Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Renovação de bananais

No description
by

Ricardo Negreiros

on 15 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Renovação de bananais

Renovação
de bananais

Breve Histórico da Bananicultura Catarinense
Até a década de 50
Bananais nas encostas do litoral (grotões, clareiras e sub bosque)
Década de 60
- Cultivar Enxerto – Expansão no Sul do Estado
Década de 70
Aumento da produção e produtividade
(Porte mais baixo resistência ao tombamento e ao frio)
Década de 80
Cultivar Grande Naine

Década de 90
Pesquisa:
Casas de embalagem / Transporte interno / Embalagens/ Climatização (Redução das perdas pós-colheita)
Década de 2010
Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

1- Qual a idade do meu bananal?
Década de 2000
Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri
ricardo@epagri.sc.gov.br
Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

“Em geral os bananais são muito velhos, tendo alguns deles mais de 30 anos. Os bananais que visitei tinham de 12 a 23 anos e o replantio parece não ser uma prática habitual. Na África do Sul os produtores replantam seus bananais após 7 a 10 anos, visto que é economicamente não lucrativo continuar com bananais mais velhos do que isto.

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Fonte: Robert H. Hinz

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Ricardo J. Z. de Negreiros
Eng. Agr. M. Sc. Pesquisador Epagri

Fonte: Luiz A. Lichtemberg

2 - Qual a densidade populacional do meu bananal?
Pragas, doenças e plantas invasoras
3 - Como está a genética do meu bananal?
http://www.mfrural.com.br/detalhe.asp?cdp=8444&nmoca=mudas-de-bananas-resistentes-a-pragas-e-doencas

Mutações naturais ou variações somaclonais à partir de mudas de meristema
Má formação do cacho
4 - Como está a ocupação espacial do bananal?
5 - Como está a sanidade do meu bananal?
Queda de plantas “bananal boiando”
Estou capitalizado?
$
Substituição total das plantas
Quando?
* Controlar doenças e pragas
* Substituição de cultivares
Fazer pousio da área ou rotação de cultura
Substituição gradual das plantas

(Áreas sem problemas sanitários)
Quando?

- Corrigir densidade

- Alinhamento

- Espaçamento

- Padrão genético

- Substituir cultivares

- Bananal “boiando”

Não é necessário o pousio da área ou rotação de cultura
Manter as plantas com cachos ou próximas do florescimento
Colher os cachos prontos e eliminar a família

Eliminar todos os perfilhos das plantas próximas do florescimento
Plantar as mudas no espaçamento correto para o cultivar
Substituição gradual do bananal
talhões de 10 a 20% da área a cada ano
Amostragem da
população de plantas
Área: 8m x 8m = 64 x 3,14 = 200m²

1,0 Hectare: 10.000m²/200m² = 50

nº de plantas x 50 = nº plantas/ha
Principal cultivar: Branca (Porte alto) (Subgrupo Prata)
Mercado local, Rio Grande do Sul e exportação Uruguai, Argentina (Em cachos)
Manejo tradicional
Produtividade muito baixa
Cavendish - cultivar Nanicão no Norte do Estado
(Resistência ao mal do panamá)
Mercado: Exportação e local
Manejo - tecnologia vinda de São Paulo
Assistência técnica Acaresc
Programa estadual PROFITO
Mercado Exportação e local
Perdas pós-colheita elevadas - 40 a 50%
Início da expansão Estado – Litoral Norte
Início da pesquisa:
Adaptação tecnológica e difusão em bananicultura pela Empasc e Acaresc
(Espaçamento e densidade, adubação, controle de pragas e doenças)
Expansão da área de produção – Norte e Sul
Controle Moleque da bananeira com

Beauveria bassiana

Mudas micropropagadas pela Epagri
Cursos profissionalizantes na Epagri/GTZ - 1.000 agricultores
Associações de bananicultores
Consolidação das exportações Cone Sul
Aumento do uso de tecnologias na produção

*Mecanização, controle fitossanitário, mitigação de risco e CFO, Cadastro de casas de embalagens - CIDASC; Assistência técnica das Associações Municipais e Prefeituras
Estabilização da produtividade no Estado
Declínio das exportações para Cone Sul
Aquecimento mercado interno
Sigatoka Negra no Estado
Produção Integrada de banana – PIB
Monitoramento da sigatoka
Lançamento das cultivares
SCS451 Catarina (Prata Catarina)
Pesquisa em cobertura do solo e manejo de ervas expontâneas
Encerramento da produção de mudas de banana e
Beauveria bassiana
- Epagri
Aumento do plantio de cultivares do subgrupo Prata no Norte do Estado
(Mercado local de banana climatizada)
Cooperativas no Norte do Estado
Ciclo de produção
Desuniformidades de cachos
Luz e adubo
Década de 2010
e SCS452 Corupá (Nanicão Corupá)
Dificuldade no manejo das águas e conservação do solo
Sub aproveitamento da área
Dificuldades com tratos culturais e colheita
Queda da produção
Diminuição do número de plantas
Má absorção de nutrientes
Gigantismo ou nanismo
Qualidade do fruto
59 58 57 56 55 54 53 52 51
69 68 67 66 65 64 63 62 61
79 78 77 76 75 74 73 72 71
89 88 87 86 85 84 83 82 81
99 98 97 96 95 94 93 92 91
09 08 07 06 05 04 03 02 01
Plantar nos meses de setembro, outubro e novembro
Utilizar mudas sadias e vigorosas
6 - Como está o solo do meu bananal
Obrigado !

Jacinto Machado 30/07/2014
Relatórios da visita Dr. John Charles Robinson, Pesquisador África do Sul
23 a 25 de outubro de 2006 / Sul de Santa Catarina
“Em geral os bananais são muito velhos, tendo alguns deles mais de 30 anos. Os bananais que visitei tinham de 12 a 23 anos e o replantio parece não ser uma prática habitual. Na África do Sul os produtores replantam seus bananais após 7 a 10 anos, visto que é economicamente não lucrativo continuar com bananais mais velhos do que isto".

Os problemas dos bananais velhos de Santa Catarina são:
Compactação do solo

Baixo vigor das plantas

Problemas de ervas daninhas

Densidade”

5 anos
10 anos
15 anos
20 anos
30 anos
1.100/ha
1.600/ha
2.000/ha
1.300/ha
1.500/ha
Potencial para
30.000 kg/ha
Distribuição percentual dos bananais no Litoral Norte Catarinense, conforme densidade de plantas
1.884/ha
1.394/ha
1.600/ha
Distribuição percentual dos bananais no Litoral Norte Catarinenese conforme idade
Média de 19 anos
Neve em 2013
Fonte: Resultados preliminares/Epagri 2014
Fonte: Resultados preliminares/Epagri 2014
Full transcript