Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Saber o que fazer

No description
by

Carla Freire

on 25 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Saber o que fazer

Cap. 4
Saber o que fazer

O Design do dia-a-dia
Donald A. Norman

Análise do capítulo por:

Carla Sofia Freire
abril, 2015

Resumo
Intencionalidade do autor
Exemplos na educação
tradução de Ana Deiró: Rio de Janeiro: Rocco, 2006
Problema
Como lidamos com algo novo?
Como pode o design ajudar?
Soluções
Dificuldade em lidar com situações novas
Excesso de possibilidades

Falta de visibilidade de indicações
Porquê?
Exemplo:
excesso de botões e respetivos controlos acarretam duas dificuldades fundamentais:
O
mapeamento

quando existem muitas luzes, qual o interruptor que controla cada uma?
Com instruções

quando já lidámos com algo idêntico e transferimos os conhecimentos para o novo objeto – o que remete para a experiência

quando há informações, às quais já estamos habituados no dia-a-dia, e que possam ser interpretadas – o que remete para a metáfora

Através de:
Restrições
- que limitam o que pode ser feito






Affordances
- Variedade de possibilidades que podem ser executadas
A correta
combinação de restrições e affordances

permite determinar a sequências de ações a

executar, mesmo em novas situações.
Físicas:



Restringem as operações possíveis,

oferecendo um número limitado de opções,

limitando, desta forma, ações indesejáveis.

Exemplo, quando uma peça apenas encaixa

num determinado local.
Semânticas
:

Contam com o nosso conhecimento da

situação e do mundo, de forma a permitir a

seleção da opção mais significativa de

acordo com o contexto e a finalidade

existente.

Exemplo, um para-brisas protege o rosto do

condutor, logo deve estar em frente ao

condutor.
Culturais
:

Dependem da convenção cultural de

cada sociedade, uma vez que definem

um conjunto de ações permissíveis para

situações culturais.

Exemplo, vermelho é o padrão

culturalmente adotado para o sinal de

parar.
Lógicas
:

dependem do relacionamento lógico

espacial ou funcional entre o layout e o

que é afetado.

Exemplo, dois interruptores para luz. A

lógica dita que o interruptor direito

comanda a luz direita, enquanto que o

esquerdo comanda a luz esquerda.
Agrupamento

Agrupar botões de acordo com as funções que executam, separando-os

de outros grupos de botões com funcionalidades diferentes. Desta forma

evita-se que o acionamento, por engano, de um determinado comando

com funções contrárias às que se pretende.


Usar códigos de forma que ajudem a identificar facilmente para que

serve o botão. Exemplo - Um controlo com formato de pneu para

representar um trem de aterragem


Princípio do mapeamento natural – mapear de acordo

com a realidade que se vê. Exemplo – Combinar o

layout dos interruptores de acordo com o layout das

respetivas luzes.
Mapeamento
Visibilidade

Deixar as peças, botões, objetos, etc. relevantes para

acionamento de uma determinada função visíveis.

Feedback

Obtenção de resposta (efeito) imediata após o acionamento

de uma determinada opção.
Dar soluções de design que permitam ao utilizador

lidar com situações novas, sem esforço adicional
O
agrupamento
de botões
como determinar qual a função
que cada um irá controlar?
Karavellas - https://sigaa.ifpr.edu.br/sigaa/login_karavellas.jsp
The future of storytelling - https://iversity.org/en/courses/the-future-of-storytelling
Agrupamento
:

Área de gestão

ícones tentam representar a ação desencadeada pelo clique
Alguns ícones têm
restrição
, surgindo uma janela de
feedback
da ação (apenas para professores)
Visibilidade

Toda a informação necessária ao curso está
visível
, sendo possível a qualquer momento escolher o caminho
Agrupamento

A informação encontra-se devidamente agrupada e fácil de localizar
Karavellas
Iversity
Full transcript