Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Imprimação e Pintura de ligação

Trabalho a ser apresentado em projeto geométrico
by

Tania Jabiane Wilke

on 10 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Imprimação e Pintura de ligação

Aline
Andréia
Tânia Ambas consistem na aplicação de uma camada de pintura asfáltica antes da execução do revestimento.
A imprimação é executada sobre a superfície de uma camada de base, cuja principal finalidade é a impermeabilização.
A pintura de ligação é aplicada sobre a imprimação ou sobre o asfalto já executado, com a finalidade de recuperar o mesmo. DEFINIÇÃO: Aumenta a coesão da superfície da base;
Fixa as patículas eventualmente soltas nessa superfície;
Impermeabiliza a base, evitando a penetração da água;
Permite condições de aderência entre esta e o revestimento. IMPRIMAÇÃO OUTRAS APLICAÇÕES Em alguns casos, como na execução da base de solo-cimento, pode-se executar uma imprimação provisória ou definitiva, que tem a função de evitar a evaporação da água superficial da base, permitindo a cura do solo-cimento. FUNÇÕES DA IMPRIMAÇÃO Impermeabilizar o pavimento;
Proporcionar uma camada de rolamento de pequena espessura, porém de alta resistência ao desgaste;
Proteger a infra-estrutura do pavimento;
Proporcionar um revestimento antiderrapante e de alta flexibilidade. Após a conformação da base, deve ser executada a varredura da superfície, que pode ser manual ou mecânica. Em alguns casos também é utilizado ar comprimido para executar limpeza. EXECUÇÃO Limpeza: Umedecimento: Antes da aplicação do ligante, a pista deve ser levemente umedecida, no caso do uso do CM-30. Se for usado o CM-70, a pista deve estar seca. Promove aderência ou ligação da superfície da camada pintada com a camada asfáltica a ser sobreposta;
Rejuvenesce o revestimento asfáltico envelhecido;
Confere alta aderência pneu/superfície. PINTURA DE LIGAÇÃO Para a execução da imprimação é utilizado asfalto diluído de petróle (ADP), podendo ser do tipo CM-30 ou CM-70. Ambos são fornecidos à granel e líquido em carro tanque e comercializado em tonelada ou entamborado (200 litros).
O CM-30 é indicado para superfícies com textura fechada e o CM-70 para superfícies com textura aberta. ESCOLHA DO MATERIAL A aplicação é realizada com caminhão espargidor equipado com bomba reguladora de pressão e sistema de aquecimento, capaz de promover a aplicação uniforme do material e espargidor manual, para aplicação em pequenas áreas e correções. Aplicação: EXECUÇÃO A taxa de aplicação do asfalto diluído é obtida experimentalmente, variando-se a taxa de aplicação entre 0,8 l/m² a 1,6 l/m², em função do tipo e textura da camada a ser imprimada. A taxa determinada deve ser aquela que após 24 horas, produza uma película asfáltica consistente na superfície imprimada, sem excessos ou deficiências. O tempo de cura é geralmente de 48 horas, dependendo das condições climáticas locais (temperatura, ventos etc.) Taxas Usuais de Asfalto Diluído para Imprimação IMPRIMAÇÃO E PINTURA DE LIGAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS Com temperatura igual ou inferior a 10ºC, em dias de chuva ou quando esta estiver eminente;
Sem o preparo prévio da superfície;
Sem a implantação da sinalização, conforme normas de segurança;
Sem o licenciamento ambiental;
Sem a calibragem dos dispositivos de espargimento. Não deve ser aplicado ligante asfáltico: Todo carregamento de material asfáltico que chegar a obra deve apresentar o certificado de resultados de análise, como:
Procedência;
Tipo;
Quantidade;
Distância de transporte entre a fonte de produção e o canteiro de obras. E AINDA... O ligante asfáltico utilizado para a pintura de ligação deve ser do tipo RR-1C (emulsão asfáltica de ruptura rápida).
A taxa recomendada de ligante asfáltico residual é de 0,3 l/m² a 0,4 l/m². Antes da aplicação deve-se diluir a emulsão com água na proporção 1:1. A taxa de aplicação de emulsão diluída é da ordem de 0,8 l/m² a 1,0 l/m². ESCOLHA DO MATERIAL Vassouras mecânicas rotativas;
Vassouras manuais;
Jato de ar comprimido;
Caminhão espargidor, equipado com tacômetro, calibradores e termômetros, bicos de distribuição;
Bomba de pressão regulável;
Barra de distribuição de circulação plena. EQUIPAMENTOS Os equipamentos são os mesmos utilizados para a imprimação. EQUIPAMENTOS EXECUÇÃO Durante a aplicação, a fim de evitar a superposição, ou excesso, nos pontos inicial e final das aplicações, devem-se colocar faixas de papel transversalmente, na pista, de modo que o início e o término da aplicação do material betuminoso situem-se sobre essas faixas, as quais são, a seguir, retiradas. Qualquer falha na aplicação do ligante asfáltico deve ser imediatamente corrigida. Proceder a varredura da superfície;
Umedecer a superfície, se esta for base de solo-cimento ou concreto magro;
Aplicar o ligante betuminoso na temperatura adequada e quantidade recomendada em projeto;
Esperar o escoamento e a evaporação da água em decorrência da ruptura da emulsão. ORIENTAÇÕES Diluir somente a quantidade de emulsão a ser utilizada diretamente no carro distribuidor, sempre agregando água à emulsão, e nunca o contrário;
Não se deve estocar emulsão asfáltica diluída;
Retirar o excesso de ligante da superfície, uma vez que este pode atuar como lubrificante, ocasionando ondulações ao pavimento. Tanto para imprimação como para pintura de ligação, deve-se executar a pista inteira em um mesmo turno de trabalho e deixá-la sempre que possível, fechada ao tráfego. Se não for possível, executar em meia pista. OBSERVAÇÕES: Pavimentação - Pintura de ligação com ligante asfáltico - Especificação de serviço. DNIT 145/2012-ES

Pavimentos flexíveis - Imprimação - Especificações de Serviço. Norma DNIT 2009-ES

http://www.brasquimica.com.br/produtos/prg_pro.cfm?cod=2

http://www.br.com.br/wps/portal/portalconteudo/produtos/asfalticos/adp/!ut/p/c4/04_SB8K8xLLM9MSSzPy8xBz9CP0os3hLf0N_P293QwP3YE9nAyNTD5egIEcnQ3dHc_2CbEdFAKMY2F8!/

http://xa.yimg.com/kq/groups/13240622/2056550976/name/IMPRIMA%C3%87%C3%83O+ASFALTICA+DER-SP+(ET-DE-P00-019_A).pdf

http://www.der.pr.gov.br/arquivos/File/PDF/pdf_Pavimentacao/ES-P17-05PinturasAsfalticas.pdf BIBLIOGRAFIA OBRIGADA! Ensaio de viscosidade cinemática a 60ºC (ABNT NBB 14756/2001);
Ensaio de viscosidade "Saybolt-Furol", para estabelecer a relação viscosidade x temperatura (DNER-ME 004/94);
Ensaio de fulgor e combustão (DNER-ME 148/94).
Ensaio de destilação para os asfáltos diluídos (DNER-ME 012/94), para verificar a quantidade de solvente, para cada 100t que chegarem à obra. CONTROLE DE QUALIDADE Em todo o carregamento de Emulsão que chegar à obra serão realizados os seguintes ensaios, no Laboratório de Campo:

Viscosidade Saybolt-Furol a 50ºC (DNER-ME 004/94)
Ensaio de resíduo de evaporação (ABNT NBR 14376/2007)
Ensaio de peneiramento (DNER-ME 005/95)
Determinação da carga da partícula (DNIT 156/2011-ME) CONTROLE DE QUALIDADE Ambas (imprimação e pintura de ligação), são medidas em metros quadrados, considerando a área efetivamente executada. CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO Além destes ensaios, para cada 100t deve ser executado: Ensaio de sedimentação para emulsão (DNER-ME 006/00);
Ensaio de Viscosidade "Saybolt-furol" a várias temperaturas.
Full transcript