Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Literatura: Barroco

Introdução à Literatura Barroca - Pré-universitário
by

Wesley Linhares

on 26 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Literatura: Barroco

Recapitulando: Quinhentismo Conceituando A arte barroca - Quinhentismo é o nome dado a todas as manifestações escritas relacionadas à época de 1500.
- Literatura Informativa: cartas exaltando as belezas da fauna e da flora do Brasil. Principais autores: Pero Vaz de Caminha e Pero de Magalhães (Gândavo).
- Literatura Jesuítica: feita pelos padres jesuítas com intuito de catequizar os índios. Possui caráter pedagógico. Principais autores: Padre Anchieta e Padre Manuel da Nóbrega. Origem da palavra Barroco pode ser devido a uma determinada pérola que não tem o formato totalmente redondo.

Também é atribuído ao termo “BAROCO”, usado pelos escolásticos para designar algo estranho, tortuoso. - Barroco é o nome dado ao estilo artístico, que floresceu entre o final do século XVI, inicialmente na Itália e depois para o resto do mundo.

- Envolveu várias artes, como a música, a arquitetura, a pintura, entre outras. Literatura Barroca Os embates religiosos O movimento barroco se desenvolveu após o movimento religioso conhecido como Reforma Protestante, liderado pelo teólogo alemão Martinho Lutero. O homem entre o céu e a terra [El Greco, O enterro do conde de Orgoz, 1586 - 1588. Pinturas Na pintura, o Barroco desenvolveu novos gêneros, exaltando a religião, a burguesia em detalhes realistas e teatrais.

Também é de se notar o exagero de detalhes.

A pintura ao lado se chama “Las niñas” de Velasquez. Caravaggio Crucificação de Pedro, 1060-1061 RUBENS O rapto das filhas de Leucipo, 1617. REMBRAND A lição de anatomia de Dr. Tulp Nicolaes Arquitetura É caracterizada pela complexidade na construção do espaço e pela busca de efeitos impactantes e teatrais, pelo uso de contrastes entre cheios e vazios, pela exploração de efeitos dramáticos de luz e sombra, e pela integração entre a arquitetura e a pintura, a escultura e as artes decorativas em geral.



Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, no Rio de Janeiro. Escultura: Aleijadinho Cristo carregando a cruz, Santuário de Matosinho, Brasil. Diferenças entre o estilo barroco e o clássico Davi Michelangelo e “Davi”, Bernini, Galleria Borghese, Roma Expressões Monalisa (Da Vinci) e Medusa(Caravaggio) CARACTERÍSTICAS - Irregularidade, assimetria;

- Dualidade, contradição;

- Ornamentação, detalhismo;

- Pessimismo;

- Desequilíbrio entre razão e emoção;

- Tendência à ilusão (fuga da realidade, subjetivismo);

- Predomínio de figuras de linguagem. Correntes Barrocas Cultismo: é caracterizado pela linguagem rebuscada, culta, extravagante, pela valorização de jogos de palavras, com influências do poeta espanhol Luís de Gôngora. Conceptismo: é marcado pelo jogo de ideias, de conceitos, seguindo um raciocínio lógico, em que utiliza uma retórica aprimorada. Um dos principais nomes foi Quevedo.
BENTO TEIXEIRA

Veio cedo para o Brasil; formou-se no Colégio da Bahia, onde foi professor de primeiras letras.

Assassinou a mulher em 1594; fugindo à prisão, refugiou-se em Pernambuco, no convento dos beneditinos, em Olinda.

A redação de Prosopopéia aconteceu durante o isolamento no convento. Tudo indica que o motivo não era outro senão o de agradar os poderosos, principalmente Jorge de Albuquerque Coelho, donatário da Capitania de Pernambuco.
GREGÓRIO DE MATOS
Gregório de Matos Guerra nasceu em Salvador, Bahia, em 7 de abril de 1636. Faleceu em Pernambuco, em 1696.
De família abastada, Gregório estudou com os jesuítas de Salvador. Em 1650, com 14 anos, embarcou para Portugal (Lisboa), aonde foi com o propósito de estudar Direito.
Matriculou-se na Universidade de Coimbra, onde se formou em julho de 1661 e passou a exercer a magistratura.

Interrompeu a carreira de juiz para voltar ao Brasil (por volta de 1680). Supõe-se que, nessa altura, já teria feito conhecer o seu talento de repentista e zombeteiro.
POESIA SATÍRICA – Apesar de ter exercido funções religiosas e de ter um irmão padre (Eusébio de Matos), Gregório não perdoa a Igreja Católica baiana: faz sátiras ferinas contra padres e freiras, chegando mesmo a usar palavrões em pleno século XVII. CONTINUA NA PRÓXIMA AULA....
Full transcript