ala.org/advocacy/intfreedom/librarybill/interpretations/evaluatinglibrary
(ALA, 1989) define que os elementos a incluir na Política de Desenvolvimento de Colecções podem agrupar-se em três grandes vectores:
análise das colecções através do formato
análises do campo dos assuntos;
objectivos institucionais gerais;
A IFLA (2001) define como elementos a considerar na política de desenvolvimento das colecções:
a missão da biblioteca;
os propósitos desta política;
audiência para quem é endereçada.
declarações breves sobre a comunidade ou grupos de leitores;
esboços dos estudos a efectuar; o tamanho (inclusive o número de periódicos, volume de monografias; recursos electrónicos, idiomas representados, etc.);
avaliação orçamental detalhada;
recursos de informação disponíveis
qualquer outro tipo de cooperação formal ou informal
http://www.rbe.min-edu.pt/np4/file/103/gestao_colecao.pdf
desenvolvimento da colecção deve orientar-se pelos serviços a prestar aos utilizadores
1. Objetivos da política documental
2. Política de constituição e desenvolvimento da coleção
3. Plano de constituição e desenvolvimento da coleção
A. Avaliação
B. Seleção
C. Aquisição
D. Preservação
E. Desbaste
F. Doações/ ofertas
4. Partilha de recursos
5.Política de Constituição e Desenvolvimento da Coleção
Linhas orientadoras para formalização do documento
Gestão da coleção
Métodos centrados na colecção
as listas de verificação;
o exame directo da colecção;
a avaliação de especialistas;
o uso de estatísticas;
a análise conspectus;
a aplicação das normas e orientações oficiais quanto aos padrões a que uma colecção deve responder
Métodos de Avaliação
Métodos centrados nos utilizadores
a circulação de documentos,
os empréstimos domiciliários,
os empréstimos internos,
os empréstimos interbibliotecas;
o estudo da opinião dos leitores.
Segal
(1980), utiliza o acrónimo MUSTY, que indica cinco critérios a utilizar para retirar um item da colecção.

M=
Misleading and/or factually inaccurate;

U=
Ugly (worn out beyond mending or rebinding);

S=
Superseded by a truly new edition or by a much better book on the subject;

T=
Trivial (of no discernable literary or scientific merit);

Y=
Your collection has no use for this book (irrelevant) to the needs and interests of your community”
Dados que são a base para a avaliação de um segmento da colecção
1. Um dos dados mais significativas é a taxa de renovação anual da colecção que se obtém pela seguinte fórmula

231–10= 221: 1500 = 0,147*100 = 14,73%
A adoção desta terminologia, em França, originou o método IOUPI, que significa:

I
- Incorrect. Fausse information.

O
– Ordinaire, superficiel, médiocre.

U
– Usé, détérioré, laid.

P
– Périmé.

I
– Inadéquat, ne correspond pas au fonds”
Conseil Général de Maine-et-Loire, 2003).
x100
Full transcript