Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

*ENFRENTANDO OS TEMPOS DE CRISE

No description
by

Claudimar José Abreu

on 6 August 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of *ENFRENTANDO OS TEMPOS DE CRISE

ENFRENTANDO OS TEMPOS DE CRISE
Tiago 1:2-8
"Quantos de nós conseguimos nos alegrar em meio às provações? Quantos pedem sabedoria ao Senhor? Quantos exercitam a sua fé? Quantos vão até a fonte certa?"
Existe uma frase muito conhecida e usada pelas pessoas que diz: "Na crise, CRIE". Porém, seria melhor usar: "Na crise, CONFIE". Todos passam por momentos difíceis na vida, mas, infelizmente, poucos sabem lidar com essas situações e confiar que Deus pode operar um milagre. Veja o que Tiago diz sobre fé e perseverança:
"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a
prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma.
Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida. Peça-a, porém, com fé, sem duvidar, pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, levada e agitada pelo vento. Não pense tal homem que receberá coisa alguma do Senhor; é alguém que tem mente dividida e é instável em tudo o que faz"
Tiago 1:2-8 (Nova Versão Internacional)
Refletindo nesta passagem, vem a questão: Quantos de nós conseguimos nos alegrar em meio às provações? Quantos pedem sabedoria ao Senhor? Quantos exercitam a sua fé? Quantos vão até a fonte certa?
A Bíblia relata a história de uma mulher que tinha acabado de perder o marido e passar pela maior crise de sua vida:
"Certo dia, a mulher de um dos discípulos dos profetas foi falar a Eliseu: Teu servo, meu marido, morreu, e tu sabes que ele temia o Senhor. Mas agora veio um credor que está querendo levar meus dois filhos como escravos. Eliseu perguntou-lhe: Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa? E ela respondeu: Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite. Então disse Eliseu: Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos. Mas, peça muitas. Depois entre em casa com seus filhos e feche a porta. Derrame daquele azeite em cada vasilha e vá separando as que você for enchendo. Depois disso, ela foi embora, fechou-se em casa com seus filhos e começou a encher as vasilhas que eles lhe traziam. Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: Traga-me mais uma. Mas ele respondeu: Já acabaram. Então o azeite parou de correr. Ela foi e contou tudo ao homem de Deus, que lhe disse: Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar."

2 Reis 4:1-7 (Nova Versão Internacional)
Diante do milagre que Deus fez na vida dessa família, podemos aprender seis coisas muito importantes sobre os momentos de crise. Vejamos:
(versículo 1) "Certo dia, a mulher de um dos discípulos dos profetas foi falar a Eliseu: Teu servo, meu marido, morreu, e tu sabes que ele temia o Senhor. Mas agora veio um credor que está querendo levar meus dois filhos como escravos".
É no momento de crise que se amadurece espiritualmente. Esse versículo mostra que aquele marido temia a Deus, mas passava por uma crise financeira muito grave. Quando ele morreu, a esposa herdou suas dívidas e, sem dinheiro, teve que assumir a situação para não ter os filhos levados como escravos. Foi preciso ela deixar a zona de conforto (já que o marido era o responsável por cuidar dos assuntos da casa) e tomar a atitude de procurar o profeta em busca de uma solução para o seu problema. Isso mostra que a crise ensina coisas que não seriam aprendidas de outra maneira.
“As provações são obreiras de Cristo no aperfeiçoamento dos dons de Seus seguidores. ... Tais provas não objetivam naufragar a fé de Seus filhos, mas elevá-la à altura da ocasião a fim de que possa aparecer diante do mundo, como mais preciosa do que o ouro que perece, embora provada com o fogo. Toda prova que nos é permitida tem por objetivo elevar a verdade a um reconhecimento mais nobre para que somente o louvor a Deus proceda dos lábios do verdadeiro discípulo de Cristo.”
Meditações Matinais 1983, página 318.
(versículo 2) "Eliseu perguntou-lhe: Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa? E ela respondeu: Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite."
Para operar um milagre Deus se vale muitas vezes de coisas simples. Assim como o Senhor livrou aquela família da crise através de uma vasilha com um pouco de azeite, Ele pode fazer o mesmo por todos os Seus filhos. Basta entregar a Ele tudo o que tem e confiar nEle. O pouco com Deus se torna muito. Tanto é verdade que Jesus, com apenas cinco pães e dois peixes, alimentou milhares de pessoas.
“Obediência a toda palavra de Deus é outra condição de sucesso. As vitórias não são alcançadas por meio de cerimônias ou ostentação, mas mediante a simples obediência ao mais exaltado General, o Senhor Deus do Céu. Aquele que confia neste Líder jamais conhecerá a derrota.”
Conselhos sobre Saúde, página 126.
(versículo 3a) "Então disse Eliseu: Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos".
A Bíblia conta que, para sair da crise, aquela viúva teve que pegar vasilhas emprestadas de seus vizinhos. Agora imagine se ela não tivesse um bom relacionamento com eles! Se não houvesse harmonia entre eles, dificilmente a mulher conseguiria vasilhas o suficiente para coletar o azeite necessário para pagar as dívidas.
Paulo disse: "Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens"
Romanos 12:18 (Nova Versão Internacional).
Então, para que um milagre aconteça na vida, Deus pode fazer alguém depender de outras pessoas.
“Nossa obra neste mundo é viver para o bem de outros, para abençoá-los...”
Serviço Cristão, página 191
(versículo 3b) "... Mas, peça muitas (vasilhas) ..."
Deus poderia, simplesmente, entregar a bênção àquela família para que ela saísse da crise. Porém, Ele mandou o seguinte recado: "Peça muitas vasilhas". Ao fazer isso, Deus queria provar a fé da viúva. Ele queria saber se ela realmente acreditava que o número de vasilhas seria proporcional ao tamanho do milagre a ser realizado. Então, o Senhor promete derramar bênçãos sem medida por causa da obediência, bastando ter fé e preparar muitas "vasilhas". Não se deve esperar pouca coisa de um Deus tão grande!
“Desonramos a Deus quando não saímos do escuro porão das dúvidas para o cenáculo da esperança e da fé. Quando a Luz resplandecer em todo o seu esplendor, apossemo-nos de Jesus Cristo pela poderosa mão da fé... Falai de fé, vivei a fé, cultivai o amor de Deus; evidenciai ao mundo tudo quanto Jesus é para vós.”
Meditações Matinais 1962, página 18.
5) A FONTE DO MILAGRE É INESGOTÁVEL
(versículo 6) "Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: "Traga-me mais uma". Mas ele respondeu: "Já acabaram". Então o azeite parou de correr".
4) O TAMANHO DO MILAGRE É PROPORCIONAL AO TAMANHO DA FÉ
1) PROBLEMAS SÃO MEIOS QUE DEUS USA PARA O CRESCIMENTO
2) O MILAGRE DEPENDE DA ENTREGA A DEUS
3) DEUS PODE USAR AS PESSOAS PARA ABENÇOAR OUTRAS
Quando não havia mais nenhuma vasilha para ser cheia, essa passagem conta que o azeite PAROU de correr. Ele não ACABOU. Se houvesse mais recipientes, Deus certamente continuaria derramando mais bênçãos naquela casa, porque o poder dEle é ilimitado. Isso significa que, quando se crê, Deus vai suprir todas as necessidades, independentemente do tamanho delas.
“Falharão todo recurso e dependência humanos. As cisternas esvaziar-se-ão, os poços se hão de secar; nosso Redentor, porém, é uma fonte inesgotável. Podemos beber, e beber mais, e sempre encontraremos novo abastecimento. Aquele em quem Cristo habita, tem em si mesmo a fonte da bênção — “uma fonte de água que salte para a vida eterna”. João 4:14. Dessa fonte poderá tirar forças e graça suficientes para todas as suas necessidades.”
O Desejado de Todas as Nações, página 121
6) NO MILAGRE, EXISTE A PARTE DO SER HUMANO E A PARTE DE DEUS
(versículo 7) "Ela foi e contou tudo ao homem de Deus, que lhe disse: Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar".
Depois que todas as vasilhas estavam transbordando de azeite, a viúva foi até o profeta Eliseu. Ela não ficou parada, apenas contemplando o milagre.
Em seguida, ela seguiu as ordens do homem de Deus e foi vender o azeite. Aí é visto um grande exemplo de obediência à Palavra de Deus e de trabalho. As vasilhas de azeite não se venderiam sozinhas; a mulher e os seus filhos tiveram que bater de porta em porta para vender aquele óleo. O fruto dessa atitude foi o dinheiro que quitou as dívidas da família e livrou os filhos da escravidão. Por isso, quem estiver em crise, peça sabedoria a Deus para que possa enxergar o melhor caminho e fazer a sua parte.
“Sabia [Deus], porém, que o homem não podia ser feliz sem desempenhar uma parte na grande obra em que cultivaria a abnegação e a beneficência.”
Beneficência Social, página 301.
A pena inspirada traz um comentário importante sobre a experiência considerada na mensagem de hoje:

“As dádivas de Deus aumentam ao serem repartidas. Vemos isso ilustrado no caso da viúva pobre a quem o profeta Eliseu, através de um milagre, livrou de uma dívida. Ela possuía apenas uma botija de azeite, mas o profeta mandou-lhe pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos, e o azeite contido naquela botija continuou a fluir até que todas as vasilhas estivessem cheias. O fornecimento só parou quando nenhuma vasilha mais foi trazida para recebê-lo.
Assim será também agora. Se deixarmos que as dádivas de Deus fluam para os condutos do bem, o Senhor Se encarregará do suprimento.
Meditações Matinais 1986, página 261

Esse relato bíblico ensina que, em tempos de crise, deve-se bater na porta certa! Por maior que seja o problema, não abrir espaço para negociação com o inimigo, pois ele deseja escravizar, como queria fazer com os filhos daquela viúva. Antes procurar a Deus e falar com Ele sobre as coisas que afligem. Não se acomodar com uma vida derrotada!

Confiança e cooperação com Deus em momentos de crise, bem como o compartilhamento das dádivas, farão com que se passe pelas dificuldades de maneira a sair vitorioso através de uma nova experiência de vida.

Que Deus abençoe a todos!
Full transcript