Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Laje Nervurada

No description
by

Vitória Freitas

on 1 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Laje Nervurada

Laje Nervurada
O que é uma
Laje Nervurada
?
Uma laje nervurada é constituída por um conjunto de vigas que se cruzam, solidarizadas pela mesa. Esse elemento estrutural tem comportamento intermediário entre o de
laje maciça
e o de
grelha
.
A NBR 6118:2003 define lajes nervuradas como "lajes moldadas no local ou com nervuras pré-moldadas, cuja zona de tração é constituída por nervuras entre as quais pode ser colocado material inerte.".
Processo Construtivo
Formas de Plástico
No Brasil, o uso regular e em escala comercial de fôrmas plásticas para lajes nervuradas iniciou-se no final da década de 1980. Antes disso, as nervuras eram obtidas usando caixilhos de madeira. A substituição da
madeira
pelo
plástico
tornou o produto mais leve, padronizado e aumentou sua durabilidade, estendendo o prazo de utilização. Uma
fôrma de madeira
pode ser usada aproximadamente
22 vezes
, depois disso ela vira descarte. Já a
fôrma plástica
aguenta ser usada até
200 vezes
.As fôrmas plásticas, também chamadas de cubetas, são feitas de polipropileno, geralmente com aditivos na sua composição química, que aumentam a dureza e protegem contra os raios ultravioleta. Podemos encontrar fôrmas nas cores preta e azul, mas são mais comuns as fôrmas em cor branca, que reduzem a absorção de calor e, consequentemente, diminuem a variação dimensional por dilatação e retardam o processo de secagem do concreto.
Características das Lajes Nervuradas
Laje com molduras pré-moldadas:
Nessa alternativa as nervuras são compostas de vigotas pré-moldadas, que dispensam o uso do tabuleiro da fôrma tradicional. Essas vigotas são capazes de suportar seu peso próprio e as ações de construção, necessitando apenas de cimbramentos intermediários. Além das vigotas, essas lajes são constituídas de elementos de enchimento, que são colocados sobre os elementos pré-moldados, e também de concreto moldado no local.
(PINHEIRO, 2003)

Introdução
As evoluções arquitetônicas que forçaram o aumento dos vãos e o alto custo das formas tornaram as lajes maciças desfavoráveis economicamente, na maioria dos casos. Surgem então, como uma das alternativas, as
lajes nervuradas
.
Em relação à
laje maciça
, a
laje nervurada
é mais econômica por eliminar o concreto desnecessário na região tracionada. Por ter mais altura que a maciça de mesma inércia, a laje nervurada reduz também a ferragem.
Há três tipos de lajes nervuradas: a laje
moldada no local
, laje
com nervuras pré-moldadas
e lajes nervuradas
com capitéis e com vigas-faixa
. Todas são feitas "in-loco", ou seja, precisam de molduras e escoramento.

Montagem
Deve-se posicionar as escoras de acordo com as indicações do projeto. Não se esquecendo de nivelar o escoramento.
Dependendo do sistema adotado, o alinhamento das fôrmas é dado na sua montagem por réguas, guias, etc. Se não, pode-se fixar um cordão ou arame para garantir que as nervuras obedecerão as marcações previamente determinadas.
As cubetas devem ser encostadas na lateral da fôrma da viga de borda ou na faixa de ajuste. Jamais se deve apoiar uma na outra, pois isso pode fazer com que as cubetas se movam, provocando vazamentos de concreto e o desalinhamento das nervuras.
Não se deve utilizar pregos para a fixação das fôrmas, pois isso pode danificá-las. Elas devem ser encaixadas de acordo com as instruções do fabricante.
Quando não houver assoalho, recomenda-se trabalhar sobre placas de compensado até que possa se apoiar sobre as fôrmas aplicadas.
Após a montagem, aplicar desmoldante nas fôrmas. Isso facilitará a desenforma e não danifica às peças.

Características das Lajes Nervuradas
Lajes Nervuradas com Capitéis e Vigas-faixa:
Em regiões de apoio, tem-se uma concentração de tensões transversais, podendo ocorrer ruína por punção ou por cisalhamento. Por serem mais frágeis, esses tipos de ruína devem ser evitados, garantindo-se que a ruína, caso ocorra, seja por flexão. Além disso, de acordo com o esquema estático adotado, pode ser que apareçam esforços solicitantes elevados, que necessitem de uma estrutura mais robusta.
(PINHEIRO, 2003)
Unicruz - Universidade de Cruz Alta
CCSA
Arquitetura e Urbanismo - 6º Semestre
Tecnologia da Construção IV

Acadêmicas: Andressa Kempf, Sabrina Martinelli e Vitória Freitas
Professor: Diógenes Rubert Librelotto
Características das Lajes Nervuradas
Laje Moldada no Local
:
Todas as etapas de execução são realizadas "in loco". Portanto, é necessário o uso de fôrmas e de escoramentos, além do material de enchimento. Pode-se utilizar fôrmas para substituir os materiais inertes. Essas fôrmas já são encontradas em polipropileno ou em metal, com dimensões moduladas, sendo necessário utilizar desmoldantes iguais aos empregados nas lajes maciças.
(PINHEIRO, 2003)
formas em polipropileno
Características das Lajes Nervuradas
Lajes Nervuradas com Capitéis e Vigas-faixa:
Nesses casos, entre as alternativas possíveis, pode-se adotar:
• região maciça em volta do pilar, formando um
capitel
;

faixas maciças
em uma ou em duas direções, constituindo
vigas-faixa
.
Formas de Plástico
Dividindo-se em quadradas e retangulares, o
formato das

cubetas
também influencia na
distribuição de cargas
. Para atingir maior inércia, usam-se as maiores cubetas. Algumas opções de sistemas conseguem minimizar o peso da estrutura ao direcionar a carga para duas direções simultâneas ou então para quatro lados. Vale lembrar que as fôrmas devem resistir ao peso do concreto e às sobrecargas durante o lançamento.

Formas de Plástico
Principais Vantagens:
• Dispensa usos de compensados
• Nervuras tecnicamente dimensionadas
• Sem perigo de corrosão
• Redução de cargas na estrutura
• Facilidade de montagem e desmontagem
• Menor consumo de madeira
• Maior velocidade de execução
• Reutilização das fôrmas em três dias
• Fácil desforma manual
• Redução do custo final da obra
Escoras
Cabeçote
Armaduras
Espaçadores plásticos devem ser colocados nas armações conforme o cobrimento de concreto especificado no projeto. Por segurança, pode-se utilizar espaçadores um pouco maiores do que os especificados para garantir o cobrimento mesmo que haja irregularidades no posicionamento das ferragens.
Concretagem
Para este tipo de estrutura, não se deve utilizar concreto muito fluido, que pode gerar fissuras na capa superior da laje, exigindo tratamentos posteriores.
A concretagem é feita por trechos e por camadas, preenchendo primeiro as nervuras. Com isso, pode-se visualizar os espaços onde deverá ser feita a vibração.
Não se deve amontoar concreto em nenhuma região da laje. Além de danificar as fôrmas, o peso do concentrado do material causa embarrigamento das nervuras e dificulta a identificação dos encontros das fôrmas para a vibração.
Desenforma
Deve-se ter cuidado para que a fôrma não caia de grandes alturas e evite que as ferramentas utilizadas na desenforma furem as peças.
Nunca saque as fôrmas cubetas pelas pontas para não quebrar as peças.
Tratamento da Laje
Rebarbas nas lajes podem ser retiradas com lixadeiras ou talhadeiras finas, leves e bem amoladas.
Rebaixos podem ser preenchidos com argamassa de rejunte ou de assentamento de cerâmica.
Vantagens
das Lajes Nervuradas
A principal vantagem deste tipo de laje está na
redução do peso
da estrutura, na diminuição do volume de concreto, resultando em uma também redução nos gastos com materiais e mão de obra, proporcionando uma considerável economia no custo final da obra.
As lajes nervuradas proporcionam grande vantagens como: elementos pré-moldados que têm como característica uma excelente capacidade portante; ocorre uma redução na quantidade de formas e escoramentos, se tornando versátil e podendo ser aplicada em qualquer edificação.
Outras
Vantagens
Eliminação completa de fôrmas.
Obtenção de uma superfície inferior plana eliminando a necessidade de forro.
Utilização de elementos pré-moldados com armaduras pré-incorporadas em ambiente industrial.
Desvantagens
das Lajes Nervuradas
As desvantagens deste tipo de laje fica por conta de sua execução que deve ser cuidadosa, caso haja ausência de aderência na capa de concreto pode acontecer o aparecimento de trincas, além disto, a concretagem é de difícil execução e o trabalho de armação é delicado e demorado requerendo mão-de-obra intensiva acarretando baixa produtividade.
Outras das desvantagens é a dificuldade na passagem de tubulações e a demanda por alturas maiores do edifício e de cada andar.
Cobertura
em vidro
Referências
http://cddcarqfeevale.wordpress.com/tag/laje-nervurada/
http://www.dicasdeportugues.net/2013/10/o-que-e-laje-nervurada.html
Libânio M. Pinheiro, Julio A. Razente. ESTRUTURAS DE CONCRETO – CAPÍTULO 17. 01 dez 2003.
http://www.fec.unicamp.br/~almeida/ec802/Laje%20Nervurada/Lajes_nervuradas.pdf>.
http://construcaoeengenharia.blogspot.com.br/2011/09/lajes-nervuradas.html
http://www.dsconto.com/laje-nervurada-detalhe-vantagens-onde-comprar/
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/28581/000769185.pdf?sequence=1
http://equipedeobra.pini.com.br/construcao-reforma/38/lajes-nervuradas-225239-1.aspx
Full transcript