Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Avaliação do Estado Nutricional

No description
by

Bárbara Alexandre

on 4 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Avaliação do Estado Nutricional

Simples
Rápido
Válido
Fiável
Barato

Avaliação do Estado Nutricional
Avalição do Estado Nutricional
Identificar distúrbios nutricionais (intervenção adequada auxilia na recuperação e/ou manutenção do estado de saúde do indivíduo)

Parâmetros Bioquímicos
Avaliar objectivamente o estado nutricional;
Complementar o diagnóstico e confirmá-lo.


Indíces De Prognóstico
Ferramentas de Triagem Nutricional
MUST
MNA
MST
NRS-2002
Desnutrição
Instabilidade
Aumento de custo
Imunocompetência
Aumento da permanência hospitalar e mortalidade
Perda de peso e massa muscula
Má cicatrização

Identificar pacientes com risco de complicações
e que podem beneficiar de uma
intervenção nutricional;

Índice de prognóstico nutricional (IPN)
PNI = 158- (16,6 x ALB) – (0,78 x PCT) – (0,28 x T)- (5,8 x HTT)


Alto risco > 50%
Risco moderado - 40 a 49%
Baixo risco < 40 %
ALB-Albumina; PCT – Prega Cutânea Tricipital;
T – Transferrina Sérica; HTT – Hipersensibilidade Tardia
Índice de prognóstico hospitalar (IPH)
IPH = (0,91 x ALB) –(1 x HTT) –(1,44 x sepsis) + (0,98 x diagnóstico) –1,09



Sobrevida de 25% ≤ -1
Sobrevida de 50% - zero
Sobrevida de 90% ≥ 2,5
ALB-Albumina; PCT – Prega Cutânea Tricipital;
T – Transferrina Sérica; HTT – Hipersensibilidade Tardia
Proteínas Somáticas
3-metilhistidina
Creatinina
Aminoácido presente na actina e miosina;
Não é reincorporado, sendo excretado pela urina;

Doseamento dispendioso;
Influência de vários factores (p.e. ingestão alimentar, exercício físico intenso, etc).

Produto da degradação muscular da fosfocreatinina;
Produzido a taxa constante e excretada na urina;

Influência de vários factores (dieta, função renal, pouco sensível a pequenas variações de massa muscular, etc).
Proteínas Viscerais
Baixos valores em pacientes críticos são considerados como indicação de gravidade da doença.

Podem ser usadas como preditor de morbi/mortalidade em pacientes hospitalizados.

Medidas sequenciais podem refletir mudanças/melhorias do estado nutricional

Albumina
Albumina sérica pode ser considerada como indicador não-específico de doença
Indicador mais comum da avaliação do estado protéico
Valores normais adultos: > 3,5 mg/dl
LIMITAÇÕES

Não é muito sensível, meia-vida longa (20 dias);
Baixos níveis refletem depleção prolongada;
Mudanças agudas do estado nutricional podem não ser detectadas;

Transferrina
Semi-vida mais curto que a albumina (8 dias)
Mais susceptível às alterações no processo de síntese protéica.
Valores normais adultos: > 200 mg/dl

LIMITAÇÕES

Níveis de transferrina aumentam na deficiência de Fe.
Reagente de fase aguda negativa (diminui no processo inflamatório)

Transtiretina e Proteína Transportadora de Retinol
Semi-vida mais curto que a albumina e transferrina (2 dias)
Indicadores mais sensíveis, principalmente nos estadios agudos de desnutrição
Valores normais adultos: Transtiretina 15,7 - 20,6 mg/dl
Proteína transportadora de retinol 2,6 - 7,6 mg/dl

MUST - Malnutrition Universal Screening Tool
Identificar os indivíduos adultos com baixo peso e que estão em risco de sofrer de malnutrição;
Identificar aqueles que sofrem de obesidade;
Procedimento rápido, simples e geral;

Não foi concebida para detetar deficiências na ingestão reduzida ou excessiva de vitaminas e minerais;
Poderá ter de ser repetido regularmente;

MNA - Mini Nutritional Assessment
ESPEN recomenda o seu uso no idoso em meio hospitalar, lares ou em cuidados domiciliários;
No idoso debilitado, é a ferramenta mais adequada para detetar o risco de desenvolver desnutrição.
Deteta a desnutrição na sua fase inicial, podendo identificar doentes em risco de desnutrição antes de ocorrerem alterações severas no peso;
NRS 2002 - Nutritional Risk Screening

Baseado numa análise de 128 ensaios clínicos randomizados;
Classifica os doentes de acordo com o estado nutricional e severidade da doença;
Determina se o efeito de uma intervenção nutricional foi positivo ou negativo num outcome clínico .

Conclusão
Deve ser feita dentro das primeiras 24h após admissão do doente;

A desnutrição é um problema de saúde pública associado ao aumento da morbilidade e mortalidade, sendo ainda hoje frequentemente não diagnosticada e mal tratada;

Detetar o risco auxilia na adequação do tratamento nutricional, previne a desnutrição e melhora o prognóstico.

Trabalho realizado pela Turma 5
MNA- short form

É um método de triagem e utilizado mais na clinica;
É rápido e é constituido por 6 questões;
Não requer especialização para ser feito;

Pontuação:

0-7: Desnutrição
8-11: Risco de Desnutrição
12-14: Estado Nutricional Satisfatório
MNA- long form
Complementa a triagem do MNA-short form;
É consituido por 18 questões;
Não requer especialização para ser feito;

Avaliação:
antropométrica
global
nutricional
subjetiva.


MST- Malnutrition Screening Tool
Amanda Rocha; Ariana Silva; Bárbara Alexandre; Carina Ferreira; Carolina Félix; Catarina Cruz; Catarina Morais; Cláudia Costa; Manuel Sousa; Pedro Campelo; Ricardo Coutinho; Rosário Guimarães; Teresa Valadas
PONTUAÇÃO:
1.Score final screening I + Score final screening II
2. + 1 ponto se idade > 70 anos

Se >3 - Risco nutricional (deve-se fazer um plano nutricional)
Se <3- deve-se fazer Rastreio Semanal
Full transcript