Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Renascimento, Humanismo e Classicismo

No description
by

Miguel João

on 12 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Renascimento, Humanismo e Classicismo

Renascimento, Humanismo e Classicismo
Humanismo
Humanismo
É o termos usado para identificar o período da História da Europa de transição da Idade Média para o Renascimento.
Antropocentrismo
Desprendimento da igreja católica
Nas pinturas e esculturas da época, retratava-se a "perfeição" do ser humano.

Humanismo e Antropocentrismo
Significam ambos que o Homem está no centro de tudo.
Mostrando a “perfeição” do homem.
Principais Escritores
Renascimento
Principais Carateristicas
Valorização da estética artística da antiguidade clássica (greco-romana). Os artistas renascentistas defendiam a ideia de que a arte na Grécia e Roma antiga, tinham um valor estético e cultural muito maior do que na Idade Média. Por isso, que uma escultura renascentista, por exemplo, possui uma grande semelhança como as esculturas da Grécia Antiga.


Visão de que o homem é o principal e decisivo elemento na condução da história da humanidade. Essa visão é conhecida como antropocentrismo ("homem no centro") e fez oposição a visão teocêntrica ("Deus no centro") da Idade Média.
Grande importância dada às ciências e a razão. Os renascentistas defendiam a ideia de que há explicação científica para a maioria das coisas. Portanto, desprezavam as explicações elaboradas pela Igreja Católica ou por outras fontes que não fossem científicas. Este período da história foi muito significativo no que toca ao desenvolvimento das experiências científicas e do pensamento racional e lógico.


Procura do conhecimento em várias áreas. Os renascentistas procuravam entender o mundo através do estudo de várias ciências (Biologia, Matemática, Física, Astronomia, Botânica, Anatomia, Química, etc.). Um ótimo exemplo desta visão de mundo foi Leonardo da Vinci que, além de ser pintor, também desenvolveu trabalhos e estudos em várias áreas do conhecimento.

Período de profundas transformações culturais, políticas, religiosas e económicas.
O ideal do humanismo tornou-se o próprio espirito do Renascimento.
Iniciou-se na Itália, no século XIV.
Tendo a ideia de fazer “renascer” a arte antiga.

Renascimento
Petrarca
- Fundador de movimento e criador do soneto
Dante Alighieri
- Popularizou a linguagem escrita
Gil Vicente
- Representante do género dramático
Fernão Lopes
- Primeiro a conciliar pesquisa histórica e qualidade literária
Erasmo de Roterdã
- Humanista holandês que criticava os dogmas católicos e a imoralidade do clero
Boccacio
- Poeta italiano especializado na obra de Dante Alighieri.
Principais Artistas Do Renascimento
Leonardo da Vinci
Michelangelo
Rafael Sanzio
Sandro Botticelli
Giotto
Fra Angelico
Classicismo
Na arte, referia-se ao mundo antigo. Valorizando a Antiguidade Clássica.
Utilizando a visão antropocêntrica, evidenciando a beleza do homem nas esculturas e pinturas

Classicismo
Principais Características
Antropocentrismo
Presença da mitologia
Racionalismo
Idealismo
Amor Platónico

Principais Artistas Do Classisismo
Fernão Mendes Pinto
Bernardim Ribeiro
Antonio Ferreira
Francisco Sá de Miranda
Gil Vicente
Luís Vaz de Camões
Trabalho Realizado Por :
- Miguel João Nº 22
- Mariana Pinto Nº 20
Full transcript