Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Classificação e características dos médiuns

No description
by

Lucas DEca

on 14 October 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Classificação e características dos médiuns

Classificação e características dos médiuns*
Médiuns em geral
Médiuns sensitivos
: pessoas suscetíveis de sentir a presença dos Espíritos, por uma impressão geral ou local, vaga ou material.
Médiuns naturais ou inconscientes
: os que produzem espontaneamente os fenômenos, sem intervenção da própria vontade e, as mais das vezes, à sua revelia.
Médiuns facultativos ou voluntários
: os que têm o poder de provocar os fenômenos por ato da própria vontade.

Médiuns de efeitos físicos
Médiuns tiptólogos
Médiuns motores
Médiuns de transporte
Médiuns de translações e de suspensões
Médiuns de efeitos musicais
Médiuns de aparições
Médiuns noturnos
Médiuns pneumatógrafos
Médiuns curadores
Médiuns excitadores


Médiuns de efeitos intelectuais
Médiuns audientes
Médiuns falantes
Médiuns videntes
Médiuns sonâmbulos
Médiuns extáticos
Médiuns inspirados
Médiuns de pressentimentos
Médiuns proféticos
Médiuns pintores ou desenhistas
Médiuns músicos
Médiuns escreventes ou psicógrafos
Médiuns polígrafos
Médiuns poliglotas
Médiuns iletrados
Mediunidade nas crianças
Como proceder quando a criança é médium?
Os pais não devem considerar a sua criança como missionária e que é superior aos demais. Devem compreender que a mediunidade é uma faculdade natural do ser humano.
Quando a criança mencionar a presença de algum espírito, isto deve ser encarado sem sobressaltos, sem supor que elas estão mentindo e sem apresentar medo. É preciso calma e compreensão diante dos fatos.
Não se deve encher a criança de perguntas. E nunca estimular a mediunidade, fazer evocações ou permitir que ela participe de práticas mediúnicas.
São inúmeros os recursos de amparo às crianças portadoras de mediunidade: preces em favor dos Espíritos que delas tentam acercar-se; passes; freqüência às aulas de evangelização; a oração, em conjunto, no lar, acompanhada de estudo do Evangelho.
Definições
Médium
: “Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo.” – L.M, XIV – 159
Médiuns de efeitos físicos:
os que têm o poder de provocar efeitos materiais, ou manifestações ostensivas.
Médiuns de efeitos intelectuais:
os que são mais aptos a receber e a transmitir comunicações inteligentes.
Médiuns tiptólogos - Exemplo
Irmãs Fox e a residência da sua família em Hydesville, NY, EUA
Médiuns motores - Exemplo
Começamos por apresentar questões, empregando os mesmos sinais que o Sr. F..., e recebendo respostas pelos balanços da mesa. Tendo alguém objetado que esses movimentos eram indistintos e podiam dar lugar a enganos, a mesa, com grande admiração nossa, levantou-se lentamente de um lado e bateu claramente com um pé, banindo assim toda a possibilidade de erro.”
“De repente eu disse:
– Sabeis onde se acha meu pai esta noite?
A resposta veio pronta, por três erguimentos da mesa:
– Sim.”
“Mas, surgia aí uma dificuldade: os nossos sinais só nos podiam indicar as respostas “sim”, “não” e “não sei”, e nenhuma dessas palavras podia satisfazer à nossa pergunta. Alguém se ofereceu para ir pronunciando as letras do alfabeto, e a mesa concordou em erguer o pé quando fosse pronunciada a letra que devia entrar na formação do nome do lugar pedido. Depois de muitos enganos, repetições e dificuldades, obtivemos a palavra Swansea.”

Médiuns de translações e de suspensões - Exemplo
"Ato ou efeito de levitar. Fenômeno psíquico, anímico ou mediúnico, no qual pessoa ou coisa ergue-se acima do solo sem uma razão visível, apenas devido à força mental, de um encarnado ou desencarnado, que movimenta fluidos ectoplasmáticos capazes de produzir uma alavanca psíquica suficientemente forte para vencer a força da gravidade. É um fenômeno de efeito físico. Elevação de um corpo no espaço, sem contato aparente, ficando suspenso, como se estivesse subtraído à ação da gravidade”.
Médiuns de aparições - Exemplo
“No começo pode observar-se um objeto branco, vaporoso e membranoso sobre o soalho, diante do gabinete. (...) Quando a massa atinge a altura de dois ou mais pés, dir-se-ia ser uma criança que ali se acha escondida sob um pano, agitando seus braços em todas as direções, como se manipulasse alguma coisa. A massa continua a elevar-se, baixando às vezes para levantar-se a maior altura que anteriormente, até subir cerca de cinco pés. Então, pode-se ver a figura do Espírito acomodando as dobras do pano que o envolve.
Médiuns pintores ou desenhistas
- Exemplo
Em que idade se pode ocupar,sem inconveniente,da mediunidade?
"Não há idade precisa, tudo dependendo inteiramente do desenvolvimento físico e, ainda mais, do desenvolvimento moral. Há crianças de doze anos a quem tal coisa afetará menos do que a algumas pessoas já feitas. Falo da mediunidade em geral; porém os efeitos físicos é mais fatigante para o corpo; a da escrita tem outro inconveniente, derivado da inexperiência da criança, dado o caso de ela querer entregar-se a sós ao exercício da sua faculdade e fazer disso um brinquedo." LM, cap XVIII, 221, q 8

"Na fase infantil, a mediunidade desabrocha quase sempre com naturalidade. As crianças têm relativa facilidade de perceber a presença dos espíritos e de manter com eles um convívio espontâneo." Mediunidade e Obsessão em Crianças - Suely Caldas Schubert
Haverá inconveniência em desenvolver-se a mediunidade nas crianças?
"Certamente, e sustento mesmo que é muito perigoso, pois esses organismos débeis e delicados sofreriam por esta forma grandes abalos, e as respectivas imaginações excessiva excitação. Assim, os pais prudentes devem afastá-las dessas ideias, ou, quando nada, não lhes falar do assunto, senão do ponto de vista das consequências morais." LM – Cap XVIII, 221, q 6
Full transcript