Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Machado de Assis

Literatura brasileira
by

Vladimir Belinski

on 22 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Machado de Assis

Machado de Assis
Escola Literária: REALISMO (2ª metade do século XIX)
Características da escola:

Racionalismo;
Objetividade;
Análise psicológica;
Crítica à sociedade burguesa, retradada como hipócrita, sem caráter, ociosa e adúltera;
Crítica ao clero;
Crítica à monarquia.
Dados biográficos
Joaquim Maria Machado de Assis:

considerado um dos mais importantes escritores brasileiros;
nasceu no RJ em 21/6/1839;
jornalista, contista, cronista, romancista, poeta e teatrólogo;
Filho do operário Francisco José de Assis e de Maria Leopoldina Machado de Assis, perdeu a mãe muito cedo, pouco mais se conhecendo de sua infância e início da adolescência.
Dados biog´raficos
Obras e adaptações
Romances:
Ressurreição - 1872;
A mão e a luva - 1874;
Helena - 1876;
Iaiá Garcia - 1878;
Memórias Póstumas de Brás Cubas - 1881;
Quincas Borba - 1891;
Dom Casmurro - 1899;
Esaú e Jacó - 1904;
Memorial de Aires - 1908.
Fases do autor
Primeira Fase (até1880):

tendências românticas;
convencionalismo;
análise de caracteres femininos (esquecimento psicológico);
romances:
Ressureição;
A Mão e a Luva;
Helena;
Iaiá Garcia.
Escola de Educação Básica Coronel Ernesto Bertaso
Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura
Professora: Isabel
Aluno: Vladimir Belinski
Série: 3ª série do Ensino Médio
Turma: 302
Data: agosto de 2013
Referências:

Apostila- Revisão Humanas- UFRGS

http://www.machadodeassis.org.br/

http://www.suapesquisa.com/machadodeassis/
Poesias:
Crisálidas-1864;
Falenas- 1870;
Americanas- 1875;
Ocidentais- 1957;
Poesias completas- 1975.
Contos:
A Carteira;
Miss Dollar;
O Alienista;
Noite de Almirante;
O Homem Célebre;
Conto da Escola;
Uns Braços;
A Cartomante;
O Enfermeiro;
Trio em Lá Menor;
Missa do Galo.
Teatro:
Hoje avental, amanhã luva - 1860;
Desencantos - 1861;
O caminho da porta, 1863;
Quase ministro - 1864;
Os deuses de casaca - 1866;
Tu, só tu, puro amor - 1880 ;
Lição de botânica - 1906.
Traduções:
Inglês;
Alemão;
Dinamarquês;
Espanhol;
Francês;
Holandês;
Italiano;
Servo-Croata;
Árabe;
Polonês;
Romeno;
Sueco;
Tcheco;
Estoniano.
J. J;
Victor de Paula;
Platão;
Y;
Lara;
Manassés;
Eleazar;
Lelio;
João das Regras;
Malvolio;
Boas Noites.
Adaptações

Cinema:
Um Apólogo - Machado de Assis;
O Rio de Machado de Assis;
Documentário: Alma Curiosa de Perfeição - Machado de Assis;
Esse Rio que eu amo (1961);
O Rio de Machado de Assis (1965);
Capitu (1968);
Viagem ao fim do mundo (1968);
Azyllo muito louco (1971);
A Causa secreta (1972);
A Cartomante (1974);
Um Homem célebre (1974);
Confissões de uma Viúva Moça (1975);
Que estranha forma de amar (1978);
Missa do Galo (1982);
A Cartomante (1984);
Brás Cubas (1985);
Quincas Borba (1987);
Memórias póstumas (2001);
Dom (2003);
A Cartomante (2004).
Televisão:
Novela: Helena - Adaptação de obra de Machado de Assis;
Mini-série: Trio em Lá Menor (baseado no conto homônimo de Machado de Assis). 1999.

Teatro:
O Baú do seu Machado;
O Alienista;
Criador e criatura - o encontro de Machado e Capitu;
Madame;
Machado de Assis em cena - um sarau carioca;
Um galho ilustre dos Cubas;
Capitu (Adaptação do romance "Dom Casmurro" de Machado de Assis);
Viver (Baseado em contos e crônicas de Machado de Assis);
Céu de Lona;
Memória (Baseado em Memórias Póstumas de Brás Cubas).
Ópera:
Dom Casmurro.
Música:
Hino Patriótico;
Cantata da Arcádia;
Lua da Estiva Noite;
Tributo a Machado de Assis e
Memórias a Xavier Marques.
Dança:
"Joaquim Maria".
Disco (LP) e CD:
CD Machado de Assis;
Coleção Os Imortais, volume 2;
Dom Casmurro na Canção.
Rádio:
Suplício de uma Mulher;
A Cartomante - Dona Paula;
A Causa Secreta;
Festa dos personagens de Machado de Assis.
Sob pseudônimo:
As;
M.-as;
M. A;
M. de A;
Dr. Semana;
Gil;
M;
Sileno;
J;
Job;
Críticas
Contos
Crônicas
Teses...
Tradução:
Esperanto;
Os trabalhadores do mar;
Queda que as mulheres tem para os tolos (polêmica- Victor Hénaux).
Prefácios:
A Casa de João Jacques Rousseau. Por Ernesto Cybrão-1868;
Poesias Póstumas. De Faustino Xavier de Novaes -1870;
Névoas Matutinas. Versos de Lucio D. F. de Mendonça -1872;
Harmonias Errantes. De Francisco de Castro -1878;
Contos Seletos das Mil e uma Noites. Organizado por Carlos Jansen- 1882;
Sinfonias. De Raimundo Correa- 1883;
Meridionais. De Alberto de Oliveira-1884;
Miragens. Poesias de Enéas Galvão-1885;
Tipos e Quadros. Sonetos de Luiz Leopoldo Fernandes Pinheiro Junior-1886;
O Guarani. De José de Alencar-1887.
Periódicos (todos no RJ):
Marmota Fluminense; O Paraíba; Correio Mercantil;
O Espelho; Diário do Rio de Janeiro; Semana Ilustrada;
O Futuro; Jornal das Famílias; O Globo;
Gazeta de Notícias; O Cruzeiro; Revista Brasileir;
A Estação; Jornal do Commércio.
Segunda Fase (a partir de 1881):

realista;
análise da burguesia do RJ do Império à República;
análise psicológica em profundidade;
pessimismo, humor amargo, ironia;
conversa com o leitor;
romances:

Memórias Póstumas de Brás Cubas (primeiro romance realista no Brasil): o defunto autor faz um inventário de seus fracassos; surgem a personagem Quincas Borba e a teoria do humanitismo;
Dom Casmurro: o narrador Bentinho tenta provar ao leitor que foi traído por sua esposa, Capitu, e por seu melhor amigo, Escobar;
Esaú e Jacó: história da permanente rivalidade entre dois irmãos, Pedro e Paulo; representa o momento de transição do Império para a República.
Memorial de Aires: último romance do autor; reflexão sobre a velhice.

Publicou seu primeiro poema intitulado Ela, na revista Marmota Fluminense. Trabalhou como colaborador de algumas revistas e jornais do RJ. Foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras (cadeira nº 23) e seu primeiro presidente (por 10 anos).
Machado de Assis morreu de câncer, em sua cidade natal, no ano de 1908.
por ser pobre e mulato foi vítima de preconceito;
Foi criado no morro do Livramento. Sem meios para cursos regulares, estudou como pôde (aprendeu francês e latim) e, em 1854, com 15 anos incompletos, publicou o primeiro trabalho literário, o soneto "À Ilma. Sra. D.P.J.A.", no Periódico dos Pobres;
Trabalhou como aprendiz de tipógrafo, foi revisor e funcionário público;
Seu primeiro livro de poesias, Crisálidas, saiu em 1864.
Em 12/09/1869 casou-se com
Carolina Augusta Xavier de
Novais;
O 1º romance de Machado, Ressurreição, saiu em 1872.
Full transcript