Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O trabalho como princípio educativo frente as novas tecnolog

No description
by

Fabiane Freire França

on 5 April 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O trabalho como princípio educativo frente as novas tecnolog

O trabalho como princípio educativo frente as novas tecnologias
Dermeval Saviani

Posições opostas
1) Percepção dualista de educação X trabalho;
2) Educação para o trabalho.
Oscilações da educação: formação vocacional e profissional, formação geral desvinculada da formação profissional ou escola que articule educação geral e formação profissional.
Relação: Educação e Trabalho
"Comunismo primitivo" - Filme "A guerra do fogo".
A apropriação privada da terra divide os seres humanos em classes.
Educação e trabalho: as origens
Gregos e Romanos se dividem em proprietários e não proprietários;
Classe ociosa - educação diferenciada (origem da escola como lugar do ócio);
Ginásio - exercícios de lazer para os proprietários;
Educação da maioria - próprio trabalho.
ANTIGUIDADE
IDADE MÉDIA
Modo de produção feudal - trabalho servil
Meio dominante de produção - TERRA.
Escolas paroquiais, catedralícias e monacais (classe dominante);
"Ócio com dignidade", não precisa trabalhar para suprir as necessidades da existência, poderiam se ocupar de atividades nobres - exercícios físicos, boas maneiras.
EDUCAÇÃO E MODO DE PRODUÇÃO
CAPITALISTA
Processo baseado na indústria e na cidade;

Direito positivo (contratos sociais e não do tipo natural).

Liberdade para dispor de sua propriedade.
Qual a contradição?
A ESCOLA NA SOCIEDADE MODERNA
Generalização da escola - universal, gratuita,
obrigatória e leiga;
"Conhecer é poder" (Bacon);
Cidade como referência de progresso - cidadão civilizado, pólis, político, polido;
Campo: rústico, agrós, agreste, agressivo.

EDUCAÇÃO ESCOLAR: A REFERÊNCIA
"Trata-se de entender as formas menos desenvolvidas a partir das mais desenvolvidas;

Hipertrofia da escola: atribui à escola tudo que é educativo no sentido vertical e horizontal.

Vertical: "espichada" para cima 3º e 4º graus e para baixo pré-escola;
Horizontal: expansão em tempo de permanência nas escolas (jornada de tempo integral 8h por dia).
Secundarização da escola

A educação não é a única, nem a principal.
Desescolarização sugerida por Wladmir Illich.
Como entender essa contradição?
A CONTRADIÇÃO DO PROCESSO ESCOLAR
É desvalorizada e hipertrofiada, se amplia e se esvazia, discute-se Português, História, Geografia e as famosas semanas comemorativas.

Como situar o papel que a educação deve assumir na nossa época?
Ora, se a escola para "todos" começa com a divisão dos sujeitos em classes, uma que explora e domina a outra, em sua gênese apresenta o paradoxo.

Por isso a existência dos AIEs, escola dualista.

"Instrução para os trabalhadores, porém, em doses homeopáticas.

ANÁLISE DE CONJUNTURA
"Revolução Industrial, séc XVIII-XIX
Substituição do trabalho manual dos homens por máquinas;

Saber: propriedade privada da burguesia.

Como controlar a contradição de acesso ao saber pelas massas? Taylorismo (saber parcelado; escolas profissionalizantes).

"Revolução educacional: máquina no centro do processo produtivo. Trabalhadores que operam máquinas e profissionais que fazem seus reparos.

Bifurcação: Formação geral (intelectuais) e profissional (intelectuais e manuais).
NOVAS TECNOLOGIAS
Novas tecnologias; novas adaptações.
Segunda Revolução Industrial; Revolução da Informática ou Revolução da Automação;
1ª Rev. Transferências das funções manuais para as máquinas.
2ª Rev. Transferências das funções inteletuais para as máquinas.
"era das máquinas inteligentes" que libera o homem para a esfera do "não trabalho", "reino da liberdade". Trabalho e lazer.
Modernização tecnológica a todos? Ainda parecem promessas blandiosas.

Full transcript