Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Repensando a Pesquisa Participante

No description
by

Bruno Alves

on 9 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Repensando a Pesquisa Participante

Carlos Rodrigues Brandão Repensando a Pesquisa Participante O que é a Pesquisa-Participante? PARTICIPAÇÃO NA PESQUISA Pesquisa participante e investigação participativa: É o envolvimento da comunidade investigada na análise de sua própria realidade. Ela se desenvolve à partir da interação entre os pesquisadores e os membros das situações investigadas. Não dependendo apenas dos métodos. COMO SURGIU?
“Pesquisa da ação voltada para as necessidades básicas do indivíduo” (HUYN, apud GAJARDO, 1988) que responde especialmente às necessidades de populações que compreendem operários, camponeses, agricultores e índios – as classes mais carentes nas estruturas sociais contemporâneas – levando em conta suas aspirações e potencialidades de conhecer e agir. É a metodologia que procura incentivar o desenvolvimento autônomo (autoconfiante) a partir das bases e uma relativa independência do exterior. Sequência metodológica: Observação Participante - Quando a lógica da cultura investigada passa a ser mais importante que a do próprio pesquisador, diz-se tratar-se de "observação-participante" Malinowski foi o pioneiro na Observação-participante inicialmente mais voltada a antropologia, em seguida Marx acrescentou a idéia de Participação na pesquisa. Esses métodos influenciaram Paulo Freire e Fals Borda a criarem a ideia de Pesquisa Participante. Observação Participante de Malinowski:
Quando a lógica da cultura investigada passa a ser mais importante que a do próprio pesquisador.

O pesquisador deve "... conviver com o outro no seu mundo; aprender a sua língua; viver a sua vida; pensar através de sua lógica; sentir como ele." (pag. 11) INVESTIGAÇÃO-TEMÁTICA
PAULO FREIRE A investigação temática para Paulo Freire é um procedimento de estudo e análise crítica e reflexiva da realidade (contexto da comunidade pesquisada). Centrado na problematização dessa realidade, a investigação temática é pautada nas seguintes etapas: Sugestão de livro:
"Fazer Escola Conhecendo a Vida"
- Paulo Freire 1 - Montagem institucional e metodológica da pesquisa participante. 2 - Estudo preliminar e provisório da zona e da população em estudo. 3 - Análise crítica dos problemas considerados prioritários e que os pesquisados desejam estudar. 4 - Programação e execução de um plano de ação (incluindo ações educativas) para contribuir e enfrentar os problemas colocados. CARACTERÍSTICAS Caracteriza-se por não priorizar apenas um método, mas o envolvimento interacional entre o pesquisador e o pesquisado.
"...desde que, ao ingressar em meu mundo, a proximidade adquirida pelo outro não venha abolir a diferença entre nós..." (pag. 08) Dessa forma:

"O estudo da realidade não se limita à simples coleta de dados e fatos, mas deve, acima de tudo, perceber como o educando sente sua própria realidade superando a simples constatação dos fatos,; isso numa atitude de constante investigação dessa realidade. Esse mergulho na vida do educando fará o educador emergir com um conhecimento maior de seu grupo-classe, tendo condições de interagir no processo ajudando-o a definir seu ponto de partida". INVESTIGAÇÃO-AÇÃO
ORLANDO FALS BORDA
E
JOÃO BOSCO PINTO A investigação-ação é uma forma de pesquisa que relaciona o enfoque experimental da ciência social com programas de ação social que respondem aos principais problemas sociais da comunidade estudada. J. Bosco Pinto, traz a investigação-ação para o campo educacional ampliando a investigação temática de Paulo Freire particularmente no que diz respeito às etapas de programação, execução e avaliação de projetos coletivos. INVESTIGAÇÃO-MILITANTE A investigação-militante reflete sobre aspectos políticos permitindo que o investigador seja um militante ativo partidário. CONCLUSÃO A pesquisa-participante tem como princípio uma ação transformadora que busque melhores condições de vida à comunidade pesquisada. Portanto nosso trabalho foi uma tentativa de perceber a Pesquisa Participante nas suas abordagens sociológica e educacional. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BRANDRAO, C. R. Participar-pesquisar. In: BRANDAO, Carlos Rodrigues (org.) Repensando a pesquisa participante. 3ed. Sao Paulo: Brasiliense, 1998
GAJARDO, M. Pesquisa paricipante: Propostas e projetos. In: BRANDAO, Carlos Rodrigues (org.) Repensando a pesquisa participante. 3ed. Sao Paulo: Brasiliense, 1998
PERUZZO, C. M. K. Da observação participante à pesquisa-ação em comunicação: pressupostos epistemológicos e metodológicos. In: XXVI Congresso Brasileira de Ciências da Comunicação – BH-MG – 2 a 6 setembro de 2003
QUEIROZ, D. T.; VALL, J.; SOUZA, A.M.; VIEIRA, N.F.C. Observação participante na pesquisa qualitativa: conceitos e aplicações na área da saúde. In: R. ENFERM UERJ, Rio de Janeiro, 2007 abr/jun; 15(2), p. 276-83.
FEITOSA, S. C. S. O Método Paulo Freire. Parte de dissertação de mestrado defendida na FE -USP (1999) intulada "Método Paulo Freire: princípios e práticas de uma concepção popular de educação"
http://claracoutinho.wikispaces.com/O+que+%C3%A9+a+Investiga%C3%A7%C3%A3o-ac%C3%A7%C3%A3o%3F (acessado em 28.09.12)
http://baixadacarioca.wordpress.com/2012/03/19/pesquisa-participante-o-que-e-como-se-faz/ (acessado em 28.09.12)
http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/cp/arquivos/530.pd (acessado em 13.10.12)
http://profmau.blogspot.com.br/2009/06/pesquisa-participante-e-pesquisa-acao.html (acessado em 27.10.12)
Imagens: banco de imagens Google. (FEITOSA, p. 6, 1999) 1 - Coleta de informações sobre a realidade da comunidade, elaboração de documento para relatório (unidade de análise e codificação). 2 - Análise das situações e escolhas das codificações (problematização). 3 - Diálogos decodificadores. Os investigadores voltam a comunidade para iniciar o processo dialógico (circulo de investigação). 4 - Redução temática (Cisões) contribuições de cada especialista/pesquisador para posteriores atuações com a comunidade. 5 - Prática educativa (educação como "instrumento de apoio aos processos de transformação sociolpolítica" - GAJARDO, p.32 - ). "Na observação participante, tem-se a oportunidade de unir o objeto ao seu contexto, contrapondo-se ao princípio de isolamento no qual fomos formados" (QUEIROZ; VALL; SOUZA; VIEIRA, 2007, p. 278). Tal observação proporciona a valorização da interação social, integrando "observador à sua observação, conhecedor ao se conhecimento" (IBIDEM, p. 278).
Full transcript