Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

CONJUNÇÕES

CAS
by

sergio cunha

on 6 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CONJUNÇÕES

CONJUNÇÕES Os planos de ensino são ferramentas: Indispensáveis à pratica educacional; Possibilita que o instrutor possa refletir
sobre a sua prática antes da ação se realizar e ao mesmo tempo reforça a
necessidade registro da ação Conjunções coordenativas são os vocábulos gramaticais que estabelecem relações entre dois termos ou duas orações independentes entre si, que possuem as mesmas funções gramaticais. CONJUNÇÃO COORDENATIVA '' 2) COMPARATIVAS 1) causais CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CONSTATAÇÃO
Classificação (cabe ameaça)
Seleção dos “melhores”
Não há compromisso com o sucesso
Situação estanque (é uma fotografia)

AVALIAÇÃO
Acompanhamento (não cabe ameaça)
Reorientação permanente da aprendizagem
Compromisso com o sucesso
Processo (é um filme) CONJUNÇÕES COORDENATIVAS Veja a seguinte sentença: DEUS AMA A JUSTIÇA E ODEIA O PECADO. SEMPRE QUE MAS OU OU À MEDIDA QUE
PORTANTO
ORA ORA
POIS AO MESMO TEMPO QUE SENDO
DESDE QUE Nota-se que para a sentença “DEUS AMA A JUSTIÇA ODEIA O PECADO” fazer sentido e para que as orações se relacionem de modo a fazerem sentido entre si, existem várias palavras que podem ser usadas e que podem dar ou alterar o sentido desta sentença. No primeiro exemplo, a palavra e liga duas palavras da mesma oração. “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Gn 1:1 Observe os exemplos a seguir:



“No princípio criou Deus os céus e a terra.” Gn 1:1


“Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom.” Gn 1:31a


“Esta é a gênese dos céus e da terra quando foram criados,
quando o SENHOR Deus os criou.”Gn 2:4 No primeiro exemplo, a palavra e liga duas palavras da mesma oração. No segundo e terceiro exemplos, as palavras e e quando estão ligando orações e estabelecendo uma relação entre elas. “Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom.” Gn 1:31a

“Esta é a gênese dos céus e da terra quando foram criados,
quando o SENHOR Deus os criou.”Gn 2:4 Em todos esses exemplos, as palavras destacadas são chamadas CONJUNÇÕES. Conjunção é uma palavra invariável que liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. As conjunções dividem-se em: coordenativas subordinativas Veja estes outros exemplos: “E a vida estava nele, e a vida era a luz dos homens.”Jo 1:4 “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito...”Jo 3:16a Observe que no primeiro exemplo, a conjunção e liga as orações sem fazer que uma dependa da outra, sem que a segunda complete o sentido da primeira; por isso, a conjunção e é COORDENATIVA. Já no outro exemplo, a conjunção liga duas orações que se completam uma à outra e faz que a segunda dependa da primeira; por isso a conjunção de tal maneira que é SUBORDINATIVA. “E a vida estava nele, e a vida era a luz dos homens.”Jo 1:4 Conjunções coordenativas são os vocábulos gramaticais que estabelecem relações entre dois termos ou duas orações independentes entre si, que possuem as mesmas funções gramaticais. 1) que dão a idéia de adição, soma, acrescentamento:

e, nem, mas também, mas,ainda, senão também, como também, bem como, não só... como também. 1) aditivas 2) adversativas 2) que exprimem oposição, contraste, compensação:
mas, porém, todavia, contudo, entretanto, senão, ao passo que, antes (= pelo contrário), no entanto, não obstante, apesar disso, em todo caso. 3) alternativas 3) que exprimem alternativa, alternância:

ou, ou... ou, ora... ora, já... já, quer... quer, etc. 4) conclusivas 4) que iniciam uma conclusão:

logo, portanto, por conseguinte, pois (posposto ao verbo), por isso. 5) explicativas 5) que precedem uma explicação, um motivo:

que, porque, porquanto, pois (anteposto ao verbo). OBSERVAÇÃO 1 : A conjunção e pode apresentar-se com sentido adversativo: “Mas, porque clamei, e vós recusastes; porque estendi a mão, e não houve quem atendesse;”Pv 1:24 (= mas). “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Gn 1:1


“Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens;” Is 53:3a “...o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu.”Jo 1:10b


“...olhamo-lo, mas nenhuma beleza havia que nos agradasse”Is 53:2b “...se não, declarai-mo, para que eu vá, ou para a direita ou para a esquerda.”Gn 24:49c

“ Seis dias trabalharás, mas, ao sétimo dia, descansarás, quer na aradura, quer na sega.”Ex 34:21 “Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.”Mt 5:48


“Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna;”Jo 3:36a “Porquanto o coração deste povo se tornou endurecido;”At 28:27

“Deito-me e pego no sono; acordo,porque o SENHOR me sustenta.”Sl 3:5

“ Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome.”Sl 33:21 As conjunções subordinativas ligam duas orações, subordinando uma à outra.Com exceção das integrantes, essas conjunções iniciam orações que traduzem circunstâncias (causa, comparação, concessão, condição ou hipótese, conformidade, consequência, finalidade, proporção, tempo). 1) Introduzem orações que exprimem causa:

porque, que, pois, como, porquanto, visto que, visto como, já que, uma vez que, desde que.
“Não havia ainda nenhuma planta do campo na terra, pois ainda nenhuma erva do campo havia brotado;” Gn 2:5

“... Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi.”Gn 3:10 1) CAUSAIS 2) Introduzem orações que representam o segundo elemento de uma comparação:

como, (tal) qual, tal e qual, assim como, (tal) como, (tão e tanto) como, (mais) que ou do que, (menos) que ou do que, (tanto) quanto, que nem, feito (=como, do mesmo modo que), o mesmo que (= como). “Os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas lhes foram como muro à sua direita e à sua esquerda.”Ex 14:22


“ E, tendo-a visto, serás recolhido também ao teu povo, assim como o foi teu irmão Arão;”Nm 27:13 3) concessivas 3) Iniciam orações que exprimem um fato que se concede, que se admite, em oposição a outro: embora, comquanto, que, aimda que, mesmo que, ainda quando, mesmo quando,posto que, por mais que, por muito que, por menos que, se bem que, em que (pese), nem que, dado que, sem que (= embora não). “Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los?”Lc 18:7


“Amado, procedes fielmente naquilo que praticas para com os irmãos, e isto fazes mesmo quando são estrangeiros,”3Jo 3:5 4) condicionais 4) Iniciam orações que exprimem condição ou hipótese:

se, caso, contanto que, desde que, salvo se, sem que (= se não), a não ser que, a menos que, dado que. “ Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus.”At 20:24

“Agora, pois, dai ordem a fim de que aqueles homens parem o trabalho e não se edifique aquela cidade, a não ser com autorização minha.”Ed 4:21 5) conformativas 5) Indicam conformidade de um fato com outro:

como, conforme, segundo, consoante.
“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;”Gn 1:26

“A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo a sua espécie e árvores que davam fruto,”Gn 1:12 6) consecutivas 6) Iniciam orações que exprimem consequência:

que (precedido de termos intensivos tal, tão, tanto, tamanho, às vezes subentendidos), de sorte que, de modo que, de forma que, de maneira que, sem que, que (não). “E, orando Abraão, sarou Deus Abimeleque, sua mulher e suas servas, de sorte que elas pudessem ter filhos;”Gn 20:17


“Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões;”Rm 6:12 7) finais 7) Iniciam orações que exprimem finalidade:

para que, a fim de que, que (= para que). “Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta:”Mt 1:22 “Por esse tempo, dirigiu-se Jesus da Galiléia para o Jordão, a fim de que João o batizasse.”Mt 3:13 8) proporcionais 8) Iniciam orações que exprimem proporcionalidade:

à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto mais... (tanto mais), quanto mais... (tanto menos), quanto menos... (tanto mais), quanto menos... (tanto menos), quanto mais... (mais), (tanto)... quanto. “ e, à medida que seguirdes, pregai que está próximo o reino dos céus.”Mt 10:7


“ Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?”Mt 7:11 9) temporais 9) Introduzem orações que exprimem tempo:

quando, logo que, enquanto, mal (=logo que), sempre que, assim que, desde que, antes que, depois que, até que, agora que, ao mesmo tempo que, toda vez que. “ Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus.”Mt 1:25

“Quando Jesus acabou de proferir estas palavras, estavam as multidões maravilhadas da sua doutrina;”Mt 7:28 10) integrantes 10) Introduzem orações que funcionam como substantivos:

que, se. Pedi-lhe que me desculpasse. (= Pedi-lhe desculpas.)

Verifique se o muro é sólido. (= Verifique a solidez do muro.) OBSERVAÇÃO 2 : São incorretas as locuções proporcionais à medida em que, na medida que e na medida em que.A forma correta é à medida que. “e, à medida que seguirdes, pregai que está próximo o reino dos céus.”Mt 10:7 OBSERVAÇÃO 3 : Existe, sim, a expressão na medida em que, na qual o que é pronome relativo “pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo,”1 Pe 4:13 v LOCUÇÕES CONJUNTIVAS São chamados Locuções Conjuntivas o conjunto de duas ou mais palavras que, juntas atuam como conjunções. Essas conjunções geralmente terminam em que. Visto que, ainda que, à medida que, já que, a fim de que,
Desde que, por mais que, à proporção que, se bem que, no entanto,
Logo que, ainda quando, ao mesmo tempo que. Obs.: Os mesmos critérios de classificação aplicados às conjunções simples são aplicados às locuções conjuntivas. Classificação da conjunção QUE Muitas conjunções não têm classificação única, imutável, devendo portanto, ser classificadas de acordo com o sentido que apresentam no contexto. 1) Aditivas (= e): Esfrega que esfrega, mas a nódoa não sai. 2) Explicativas (= pois, porque): Apressemo-nos, que chove. 3) Integrante Diga-lhe que não irei. 4) Consecutiva Tanto se esforçou que conseguiu vencer. 5) Comparativa (= do que, como): A luz é mais veloz que o som. 6) Concessiva (= embora, ainda que) Beba, um pouco que seja. 7) Temporal (= depois que, logo que) Chegados que fomos, dirigimo-nos ao hotel. 8) Final (= para que) Vendo-me à janela, fez sinal que descesse. 9) Causal (= porque, visto que) Velho que sou, apenas conheço estes tipos. Classificação da conjunção SEM QUE A locução conjuntiva sem que pode ser, conforme a frase:
1) Concessiva (= embora não):
Nós lhe dávamos comida, sem que ele pedisse.
2) Condicional (= se não, caso não):
Ninguém será bom dentista, sem que estude muito.
3) Consecutiva (= que não):
Não viajam sem que voltem cansados.
4) Modal (= de modo que não):
Sairás sem que te vejam. FIM (NALMENTE)!
Full transcript