Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

aula-portugues-14.09.2012

No description
by

Keila Motta

on 15 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of aula-portugues-14.09.2012

Morfologia Língua portuguesa - Gramática Classes gramaticais Estudar a estrutura é conhecer os elementos formadores das palavras. Estruturas das palavras As palavras podem ser divididas em unidades pequenas, a que damos o nome de elementos mórficos ou morfemas. Mas, o que isso significa? São as unidades mínimas de caráter significativo. O que são os morfemas? Analisemos a palavra CACHORRO:
nessa palavra observamos facilmente a existência de dois elementos. Vamos entender melhor sobre isso! cachorr - este é o elemento base da palavra, ou seja, aquele que contém o significado que chamamos de radical da palavra
e
o - indica que a palavra é masculina. Quais são os elementos? Quais são os elementos mórficos ou os famosos morfemas? O que é Raiz? É o morfema que contém o núcleo significativo comum a uma família linguística, ou seja, é a partir da raiz da palavra que podemos associá-la a outras da mesma família e que identificamos o seu significado. O que é o Radical? RAIZ
RADICAL
DESINÊNCIA
VOGAL TEMÁTICA
TEMA
AFIXOS. É o morfema que funciona como o segmento lexical da palavra, geralmente se repetindo em todas ou na maioria das palavras daquela família. Temos, como exemplo, as palavras PEDRA, PEDREIRA, PEDREGULHO e EMPEDRAR que possuem o mesmo radical PEDR. Vale ressaltar que nem sempre o radical permanece intacto, na maioria dos casos sofre alterações por conta da evolução sofrida pela língua.

Exemplo: as palavras erva e herbívoro são da mesma família. Sabemos disso por causa da sua raiz em comum: herbae. Mesmo que o radical tenha sofrido alterações, identificamos a semelhança através do significado. IMPORTANTE Substantivo Artigo Adjetivo Numeral Pronome Verbo
Advérbio Preposição
Conjunção Interjeição Este morfema serve para indicar as flexões da palavra, ou seja, as variações de gênero e número, no caso dos nomes, e de pessoa, número, modo e tempo, no caso dos verbos.
Exemplos: menina, menino, meninas, meninos (nome) e cantar, cantaremos, cantarão, cantaria (verbo).
O que é Desinência? Quando uma palavra é formada por processo de derivação ela recebe uma partícula a mais no início, no meio ou no fim da mesma. Essas partículas são chamadas de afixos, e dependendo do local onde se encontram na palavra são denominadas diferentemente. E os afixos? Existem três tipos de AFIXOS: o prefixo (que aparece no início da palavra), o infixo (que fica no meio da palavra) e o sufixo (que aparece no final da palavra). Mas antes de voltarmos ao estudo das classes gramaticais, precisamos entender algo muito importante. É o morfema que caracteriza nomes e verbos quando
não são flexionados, ou seja, quando estão estanques. Sobre a vogal temática, o que podemos saber? O que isso significa?
Ela é a vogal que se junta ao radical, preparando-o para receber as desinências.
É a junção do radical com a vogal temática. Se não existir a vogal temática, o tema e o radical serão o mesmo elemento. O mesmo acontecerá quando o radical for terminado em vogal. Por exemplo, nos casos dos verbos, o tema sempre será a soma do radical com a vogal temática: ESTUDA, COME, PARTI.

No caso dos substantivos e adjetivos, nem sempre isso acontecerá. Exemplificando, no substantivo PASTA:

PAST= é o radical,
A = vogal temática
PASTA = é o tema Quanto ao tema? Já na palavra LEAL, o radical e o tema são o mesmo elemento: leal. Não há vogal temática.

Na palavra TATU também, mas agora, porque o radical é terminado pela vogal temática. É importante diferenciar que os afixos não servem para flexionar a palavra, mas para formar uma nova palavra ao serem acrescentados. As desinências, por sua vez, não formam uma nova palavra, mas flexionam aquela que já existe para gerar uma concordância com o restante das palavras a ela relacionadas. Terminamos por aqui a Estrutura das palavras e voltaremos, agora, para as classes gramaticais. SUBSTANTIVO Vocês lembram que falamos sobre os substantivos quanto a sua formação? Os substativos quanto à formação podem ser primitivos e derivados (quanto à existência de radical) e simples e compostos (quanto ao número de radicais). Primitivo: palavras que não derivam de outras.
Ex.: flor, pedra, jardim, leite, goiaba, ferro, cobre, uva, maçã, metal...

Derivado: vem de outra palavra existente na língua.
Ex.: pedreiro (pedra), jornalista (jornal).

Simples: tem apenas um radical.
Ex.: água, couve, sol ...

Composto: tem dois ou mais radicais.
Ex.: água-de-cheiro, couve-flor, girassol, lança-perfume, pé-de-moleque, cachorro-quente, guarda-chuva... EXEMPLOS Segundo o dicionário online português, o hífen é um traço horizontal que indica a separação de um nome composto, de sílabas em fim de linha e de ligações enclíticas ou mesoclíticas; traço-de-união. HÍFEN "As novas regras para o hífen são as que tem causado mais dúvidas. Alguma dificuldade por advir de umas tantas mudanças no uso de hífen. Mas, se considerarmos que este sempre foi um domínio de zonas obscuras, os usuários podem até vir a sentir-se aliviados com a possibilidade de alguma simplificação", diz Azeredo do Jornal Folha de São Paulo em 04/07/2009 Normalmente, todos os prefixos que antecediam um segundo elemento que começasse com H, R e S. Como era antes? Exemplo: auto-retrato, ultra-sonografia, anti-higiênico. Na maioria dos prefixos em que o segundo elemento começa com a letra H.
Nas formações em que o prefixo termina com a mesma vogal que inicia o segundo elemento. Como ficou com a nova regra ortográfica? Vamos para o quadro entender melhor sobre isso!
Full transcript