Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Livro Til - José de alencar

No description
by

Rodrigo Trindade

on 19 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Livro Til - José de alencar

Notes
Ideas
Ideas
Ideas
Til - José de Alencar
VEROSSIMILHANÇA:
A valorização do interior do país e da vida bucólica surgem como respostas a UM PAÍS ONDE AS CIDADES JÁ COMEÇAVAM A GANHAR MAIOR IMPORTÂNCIA, como Alencar nos mostra ao citar Campinas, Itu e outras referências como o Rio Piracicaba.
TIL x IRACEMA:
Em ambos, a personagem protagonista são mulheres.
Til: a protagonista e ótima represntação de heroína romântica, sofredora corajosa, dedicada, mas ao mesmo tempo dócil, meiga e sonhadora, o que chama mais a atenção é sua caridade, seus valores e sua dedicação para com os excluídos.
Iracema: o que mais chama a atenção é sua explendida beleza.
ASPECTO LINGUÍSTICO:
O vocabulário regional e as fala do caipira e do escravo.
ASPECTO SOCIAL:
As direrenças de classes da época (escravos,capangas, pobre, e ricos donos de terras).
Não é a verdade que atrai o romancista, mas sim a fantasa épica e fundamentar a literatura brasileira.

Romance Regionalista
José de Alencar
1829 a 1872- Romancista, jornalista, advogado, politico Brasileiro, foi um dos maiores representantes da literatura indianista. Mas ficou mesmo conhecido pelo seu livro Guarani. Iracema também foi um livro bastante conhecido.

TIL seguiu o formato em folhetim, muito comum na época.
Publicado inicialmente no jornal " A REPÚBLICA".
ROMANCE NA NOVELA:
A narração é em terceira pessoa, e é onisciente, ele conhece, sabe todos os pensamentos e planos dos personagens.
O NARRADOR:
Os capítulos são curtos e terminam com um clima de suspense e ação sombria.

O enredo é composto por muitas aventuras e momentos de tensão.
ESTRATÉGIA NARRATIVA:
O ESTILO DO AUTOR:
o livro TIL é cheio de sentimentos, muitas descrição e uso exagerando de adjetivo.

Uso do neologismo e palavras regionais.

A leitura provoca no leitor sentimentos controversos.
Estrutura da obra:
A obra é dividida em 2 partes:
Apresentação das personagens e das tramas.
31 cap.
Revelações e desembaraços das tramas apresentadas
31 cap.
O ESPAÇO:
Tudo acontece em um lugar chamado Santa Bárbara, próximomo a Campinas no estado de SP, mas o romance faz referência também à cidade de Itu.
O tempo:
O tempo predominante é o PSICOLÓGICO.
O narrador utiliza disfarces físicos e mudanças de nomes em seus personagens.
De acordo com a chegada de cada personagem na trama, o tempo é manejado pelo narrador que torna o tempo passado sempre presente.
Personagens:
TEMA
DO ROMANCE:
Til foi publicado em um momento 1872 em que ferviam discussões sobre a exploração do chamado "ELEMENTO SERVIL" e em que a literatura buscava fundamentar-se em elementos genuínos.
CONTEXTO HISTÓRICO:
No ano de publicação da obra, o Brasil estavaàs voltas com a aprovação da LEI DO VENTRE LIvRE (1871), que garantia a liberdade a filhos de escravos nascidos no Brasil.
HEROÍSMO FANTÁSTICO:
A ação das personagens é carregada de coragem e idealismo exagerados, o que contribui para o caráter fantástico:
Jão Fera, por exemplo, consegue vencer uma manada de Caitetus com Berta sobre os ombros e ainda salva o Pai-Quicé.
Ver o teatro do TIL.
O DESFECHO:
Após a revelação, Luís Galvão quis assumir-lhe a paternidade, mas Til não aceitou.
" Não, Miguel.
Lá todos são felizes!
Meu lugar é aqui, onde
todos sofrem"
(cap. XXXI)
A VISÃO DA MULHER:
Til é sempre comparada a flor, e seu amadurecimento corresponde ao desabrochar dessa flor. Repare:
Cap 1:
"Eram dois, ele e ela, ambos na flor
da beleza e micidade"
Cap 2:
"Como as flores que nascem nos despenhadeiros e algares, onde não penetram os esplendores da natureza, a alma de Berta fora criada para perfumar os abismos da miséria, que se cavam nas almas, subvertidas pela desgraça"
A NOVA MULHER ALENCARIANA:
No Romantismo, a figura feminina é uma subversão da tradição de asssidade, e as personagens femininas são ambíguas, com dualidades de caráter.
A Berta desfaz o modelo tradicional, e inova o comportamento feminino, decide não se casar, uma mulher dedicada, que segue seu destino, diferente de sua mãe.
Observe o modo de falar de um escravo:

"-Branco está de orelha em pé; pois olha, Monjolo é negro de bem; quando ele dá sua palavra e aperta dedo mindinho, está acabado, é como rabo de macaco: quebra, mas não solta galho, por nada desta vida, nem que arrebente."
cap. IV
"Dirigiu-se ao trono e arrancou a faca depois de esmagar a cabeça da urutu.
- Que diabo é isso? perguntou o embuçado.
- Não vê? retorquiu Jão limpando nas ramas a folha da faca.
- Agora penetro porque o diado do ruço pinchou-me."
cap. VI
ASPECTO COMPORTAMENTAL:
O namoro da época, a educação e os segredos de família.
"Afonso, este namorava Berta às escâncaras, com o recacho e brinco pr´prios de seu gênio. Essa mesma sinceridade e desplante de seu afeto eram véu para ocultá-lo a olhos suspicazes. Quem o via sempre a gracejar com a menina, acreditava que isso não passava de travessura de moço folgazão sem tinta de malícia.
Linda, quando os olhos de Miguel pousavam-lhe na face, corava e sentia o tímido coração bater apressado. Não raro, o instinto de delicadeza que recebera de sua mãe, advertia-lhe da distância que separava dela o moço pobre e de mesquinha condição."
cap XII
Full transcript