Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula inicial de DO2 (mudança de abordagem)

No description
by

Rafa F. Grafio

on 10 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula inicial de DO2 (mudança de abordagem)

PRODUTIVIDADE: PENSAR E CRIAR COM FLUÊNCIA
Em muitos casos, boas idéias resultam menos de uma invenção que de um acúmulo constante e persistente de erros.
OS MISTÉRIO DE PICASSO
Internalização do problema
THOMAS EDISON
9.000 experimentos até patentear a lâmpada elétrica (aos 32 anos).
50.000 para inventar a pilha.
Após sua morte, em 1931, foram encontrados em seu laboratório mais de 3500 cadernos de notas.
É o inventor que até hoje detém o recorde de patentes: 1093.
IMPORTÂNCIA DO ERRO
(diferença entre o amador e o profissional)
Miles Davis:
Se em algum momento eu percebo que estou chegando ao ponto de evitar riscos, eu paro. Isso é tudo o que tenho para falar sobre o futuro.
Só existimos por causa do erro e uma certa quantidade de acaso
(mutação genética)
Alexander Fleming descobriu as virtudes médicas da penicilina quando um cultura de estafilococos que deixara junto de uma janela aberta do laboratório foi infiltrada por mofo.
Na década de 1830, Louis Daguerre passou anos tentando arrancar imagens de placas de prata iodadas. Certa noite, após mais uma tentativa inútil, ele guardou as placas num armário cheio de substâncias químicas; na manhã seguinte, para seu assombro, viu que as emanações do mercúrio derramado de um frasco haviam produzido uma imagem perfeita na placa – nascera o daguerreótipo, o precursor da fotografia moderna.
DESCOBERTAS ACIDENTAIS
INCORPORAÇÃO DO ACASO NO PROCESSO CRIATIVO.
A língua inglesa é abençoada com uma palavra maravilhosa que exprime o poder da conexão acidental:

“serendipity”
Cunhada pelo romancista inglês Horace Walpole em uma carta escrita em 1754, a palavra provém de um conto de fadas persa intitulado “Os três príncipes de Serendip”, cujos protagonistas estavam “sempre a descobrir, por acidente e sagacidade, coisas que não procuravam”.
Descobertas serendipitosas muitas vezes envolvem trocas entre as disciplinas tradicionais.
K. Anders Ericsson, professor de psicologia na Florida State University: passou anos estudando o que está por trás dos sucessos em nível mundial - sejam esportistas, jogadores de xadrez, administradores, pesquisadores, professores ou violinistas.
Ericsson determinou que em geral os melhores do mundo em qualquer atividade precisam de cerca de dez anos (10.000 horas) do que ele chama de prática deliberada para se tornarem excepcionais.

E prática deliberada significa trabalhar com 100% de concentração num ambiente estruturado, tendo em vista o aperfeiçoamento e a superação de debilidades numa pequena área de cada vez.
O que é Talento?
Assim, a questão é: quanto tempo você precisa praticar a fim de alcançar excelência?
Agora pense sobre a frequência com que você ouviu as pessoas repudiarem seus próprios potenciais com afirmações do tipo "não tenho jeito para desenho" ou "não nasci para música" ou "não tenho talento para esportes". Onde está a evidência para tal pessimismo?
Geralmente é baseada em nada mais do que algumas semanas ou alguns meses de esforço sem entusiasmo.

A tragédia é que a maioria de nós ainda acredita na ilusão de que a excelência está reservada às pessoas especiais com talentos especiais, sendo inacessível ao resto de nós.
O que a ciência está nos dizendo é que muitos milhares de horas de prática são necesárias para entrar no reino da excelência.
A verdade destes argumentos terá implicações urgentes na maneira como escolhemos viver nossas vidas.

Se acreditarmos que o alcance da excelência depende de talento, seremos passíveis de desistir, caso mostremos uma insuficiente promessa inicial.

Se, por outro lado, acreditarmos que talento não tem (ou tem somente uma margem de) implicação em nossas futuras conquistas, seremos passíveis de perseverar. Além disso, estaremos inclinados a mover céus e terra para nós mesmos e nossa família: o professor certo, o acesso a instalações decentes; toda a coligação com fatores que levam ao topo.
"ilusão iceberg". Quando testemunhamos feitos extraordinários (de esportes ou de maestria artística), o que observamos é o produto final de um processo medido em anos. As horas incontáveis de prática para que o resultado seja excelente são invisíveis para nós.
Professores:
Camilla Santino
Flávio Pessoa
Miriam Keiko
Rafael Fonseca
Thiago Leitão

DO2
2014.1
novos problemas pedem soluções diferentes
o que é um bom desenho?
nem sempre um desenho hiper-realista é a
melhor resposta para um problema específico
existem diversos tipos de desenho,
utilizados de diferentes formas ao longo
das etapas de projeto arquitetônico
não podemos saber se um desenho é bom
sem saber qual é o problema que o mesmo tenta solucionar
Uma nova abordagem sobre o que é um bom desenho

Um novo suporte (caderno de croquis)

O desenho é visto como um processo de obter alguma coisa e não (apenas) como produto final

O desenho é visto como uma forma de explicar as coisas para si mesmo e estas explicações servem para aperfeiçoar ideias antigas através de novos desenhos

Uma nova abordagem sobre talento

Uma nova abordagem sobre "erros"
O que é realmente importante saber sobre DO2?
Um novo suporte
Mozart, Tiger Woods, Picasso, Federer, Beckhan
Entusiasmo
mentalidades fixas x mentalidades de crescimento
A jornada É o destino
"The journey IS the destination" (Dan Eldon)
Desenho como processo (não linear)
e não como fim
Bernard Moitessier
The Golden Globe
nonstop race around the world
1968
5.000 L prize
10 meses no mar, sozinho
www.desenhodearquiteto.wordpress.com
DO2 - 2013.1
Depois de 7 meses no mar, Bernard Moitessier manda uma mensagem para sua esposa, Françoise Moitessier:

"We shall meet again later". (Talvez nos vejamos um dia)
Moitessier: "I do not know how to explain to Françoise and the children my need to continue towards the Pacific to be at peace. I know i am right. I feel it deeply. I know exactly where i am going. How could they understand that? It is so simple.
But it can't be explained in words. The pictures of my children blur before my eyes, though God knows i love them".

Françoise: I was expecting something. I knew him too well.
nova abordagem sobre o "erro"
Para desenhar bem é preciso ter talento e, ou você nasce com talento ou nasce sem talento.
Geralmente, em DO2, existem os alunos que desenham bem e tiram as maiores notas, os alunos "mais ou menos" que passam com 5 e os que não desenham nada e ficam repetindo a disciplina eternamente.
Se você acha que não consegue desenhar bem, provavelmente deve estar certo.
Aliás, talvez seja melhor trancar a faculdade, afinal você foi condenado eternamente a fazer as coisas que você já nasceu sabendo fazer e, nesse caso, cursar uma faculdade é totalmente inútil.
Cuidado para não errar os exercícios ou isso vai prejudicar a sua nota.
Tente, pelo menos, passar com a nota mínima e ai nunca mais vai precisar desenhar na vida. Afinal, desenhar à mão livre é uma coisa completamente inútil atualmente.
Você está notando alguma coisa (muito) errada nesta aula?
OK, Vamos começar novamente!
Se, no momento do seu nascimento, o céu se abriu e um raio mágico de luz te iluminou, ninfas e elfos desceram de uma arco-íris para te batizar com o sangue de Leonardo Da Vinci, ai sim você pode ficar tranquilo com DO2.
Algumas coisas importantes sobre a disciplina
Mas, se Harry Potter em pessoa, não conjurou um Expecto Patronum que lhe desse alguma habilidade de desenho, então pode esquecer.
Você nunca, jamais, em momento algum de toda a eternidade do universo, será capaz de desenhar alguma coisa que preste.
Full transcript