Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Singularidades de uma rapariga loura

No description
by

Ines Weber

on 13 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Singularidades de uma rapariga loura

Caracterização fisica Caracterização física Caracterização psicológica A Rapariga loura Rapariga loura - luisa Nestas epócas, os livros românticos seguiam quase sempre a mesma história, do típico herói romântico, que neste conto seria o Macário, mas Eça de Queirós, decidiu fazer um confronto aos contos românticos, e fez um mais realista. - Loira
- Dedos finos e queridos
- Mãos bonitas
- Inglesa
- Muito branca- como se fosse pálida
- Vinte anos
- Fina Uma rapariga de 20 anos... "Fina, fresca, loura como uma
vinheta inglesa" "a brancura da pele tinha alguma coisa da transparência das velhas porcelanas, e havia no seu perfil uma linha pura ..." O facto de ela ter pele branca como porcelana, diz nos que isto é a primeria aparência dela, o Macário vê-la como uma frágil e delicada rapariga ... mas no final, não é. l l No Sec. 19, veio o renascimento, e então daí a realidade... Em vez de Luisa ser uma rapariga normal e habitual, ela é uma ladra, e Macário demora um pouco a chegar a esse ponto... Tal como o leitor demora tempo para perceber o que ela realmente é.
O escritor faz isto de propósito para que o leitor veja pelos olhos de Macário, para criar ansiedade.

Simpática, "
Tímida no inicio, "Muito - disse ela baixo."
Ladra "És uma ladra!"
Respondona "Ouve!... rougou ela (...) Mas ouve, Jesus!"
Suplicadora "E luisa arrastou-o brandamente para a loja do ourives" "Nao me fassa mal! suplicou incolhendo-se toda"
Demasiado envergonhada para voltar e pedir desculpa = Arrogante, "
Nem pede uma segunda chance a Macário Com isto nós percebemos que Luisa é uma personagem que parece mudar muito de personalidade, mas isso é só para o Macário e os leitores, porque ela sempre foi a mesma pessoa, e illudiu ser o que não é, como se tivesse posto uma máscara para esconder este outro lado de Luisa. FIMMMMMMMM
:) Esta cebola é relevante, porque está ligada a Luisa num sentido metafórico. Isto é porque ao longo do conto, vai se descobrindo mais sobre luisa, como se estivessemos a descascar Luisa ate encontrar o que ela é mesmo por dentro.
Full transcript