Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Hinduísmo

No description
by

João Campos

on 25 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Hinduísmo

Hinduísmo Filosofia 10º ano Realizado por:
Catarina Grilo, nº6.
João Campos, nº15.
Matilde Ramos, nº21.
10º1ª. Introdução É uma religião criada a partir dos arianos, dos dravidianos e dos harapanos.
O termo "hindu" é hoje em dia utilizado para caracterizar a maioria das tradições religiosas, espirituais e culturais da Índia.
Não tem um fundador histórico único nem um sistema de crenças oficial.
É a mais antiga religião mundial e mais diversa em tradições religiosas. Distribuição Geográfica Estima-se que existam mais de 660 milhões de crentes em todo o mundo.
Há uma maior predominância na Índia, Maurícia, Nepal e Indonésia.
As cidades consideradas sagradas na Índia são Allahabad, Haridwar, Varanasi e Vrindavan. Deuses O Hinduísmo é geralmente politeísta, mas também pode ser:
Panteísta – acredita que Deus e o Universo coincidem.
Panenteísta – Deus contém a totalidade do Universo.
Henoteísta – crê num Deus único, embora admita a existência de outros.
Monoteísta – acredita que todos os deus são manifestações do deus Brama.

Os três principais deuses do hinduísmo são:
Brama – deus da criação.
Vishnu – deus da conservação.
Shiva – deus da destruição. Sistema de Castas As castas são definidas de acordo com a posição social das famílias.
Não é permitida a mudança de casta, a não ser numa outra vida.
Embora este sistema tenha sido abolido em 1950, ainda faz parte da vida indiana. Objetivos de Vida Segundo o Hinduísmo, devemos seguir os seguintes ideais:
Dharma – introdução à ética e às leis.
Artha – prosperidade e autonomia.
Kama – prazer físico e emocional.
Moksha – libertação da escravidão. Estágios de Vida O Hinduísmo reconhece quatro estágios de vida (ashramas):
Brahmacharya – vai até à vida adulta. O jovem busca pela sua vocação e pelo dharma.
Grihasthya – vai até aos 40 ou 50 anos. O indivíduo cumpre as obrigações impostas e forma uma família, na procura do artha.
Vanaprastha – altura vivida num processo de reflexão, libertando-se do mundo material, em busca do kama.
Sannyasa – Procura do contacto divino através da meditação e da libertação do seu corpo para uma próxima vida, em busca do moksha. Ioga Conjunto de métodos para atingir a meta de vida. Os quatro típicos podem ser:
Bhakti Ioga – o caminho do amor e da devoção.
Karma Ioga – o caminho da ação correta.
Raja Ioga – o caminho da meditação.
Jñāna Ioga – o caminho da sabedoria. Samsara Ciclo contínuo do nascimento, vida, morte e reencarnação.
A nossa alma – atman -, que é capaz de sobreviver à morte física, está presa no samsara enquanto viver com a ilusão de que está separada do resto, em vez de aceitar a união com tudo o que existe – esta ilusão chama-se maya. Acreditar nesta cisão leva-a agir de maneiras que geram karma.
A fuga deste ciclo chama-se moksha. “Assim como uma pessoa veste roupas novas e deita fora as roupas antigas e rasgadas, uma alma encarnada entra em novos corpos materiais, abandonando os antigos.” (Bhagavad Gita 2:22) Karma Refere-se à totalidade das nossas ações e às suas reações, não só nesta mas também em todas as nossas vidas passadas.
soma da moralidade das nossas ações, considerando que as ações morais como termos positivos e as imorais negativos. Se o resultado por positivo, então estamos a acumular karma positivo, no caso de ser negativo.
No caso de se acumular karma negativo, ou muito pouco positivo, isso que fará com que renasça novamente.
O karma não está relacionado com o destino. Uma determinada ação no presente não tem nenhuma reação futura pré-determinada. Moshka Libertação do ciclo do samsara.
Só pode ser atingida se o indivíduo aceitar a unidade de todas as coisas, acabando com a ilusão do ciclo de nascimento e renascimento.
Para isso, é necessário obter-se conhecimento sobre si próprio, de maneira a concluir que o atman é idêntico ao Brama.
Escapar do samsara trará felicidade e paz eterna. Se o atman é o Brama num frasco (o corpo), então apenas é necessário partir o frasco para perceber a união primordial da alma com o Absoluto. Punarjanma A reincarnação – conhecida como punarjanma – é uma das crenças fundamentais do Hinduísmo.
O nosso corpo futuro é determinado pelo karma que acumulámos ao longo da nossa existência. O renascimento como animais está associado ao mau karma, ou seja, a quem praticou o mal, pois esta forma de vida não oferece a possibilidade de escapar ao samsara através do moksha. Para além disso, a casta da pessoa ao renascer também é determinada pelo karma acumulado. Rituais do Ciclo de Vida Annaprashan.
Upanayanam.
Shraddh. Upanishads Upanishads = Vedanta, “o fim do Veda”.
Os Upanishads são textos e Vedanta é uma filosofia!
Doutrinas védicas da auto-realização, do yoga, da meditação, do karma e da reencarnação.
Hinduísmo védico -> quatro Vedas
Hinduísmo Bramânico -> Upanishads/Vedanta. Ramayana Escrito pelo poeta Valmiki, no séc. I d.C.
Aventuras do príncipe Rama de Ayodhya, para recuperar a sua esposa, Sita, a qual havia sido raptada pelo demónio Ravana.
Filosofia de vida que devíamos adoptar -> Dharma. O Dharma é o dever que cada um tem para trazer bem-estar à sociedade nesta e nas próximas vidas. Mahabharata Escrito pelo sábio Vyasa, entre 540 e 300 a.C..
Conta a lenda dos Bharatas, uma das tribos arianas.
Discute as três metas da vida humana (tri-varga): kama, artha e dharma. Nenhuma destas metas deve interferir com a outra. Bhagavad Gita Escrito em 400 ou 300 a.C. e é um dos textos fundamentais do hinduísmo.
Discutem-se noções como: altruísmo, dever, devoção e meditação. Puranas Ensinamentos que antes de serem escritos, foram transmitidos oralmente através das gerações.
Existem 18 Puranas, todos escritos em prosa, sendo que o mais antigo data de cerca de 300 a.C. Manusmriti As leis de Manu, ou Manusmriti, são textos atribuídos ao homem, onde estão definidas as leis e os códigos sociais do sistema de castas. Rituais Durga-Puja Maha Shivaratri Diwalí Rituais Holi, Índia Holi, Inglaterra Rituais Pureza.
Sacrifício e mérito.
Oração.
Yajna – ritual védico do sacrifício pelo fogo.
Full transcript