Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Defesa de Tese de Doutorado de Enrique Astério Benitez León

No description
by

Juliana Lorensi

on 26 August 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Defesa de Tese de Doutorado de Enrique Astério Benitez León

CAPITULO VI

ANÁLISE COMPARATIVA DA EFICIÊNCIA, EM ANÁLISES MOLECULARES, DE SOLUÇÕES DE DNA GENÔMICO DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. ISOLADAS POR DIFERENTES PROTOCOLOS
Defesa de Tese de Doutorado de Enrique Asterio Benitez León
CAPITULO I

SEMENTES DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. DE DIFERENTES MATRIZES:
QUALIDADE FISIOLÓGICA E SANITÁRIA

.
CAPITULO IV
CONCENTRAÇÕES DE SACAROSE E TIPOS DE SUBSTRATO NA ACLIMATIZAÇÃO DE PLANTAS MICROPROPAGADAS DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.

INTRODUÇÃO

SEMENTES DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. DE DIFERENTES MATRIZES:
QUALIDADE FISIOLÓGICA E SANITÁRIA
Objetivo
Principais resultados

O EFEITO DE DIFERENTES FONTES E CONCENTRAÇÕES DE CITOCININA NA MULTIPLICAÇÃO
IN VITRO
DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
Objetivo
Principais resultados

EFEITO DE AIB, CARVÃO ATIVADO E MEIOS NUTRITIVOS NO ENRAIZAMENTO
IN VITRO
DE CULTURAS INICIADAS A PARTIR DE SEGMENTOS NODAIS DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
Objetivo
Principais resultados

QUALIDADE DE SEMENTES, MICROPROPAGAÇÃO, CONSERVAÇÃO
IN VITRO
E ISOLAMENTO DE DNA GENÔMICO DE
Luehea divaricata Mart. & Zucc.

COMISSÃO EXAMINADORA
Lia Rejane Silveira Reiniger
, Profa. Dra. – UFSM
(Presidente/Orientadora) 
 
Berta Heinzmann
, Profa. Dra. – UFSM

Maristela Machado Araújo,
Profa. Dra. – UFSM

Leandro Vieira Astarita,
Prof. Dr. – PUCRS

Caroline Borges Bevilacqua
, Dra. – EMBRAPA, CT

Dinâmica da apresentação:
CONCENTRAÇÕES DE SACAROSE E TIPOS DE SUBSTRATO NA ACLIMATIZAÇÃO DE PLANTAS MICROPROPAGADAS DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
Objetivo
Principais resultados

CONSERVAÇÃO IN VITRO DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE MANITOL E SACAROSE
Objetivo
Principais resultados


ANÁLISE COMPARATIVA DA EFICIÊNCIA, EM ANÁLISES MOLECULARES, DE SOLUÇÕES DE DNA GENÔMICO DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. ISOLADAS POR DIFERENTES PROTOCOLOS
Objetivo
Principais resultados


CONSIDERAÇÕES FINAIS

INTRODUÇÃO
AÇOITA-CAVALO
Ampla distribuição geográfica
Pioneira de rápido crescimento
Decídua, heliófita
Própria de florestas aluviais
Madeira macia
Estrutura de móveis (vergados)

Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
A
cultura de tecidos
destaca-se entre os métodos clássicos de propagação vegetativa, principalmente por necessitar de menor espaço físico e pelo fato de poder ser desenvolvida em qualquer época.
A
conservação
in vitro
de germoplasma

selecionado
, por meio de técnicas de crescimento mínimo, obtido mediante a utilização de reguladores osmóticos
é uma alternativa à qual pode-se recorrer, visando à manutenção de indivíduos de importância econômica e ambiental
, garantindo, dessa maneira, a sua
disponibilidade
para programas de recuperação de áreas e/ou programas de melhoramento.

Aspectos relacionados a
estudos da variabilidade genética de populações naturais
podem estar estreitamente vinculados com o emprego de técnicas de cultura de tecidos vegetais.

O uso de
marcadores moleculares
, para selecionar indivíduos geneticamente superiores e caracterizar a distribuição da variabilidade genética, entre e dentro das populações remanescentes podem ser aplicados em
açoita-cavalo
.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL
TESE DE DOUTORADO
ENRIQUE ASTERIO BENITEZ LEÓN
Eng. Florestal, Doutorando

SANTA MARIA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014
Dinâmica da apresentação:
CAPÍTULOS
OBJETIVO:

Analisar a qualidade fisiológica e sanitária de sementes
de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc., conservadas em papel Kraft no interior de refrigerador, e que foram
coletadas em distintos pontos de ocorrência natural da espécie
no Noroeste do Rio Grande do Sul.

Gêneros fúngicos com maior incidência:

Alternaria sp.
(60%)
Rhizoctonia sp.
(52%)
Fuzarium sp
. (51%)

Menor incidência de:

Cladosporium sp.
(0,44%);
Pestalotia sp.
(0,75%);
Rhizopus
(1,7%);
Penicillium sp.
(2%);
Curvularia sp.
(11%);
Aspergillus sp.
e
Botrytis sp.
(15%).


Porcentagem de germinação:
Primeiro período (28,5%)
Segundo período (43,3%)
A
qualidade fisiológica das sementes
de açoita-cavalo, dependendo do seu estado de maturação,
pode ser favorecida pelo
armazenamento em sacos de papel Kraft, dentro de refrigerador a temperatura de 8 – 10 ºC, durante o período de seis meses após a coleta.
A presença de os
fungos
nas sementes

afeta diretamente a germinação.
PRINCIPAIS RESULTADOS:
OBJETIVO:

Avaliar o
efeito da sacarose
no enraizamento
in vitro
de segmentos nodais e
da sacarose e do tipo de substrato
na subsequente aclimatização
ex vitro
das plantas de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) obtidas
in vitro
.
PRINCIPAIS RESULTADOS:
CAPITULO II
O EFEITO DE DIFERENTES FONTES E CONCENTRAÇÕES DE CITOCININA
NA MULTIPLICAÇÃO
IN VITRO
DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
OBJETIVO:

Avaliar a resposta de culturas iniciadas a partir de epicótilos de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc., isolados de plântulas obtidas via germinação
in vitro
, aos
estímulos de diferentes fontes e concentrações de citocinina na multiplicação
in vitro
.

PRINCIPAIS RESULTADOS:
Número médio de gemas formadas
em culturas iniciadas a partir de epicótilos de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc (açoita-cavalo) cultivados em
meio nutritivo MS acrescido de diferentes fontes e concentrações de citocinina, após 45 dias de cultivo
in vitro
. Santa Maria, RS. 2014.
Na
ausência das citocininas no meio nutritivo MS
, culturas iniciadas a partir de epicótilos de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
apresentam melhores respostas
em relação às variáveis
sobrevivência
e
estabelecimento
in vitro
,
número de gemas
e
número de folhas formadas
.
As citocininas
BAP
,
2ip
,
CIN
e
TDZ
, adicionadas ao meio nutritivo MS, nas concentrações avaliadas (5 a 15µM),
promovem a formação de calos
, o que é indesejável nessa fase.
CAPITULO III
EFEITO DE AIB, CARVÃO ATIVADO E MEIOS NUTRITIVOS NO ENRAIZAMENTO
IN VITRO
DE CULTURAS INICIADAS A PARTIR DE SEGMENTOS NODAIS DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
OBJETIVO:

Avaliar o efeito, no enraizamento
in vitro
de culturas iniciadas a partir de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc., em tratamentos que empregaram diferentes combinações dos seguintes elementos:
tratamento “pulse” com Ácido Indolbutírico (AIB)
,
carvão ativado
e
meios nutritivos
.

PRINCIPAIS RESULTADOS:
Porcentagem média de formação de raiz primária em culturas iniciadas a partir de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) em função da interação entre diferentes concentrações de Ácido Indolbutírico (AIB) às quais os explantes foram submetidos, previamente, a tratamento “pulse” por 15 dias, e os meios nutritivos MS na presença (MS + CA) ou ausência (MS – CA) de carvão ativado (A), e WPM na presença (WPM + CA) ou ausência (WPM – CA) de carvão ativado (B). As médias são referentes a 30 dias adicionais de cultivo
in vitro
, na ausência de AIB. Santa Maria, RS. 2014.
O
tratamento “pulse” com a adição de Ácido Indolbutirico (AIB)
ao meio nutritivo, em concentrações
menores que 9 µM
,
não favoreceu o enraizamento
in vitro
de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc., independente do meio nutritivo.
Aspectos de culturas iniciadas a partir de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) após 30 dias de cultivo
in vitro
sob o efeito de: meio nutritivo MS sem Ácido Indolbutírico (AIB) e carvão ativado (CA) (A), meio MS com 3 µM de AIB (B), meio MS com 6 µM de AIB, (C), meio MS com 9 µM de AIB (D), meio WPM sem AIB e CA (E), meio WPM com 3 µM de AIB (F), e meio WPM com 6 µM de AIB (G). Santa Maria, RS. 2014.
Porcentagem média de formação de raiz secundária em culturas iniciadas a partir de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) em função da interação entre diferentes concentrações de Ácido Indolbutírico (AIB) às quais os explantes foram submetidos, previamente, a tratamento “pulse” por 15 dias, e os meios nutritivos MS na presença (MS + CA) ou ausência (MS – CA) de carvão ativado (A), e WPM na presença (WPM + CA) ou ausência (WPM – CA) de carvão ativado (B). As médias são referentes a 30 dias adicionais de cultivo in vitro, na ausência de AIB. Santa Maria, RS. 2014.
O
meio nutritivo WPM é mais eficiente para promover o enraizamento
in vitro
de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. e, o
carvão ativado acrescido ao meio nutritivo não é favorável para o enraizamento dos explantes.
Sacarose: 10 g
Sacarose: 20 g
Sacarose: 30 g
Sacarose: 40 g
Sacarose: 50 g
Procedimentos de aclimatização progressiva a ambientes sem controle de umidade e da temperatura, que permitam uma mudança gradual nas condições ambientais em que as plantas micropropagadas são cultivadas,
devem ser empregados para se obter sucesso na aclimatização
ex vitro
.
CAPITULO V
CONSERVAÇÃO
IN VITRO
DE
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE MANITOL E SACAROSE
OBJETIVO:

Avaliar o
efeito do regulador osmótico manitol, associado ou não à sacarose
, sobre o desempenho
in vitro
de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc., visando à conservação
in vitro
de germoplasma.
PRINCIPAIS RESULTADOS:
Superfície de resposta para número médio de folhas em culturas iniciadas a partir de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) aos 30, 60, 90 e 120 dias de cultivo
in vitro,
na presença de diferentes concentrações de manitol acrescidas ao meio nutritivo MS cuja concentração de sais foi reduzida à metade (½ MS), e independentemente da ausência ou presença de sacarose. UFSM, Santa Maria, RS, 2014.
Superfície de resposta para número médio de brotos em culturas iniciadas a partir de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) aos 30, 60, 90 e 120 dias de cultivo
in vitro
na presença de diferentes concentrações de manitol acrescidas ao meio nutritivo MS, cuja concentração de sais foi reduzida à metade (½ MS), e independentemente da ausência ou presença de sacarose. UFSM, Santa Maria, RS, 2014.
Crescimento médio em altura (A) e comprimento médio da raiz principal (B)
em culturas iniciadas a partir de segmentos nodais
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) ao longo de 120 dias de cultivo
in vitro
, em diferentes concentrações de manitol acrescidas ao meio nutritivo MS cujos sais foram reduzidos à metade da concentração (½ MS), independentemente da ausência ou presença de sacarose. UFSM, Santa Maria, RS, 2014.
As principais variáveis relacionadas ao desenvolvimento
in vitro
de segmentos nodais de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc, formação de brotos, formação de raízes e formação de folhas,
são controlados quando a concentração de manitol aumenta no meio nutritivo ½ MS, combinado com baixas concentrações de sacarose.
OBJETIVO:

Avaliar e selecionar
protocolos eficientes
, para uso em análises moleculares, de isolamento de soluções de DNA genômico de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
PRINCIPAIS RESULTADOS
Valores médios das razões A260/A280 e A260/A230 das soluções de DNA genômico isoladas de um bulk de folhas jovens de oito indíviduos de
Luehea divarica
ta Mart. & Zucc., a partir dos protocolos de: Doyle e Doyle (1987) modificado (DDM), Ferreira e Grattapaglia (1998) modificado (FGM) e Saghai-Maroof et al. (1984) modificado (SMM). Santa Maria, UFSM. 2014.
O protocolo de isolamento de DNA genômico Ferreira e Grattapaglia (1998) modificado
é eficiente em obter soluções de DNA de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc.
com concentração e nível de pureza satisfatórios para emprego em análises moleculares.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Os estudos realizados
forneceram informações de grande relevância para processos relacionados à micropropagação de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo)
, uma vez que, além de abranger todas as etapas que integram essa técnica da cultura de tecidos,
geraram resultados promissores
, em fases geralmente consideradas gargalos na cultura de tecidos de espécies arbóreas florestais nativas de biomas brasileiros.

No entanto, devem ser realizados
estudos complementares
baseados nas principais respostas obtidas no presente trabalho, sobretudo
para otimizar as técnicas de enraizamento, aclimatização e conservação
in vitro
de açoita-cavalo.
Da mesma forma,
devem ser aprimoradas as técnicas de isolamento de DNA genômico
para garantir o sucesso nos estudos de variabilidade genética da espécie, por meio de técnicas de marcadores moleculares.

Meus agradecimentos
ESPECIAIS...
Agradeço sua atenção!
A
B
C
D
E
F
G
Porcentagens médias de sobrevivência e estabelecimento (A), altura média (B) e número médio de folhas (C) em plantas de
Luehea divaricata
Mart. & Zucc. (açoita-cavalo) em função das concentrações de sacarose do meio nutritivo WPM do cultivo inicial, de 45 dias, no 4º período de aclimatização ex vitro, constituído por 28 dias de cultivo em casa de vegetação não climatizada, em vasos de 1L preenchidos com 1L de substrato, independentemente do substrato (H-Decker® ou Mecplant®). UFSM, Santa Maria, RS, 2014.
Full transcript