Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Radioatividade

No description
by

Larissa Riboldi

on 3 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Radioatividade

Radioatividade: Fenômeno de Origem Nuclear


design by Dóri Sirály for Prezi
A descoberta da radioatividade
Radioatividade é um fenômeno nuclear
O número que indica quantos prótons há no núcleo de um átomo, é caracterizado pela letra “Z” -número atômico- e, “A” – número de massa- corresponde a soma de números de prótons e nêutrons. Átomos que possuem mesmo número atômico pertencem ao mesmo elemento químico.
Isótopos são átomos com mesmo numero atômico e diferentes numero de massa.

A Radiação y
As radiações α e β são formadas por partículas. Já a radiação y é formada por ondas eletromagnéticas, emitidas logo após a emissão de uma partícula α ou β, esse tipo de radiação é mais perigosa pelo fato de maior poder de penetração. Apenas os raios y são emitidos pelos núcleos atômicos. Quando um átomo emite α, β ou y, dizemos que ele sofreu decaimento radioativo. As radiações α, β e y possuem diferentes capacidades para atravessar matérias. As partículas α possuem pequeno poder de penetração por possuírem mais massa e maior carga elétrica favorecendo a interação com a matéria, assim essas partículas são emitidas com menor velocidade que as B. Já os raios y não possuem carga elétrica, assim conseguem percorrer distancias maiores dentro da matéria.

Cinética dos decaimentos
radioativos


Transmutação Nuclear

Em 1914, Rutherford percebeu que, deixando o nitrogênio n presença de um alfaemissor, ele se transformava em oxigênio.




Em 1896, Henri Becquerel estudou os efeitos da luz solar sobre determinados materiais fluorescentes, como o uranio. A interpretação de Becquerel era de que composto emitia algum tipo de raio capaz de atravessar o papel e atuar sobre uma chapa. No mesmo ano, Becquerel percebeu que os raios de uranio ionizavam gases, tornando-os condutores de corrente elétrica.

O casal Pierre e Maria Curie, confirmaram a existência de outras substâncias radioativa, e juntamente com Gerhard Carl Schimdt encontraram alto índice de radioatividade no tório. A formação de algumas substâncias essenciais do surgimento de vida na Terra, resultou da ação da Radiação Ultravioleta, Alfa, Beta e Gama e de descargas elétricas sobre a atmosfera então existentes.


Existem dois tipos de radiação:
> Radiação Eletromagnética: estão incluídas ondas de radio e luz visível, as radiações infravermelhas, ultravioletas e os raios X.
> Radiação Crepuscular: com velocidade de deslocamento inferior a da luz, essa radiação foi inicialmente identificado como partícula. Apenas mais tarde que se comprovou que esses raios se comportavam também como ondas.

Tipos de Radioatividade:

> Raios Alfa: São altamente energéticos, e emitidos pelos elementos radioativos a milhares de quilômetros por segundo. Possuem baixa penetrabilidade e são facilmente detidos por folha de papel, de alumínio e de outros metais.

>Raios Beta: São identificados como partícula de alta energia, expelidas pelos núcleos de átomos radioativos. Possuem menor energia que o Alfa.

> Raios Gama: Neutros, são constituídos de radiação eletromagnética de frequência superior ao do espectro de luz visível a dos raios X.

Radioatividade
- é um fenômeno nuclear.
Reação Nuclear
- é um processo em que o núcleo de um átomo sofre alteração.Nuclídeo- é o nome dado a um núcleo caracterizado por um número atômico (Z) e um número de massa (A).
Radionuclídeoou Radioisótopo
- é um núcleo emissor de radiação.Existe grande diferença entre reação química e reação nuclear. Reações químicas, estão relacionadas à eletrosfera, os átomos estão unidos de maneiras diferentes, e essa união envolve elétrons. Uma reação nuclear, provoca alterações no núcleo do átomo.

Estudo das emissões alfa, beta e gama


As radiações a(alfa) e b(beta)

A emissão de partículas
a
e
b
é um dos modos pelos quais um núcleo diminui ou elimina sua instabilidade. As partículas alfa, são constituídas por 2 prótons e 2 nêutrons, quando um núcleo as emite, perde-se 2 prótons e 2 nêutrons.Soddy, em 1911, formou a Primeira Lei da Radioatividade: “Quando um radionuclídeo emite uma partícula
a
, seu número de massa diminui 4 unidades e seu número atômico diminui 2 unidades”.
As partículas
b
são elétrons emitidos pelos núcleos de um átomo instável. Núcleos instáveis imitem elétrons pois, um nêutron pode se decompor em um próton, um elétron e um antineutrino. O próton permanece no núcleo, o elétron (partícula
b
) e o antineutrino são emitidos. O antineutrino é uma partícula com número de massa zero e carga nula. Ao emitir uma partícula
b
, o núcleo tem diminuição de um nêutron e o aumento de um próton.
A Segunda Lei da Radioatividade, enunciada por Soddy, Fajjans e Russel em 1913 diz: “Quando um radionuclídeo emite uma partícula β, seu número de massa permanece constante e seu número atômico aumenta de 1 unidade”.


Efeitos Biológicos da radiação ionizante

Quando atravessam tecidos biológicos as partículas α e β e os raios y tem o poder de ionizar as moléculas existentes nas células.
Essa ionização pode conduzir a reações químicas anormais e á destruição da célula ou alteração de suas funções, isto é preocupante, pois pode causar uma reprodução celular desco
ntrolada provocando câncer.

Detecção da radiação

O instrumento mais conhecido é o contador Geiger.
Seu funcionamento é baseado na tendência que as radiações têm de ionizar gases. Quando a radiação ioniza um gás que existe dentro de uma ampola especial, esse gás se torna condutor de corrente elétrica.
Quanto mais radiação atingir o gás da ampola maior será a condutividade elétrica do gás.
Para pessoas que trabalham em contato com a radiação existem os dosímetros, que contêm substâncias que mudam de cor á medida que recebem a radiação, assim pode se ter uma noção de quanta radiação à pessoa recebeu.
Em altas doses a radiação pode causar:

-Danos celebrais(delírio, convulsões e morte).

-Danos aos olhos (catarata).

-Lesões e úlceras bucais.

-Lesões no estomago e intestinos (náuseas, vômitos, infecções intestinais podem levam a morte).

-Danos à criança no período de gestação (retardo mental)

-Danos aos ovários e testículos provocam esterilidade ou afetam futuros filhos.

-Lesões na medula óssea (hemorragia ou compromete o sistema imunitário).

-Ruptura de vasos sanguíneos leva a formação de hematomas.

Quando um radionuclídeo emite partículas
a
ou
b
, ele se transforma em um nuclídeo diferente.

Nuclídeo- átomo caracterizado por um número de massa e um número atômico determinado. Permite sua identificação como um elemento químico.
À medida que o tempo passa a quantidade de nuclídeo diminui.

Tempo de meia-vida, é o tempo para que a metade da quantidade de um radionuclídeo sofre decaimento radioativo. A meia-vida, não depende da quantidade inicial de radionuclídeo nem de fatores como pressão, temperatura e composição química.
Full transcript