Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO Tendências liberais e progressistas

No description
by

Denise Monteiro

on 27 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO Tendências liberais e progressistas

As Tendências são:
* Liberais
* Progressistas FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO

Tendências educacionais As Três Tendências Liberais são:
# Tradicional;
# Escola Nova;
#Tecnicista Tendência Tradicional
Foi dominante até início do século XX.
É marcada pela concepção do homem em sua essência natureza, sua realização como pessoa através do seu próprio esforço.
Preocupa-se com a universalização do conhecimento.
Os métodos baseiam-se tanto na exposição verbal como na demonstração dos conteúdos, que são apresentados de forma linear, ignorando as experiências trazidas pelos alunos, tornando a prática pedagógica estática, sem questionamentos da realidade e das relações existentes, sem pretender qualquer transformação da sociedade, daí deriva o caráter abstrato do saber. Tendência Escola Nova
Foi um movimento de reforma da educação, teve seu início no fim do século XIX e se fortaleceu nas primeiras décadas do século XX.
Teve origem na Europa e América do Norte, chegou ao Brasil em 1882, pelo intelectual Rui Barbosa, e desempenhou grande influência nas transformações geradas no ensino na década de 1920. Nesse período o país passava por uma série de mudanças sociais, políticas e econômicas.
O mundo vivia, na época, um tempo de desenvolvimento industrial e de expansão urbana e, nessa conjuntura, um grupo de intelectuais brasileiros percebeu a necessidade de preparar o país para acompanhar esse desenvolvimento. A educação era entendida, por esses intelectuais, como o carro-chefe para promover a remodelação demandada por todo o progresso na então atualidade.
Movidos pelas ideias político-filosóficas de igualdade entre os homens e do direito de todos à educação de qualidade, esses intelectuais visualizavam num sistema governamental de ensino público, livre e aberto, o único caminho eficaz de combate às diferenças sociais.
O movimento ganhou força na década de 1930, após a divulgação do Manifesto da Escola Nova de 1932.. Tendência Tecnicista:
"A escola deveria ser produtiva, racional e organizada e formar indivíduos capazes de se engajar rápida e eficientemente no mercado de trabalho. (...) Para tanto, à imagem da empresa, a escola deveria apresentar uma produtividade eficiente e eficaz."
A educação escolar, nessa época, tinha a função de preparar o indivíduo à sociedade, tornando-o capaz e útil. Ela enfatizava o fazer e não o compreender. O ensino se resumiu ao emprego de técnicas e fórmulas, não havendo nenhuma justificativa e nem explicações sobreas teorias que fundamentavam os conteúdos. O professor e o aluno tornaram-se meros executores de um processo de concepção, planejamento, coordenação e controle que ficava a cargo de especialistas. As possibilidades de melhorias no ensino se limitavam ao emprego de técnicas especiais de ensino e ao controle/organização do trabalho escolar (FIORENTINI, 1995) Lourenço Filho (2º esquerda para direita) tendo à sua direita Anísio Teixeira e outros durante visita ao Instituto de Educação, 1931. Rio de Janeiro(RJ). (CPDOC/AT foto 012) A educação existe para que os alunos se descubram como sujeitos, como pessoas capazes de se integrarem criativamente na sociedade.
Educamos certamente para aprender a ler, escrever, executar operações matemáticas,aprender novas linguagens, preparar-se para o mundo do trabalho, educamos, enfim, para aprender a ler o mundo, para aprender a exercer a liberdade e a cidadania. Então a educação deve ser pensada
numa dimensão complexa, de multiplicidade.
Multiplicidade de culturas, de sujeitos,
de grupos sociais, de campos de conhecimento.
Sendo avaliada sem preconceitos, reconhecendo o que interessa conservar em cada uma das Tendências. Aluna: Denise Maria Salgado Monteiro
Matrícula: 201075040F
Pólo: Barroso
Professora: Giovanna Cabral
Tutora: Renata Marangon





Janeiro/2013 Pesquisa google on linehttp://www.google.com.br/search?num=10&hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1366&bih=667&q=tendencias+educacionais+tradicionais&oq=tendencias+educacionais+tradicionais&gs_l=img.3...2805.12623.0.13836.36.5.0.31.31.0.296.1068.1j1j3.5.0...0.0...1ac.1.121mwIIr-PU em 18 de janeiro de 2013. Referências Bibliográficas: Tendências Educacionais TENDÊNCIAS LIBERAIS
significa aquele conjunto de ideias que designa um modo de organizar, de orientar a sociedade (e a escola), fundados em alguns valores como a livre iniciativa, o livre mercado, a propriedade privada.
Na pedagogia liberal, a escola deve preparar o indivíduo para o desempenho de papéis sociais, de acordo com suas aptidões individuais, cabendo ao próprio indivíduo a responsabilidade por seu sucesso ou fracasso pessoal e social. Libertadora Libertária Crítico-social dos conteúdos Sócio-Interacionista Tendências Progressistas
É o resultado da inquietação de muitos educadores que, a partir da década de 60, suscitam uma discussão e questionamentos em relação ao rumo que vem tomando a educação, principalmente à escola pública, no que diz respeito à real contribuição desta para a sociedade.A atividade escolar pauta-se em discussões de temas sociais e políticos e em ações sobre a realidade social imediata; analisam-se os problemas, os fatores determinantes e estrutura-se uma forma de atuação para que se possa transformar a realidade social e política. Apresenta-se, pois, como um instrumento de luta dos professores ao lado de outras práticas sociais.
Full transcript