Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Trabalho de Comex

No description
by

Bárbara Rocha

on 27 April 2010

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Trabalho de Comex

Relações Comerciais entre
Brasil e Coreia do Sul INTRODUÇÃO
O objetivo desta pesquisa é expor as ações tomadas para o incremento do comércio entre a Coreia do Sul e o Brasil.
Contextualizando a história da Coreia do Sul e as atividades politicas-econômicas entre eles.
HISTÓRIA DA COREIA DO SUL
- Coreia dominada pelo Japão por muitos anos;
- Bipolarização do mundo:

Parte norte (URSS)- Possuía a maior parte dos recursos naturais e as indústrias pesadas, desenvolvidas durante a ocupação japonesa.

Parte sul (EUA)- Possuía a maior parte dos recursos agrícolas e de mão-de-obra, tendo seu desenvolvimento industrial se concentrando na manufatura dos bens de consumo de massa orientada para exportação, como: têxteis, vestuário, calçados e alimentos.


1948-Independência da Coreia do Norte;
1950-Guerra das Coreias;
1997-Crise da moeda. CRONOLOGIA
1949- Início das relações comerciais entre o Brasil e a Coreia;
1961- Criação de uma associação na Coreia.
1962- Primeira embaixada Sul- Coreana no Brasil (Rio de Janeiro)e na América Latina;
1963- No Brasil é fundado o Instituto Cultural Brasil- Coréia, no Rio de Janeiro, com a finalidade de estimular laços de amizade e intercâmbio intelectual e artístico, além de colaborar com os respectivos governos para o bom cumprimento dos acordos culturais;
1970- devido a maior demanda de serviços pelos imigrantes coreanos,
é instalado em São Paulo, o Consulado Geral;
1989- em Seul foi firmada uma convenção para evitar a dupla tributação
e prevenir a evasão fiscal em matéria de imposto sobre a renda.
Em setembro do mesmo ano, em Brasília, é assinado um memorando
visando o estabelecimento de uma comissão mista para discutir e
buscar uma maior cooperação entre os dois países nos anos 90;
1991- Primeira visita do ministro das relações exteriores do Brasil à Coreia,
na ocasião foi assinado um acordo de cooperação na área de ciência e tecnologia;
1992- acordo sobre serviços aéreos entre e além de seus respectivos territórios, foi rubricado também o tratado de extradição e o acordo para a proteção e promoção mútua de investimentos;
1996- Acordo de cooperação no domínio do turismo.
1965- O Brasil estabeleceu sua embaixada em Seul;
1966- Assinatura de um acordo cultural entre os dois países;
1967- Designa seu primeiro representante oficial naquele país, o Embaixador Bartel Rosa;
Agências Oficiais
Na Coreia do Sul:
Embaixada do Brasil
Korea Trade Investment Promotion Agency
(Agência de Promoção de Investimentos)
Korea International Trade Association (KITA) (Associação de Comércio Internacional da Coreia)
Small and Medium Business Administration
(Administração de Pequenas e Médias Empresas)
Ministério das Relações Exteriores e do Comércio
No Brasil:
Embaixadada Coreia no Brasil
Divisão de Informação Comercial- DIC
Ministério das Relações Exteriores
Divisão de Operações Comerciais- DOC
Departamento de Comércio Exterior- DECEX
Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior- MDIC
Kotra- Agência de Promoção de Investimentos
EMPRESAS BRASILEIRAS NA COREIA DO SUL
Não existe empresas totalmente brasileira
com escritório na Coreia do Sul.
CÂMARAS DE COMÉRCIO
Na Coréia do Sul: Korea Chamber of Commerce (Câmara de Comércio da Coreia)
o Brasil: Câmara de Comércio Internacional do Brasil
- Proteger, no Brasil, os interesses Sul-Coreanos, pessoas físicas ou jurídicas, dentro dos limites permitidos pelo direito internacional;
- Fomentar o desenvolvimento das relações comerciais, econômicas, culturais e científicas entre a Coreia do Sul e o Brasil e promover ainda relações amistosas entre eles;
- Informar-se, por todos os meios lícitos, das condições e da evolução da vida comercial, econômica, cultural e científica do Brasil, informar a respeito o governo da Coreia do Sul e fornever dados às pessoas interessadas; -Prestar ajuda e assistência aos nacionais, pessoas físicas ou jurídicas da Coréia do Sul;
-Comunicar decisões judiciais e extrajudiciais e executar comissões rogatórias de conformidade com os acordos internacionais em vigor, ou, em sua falta, de qualquer outra maneira compatível com as leis e regulamentos do Brasil.
O CONSULADO COREANO NO BRASIL
TEM AS SEGUINTES FUNÇÕES: EXPORTAÇÃO BRASILEIRA COREIA DO SUL
(JAN/MAR 2010)
IMPORTAÇÃO BRASILEIRA COREIA DO SUL
(JAN/MAR 2010)
ADMINISTRAÇÃO COREANA
Aspectos culturais dos sul-coreanos

Religião
Os costumes e a vida tradicional são formados por uma complexa mistura de crenças e valores, nativos e adquiridos.

Predominantes: Budismo x Confucionismo

Príncipios de Confúcio
Educação como prioridade
Compromisso com a Educação
-O desejo por educação dos coreanos é um dos mais altos do mundo;
-Muitas empresas possuem suas próprias escolas;
-Forte investimento em capacitação técnica;
-Comportamento sul-coreano em relação ao trabalho;
-“Vencer o Japão” - pali pali;
-Diferenciação tecnológica.
-> Característica da estrutura
industrial sul-coreana
-Chaebols: Indústrias e comércios que atuam em diversificados ramos de atividade.

-P&D e recursos financeiros que não são do governo.

->Sistema administrativo coreano
Três tipos de influência;
Centralização e formalização;
Sahoon;
Liderança autoritária-Poder;
Comunicação restrita.
19 de Novembro de 2008

Assinado o Memorando de Entendimento para o Estabelecimento do Comitê Conjunto de Promoção de Comércio, Investimentos e Cooperação Industrial.

17 de Setembro de 2009

Primeira reunião do Comitê Conjunto de Promoção de Comércio, Investimentos e Cooperação Industrial Brasil-Coréia do Sul.
24 de Fevereiro de 2010

Reunião de discussão sobre o Projeto TAV Trem de Alta Velocidade do Brasil na Embaixada da Coréia.

9 de Abril de 2010

Segundo dados publicados pelo governo de Seul, Brasil é o maior parceiro comercial da Coréia do Sul no continente.

Maio de 2010

Previsto o evento “Ação de Atração de Investimentos”.
Conclusão
Assim como na maioria das relações comerciais que o Brasil mantém com países asiáticos, a relação com a Coreia do Sul está baseada na exportação de produtos primários e importação de manufaturados.

No decorrer dos anos essa relação intensificou-se, porém há mercados a serem mais explorados:
Proposta de acordo bilateral com o Mercosul.
Intenção de substituir o petróleo de sua matriz energética.
Maior consumidor de produtos primários do mundo.
Bibliografia


Masiero, Gilmar; Negócios com Japão, Coréia do Sul e China: economia, gestão e relações com o Brasil / Gilmar Masiero São Paulo: Saraiva, 2007.
Korea Sparkling: Guia de viagem CORÉIA

http://www.mdic.gov.br/sitio/interna/noticia.php?area=1&noticia=9334
Acessado em, 21 de março e 16 de abril.

http://www.asiayargentina.com/usp-04.
Acessado em 14 de abril
http://www.analisecomercioexterior.com.br/comex06/paises/rankparceiros/coreiasul/index.php
Acessado em 16 de abril.

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070618221523AAdG0qk
Acessado em 16 de abril

http://www.exportaminas.mg.gov.br/pdf/CEXCoreiadoSu l.pdf
Acessado em 16 e 20 de abril.
Aline Thays
Bárbara Mietto
Flávia Bacchi
Jéssica Mesquista
Lívia Zanoello
Maria Eduarda Vieira
Stephanie Nabas
Full transcript