Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Chernobyl - Apresentação final

Disciplina: Biblioteca Escolar e Formação do Leitor
by

Pâmela Müller

on 15 December 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Chernobyl - Apresentação final

Agenda
4. O desastre.
3. Fique sabendo
Chernobyl
O pior desastre nuclear da humanidade.

Contatos
(cc) photo by jimmyharris on Flickr
Escola Estadual de Ensino Médio Villa Lobos
Seminário Integrado
Turma: 233
Jacqueline Steinhuas
Patricia Correa
Poliana Müller
Professora Anna Cervo
São Leopoldo - RS
2015
1. Introdução
2. Antes do desastre
4. O desastre
5. Um Explosão 10x Maior Poderia Ocorrer!
7. Visite a Usina!
3.Fique sabendo
9. Considerações finais

5.Um Explosão 10x Maior Poderia Ocorrer!
pollymuller18@gmail.com
2. A Região Antes do Desastre


Era uma cidade interessante, com piscina pública, Centro de Cultura, hotéis, edifícios residenciais e até um parque de diversões (que nunca chegou a abrir para o público). No ano do acidente, 1986, a cidade tinha aproximadamente 50 mil habitantes! Todos foram evacuados - muitos forçados - no dia seguinte a explosão do reator 4.



Apesar de existir a cidade de Chernobil 18 quilômetros ao sul do complexo nuclear, foi construída uma nova cidade planejada, chamada de Pripyat para os trabalhadores do enorme complexo, em 1970.

A Usina de Chernobyl que fica no assentamento de Pripyat, era composta por quatro reatores que em conjunto, produziam cerca de 10% da energia elétrica utilizada pela Ucrânia na época do acidente que foi brutal e até hoje é um problema estudado
"Pé de elefante"
Sarcófago
7. Visite a Usina!
Cidade Fantasma - Devido ao acidente, vastas regiões tornaram-se contaminadas com radiação, entre elas as cidades de Chernobyl e de Pripyat


Além dessas cidades, diversos assentamentos também foram evacuados tornando-se “cidades fantasmas”. Mas muitos moradores voltaram para suas casas, recusando-se a sair. Estima-se que mais de cinco milhões de pessoas vivam em áreas de risco, contaminadas com radiação mesmo sabendo dos riscos.
A alguns anos o governo da Ucrânia como forma de obter mais renda para o país resolveu abrir o local para visitação. Isso mesmo, você pode fazer uma visita e ver o desastre com seus olhos. É claro que você não vai chegar ao lado do sarcófago, mas você vai poder passear pelo complexa Nuclear e pela cidade fantasma de Pripyat. No passeio, você não pode tocar em nada. No final, você passa por um aparelho que verifica se você ficou contaminado.

O Google ia mandar o seu carro lá para fazer um Street View (visão da rua, como se estivesse andando na rua), mas não mandaram! Mas dá para dar uma boa navegada no local.
6. Efeitos da radiação
O quarto reator da usina de Chernobil - conhecido como Chernobil-4 - sofreu uma catastrófica explosão de vapor que resultou em incêndio, uma série de explosões adicionais, e um derretimento nuclear.
Neste dia engenheiros estavam fazendo um teste para ver o que aconteceria se o suprimento de energia fosse cortado, mas falha humana e uma falha no projeto resultaram na catastrófica explosão.




o mundo estava vivendo a Guerra Fria, e a U.R.S.S. não comunicou ao mundo, até mesmo o presidente Mikhail Gorbachev não sabia direito o que havia ocorrido. Foi a Suécia que detectou níveis altos de radiação e disse para o Ocidente que um acidente nuclear grande ocorreu em algum lugar.
6. Efeitos da radiação

1. Introdução
Uma pequena equipe de operadores da central nuclear de Chernobyl, considerados competentes, por alguma razão ao realizar um teste que foi requisitado, burlaram seis regras de segurança e com isso provocaram o acidente catastrófico matando muitos inocentes.
Os efeitos da radiação nuclear para a saúde dependem totalmente do tempo e do grau de exposição no qual o indivíduo esteve sujeito, explica o Dr. Arthur Frazão, médico. Quanto mais tempo estiver exposto, maior o risco de desenvolver algumas consequências como doenças, embora pouco tempo de exposição a uma grande quantidade de radiação possa ser fatal.
O trágico acidente até hoje causa sofrimento, muitos dos envolvidos e parentes adquiriram doenças, traumas psicológicos.
A usina de Chernobyl foi fechada em 2000, mas ainda possui níveis de radiação superiores à norma. Ainda a consideram uma ameaça sociedade.

O Governo pretende desativar totalmente a usina e territórios adjacentes de Chernobyl em 2018, e enterrar as 200 toneladas de combustível nuclear sob a central.


9. Considerações Finais
A radiação nuclear pode provocar dentre as consequências queimaduras graves e alterações celulares, como mutações genéticas, podendo causar doenças como câncer, que acontece no caso de contato com raios beta e gama.
Os Liquidadores

A equipe reinicia o teste, mas a uma grande elevação de potencia ocorre e então o chefe resolve finalmente parar o teste, mas já estava tarde demais e essa manobra fez com que ocorresse a explosão, o maior desastre causado por seres humano já visto.
Na tentativa de parar a emissão de radiação, toneladas de areia foram jogadas sobre o reator com a ajuda de helicópteros. No início deu certo, o reator foi selado com a areia.
Mas não adiantou, somente a piorou pois o calor era tão grande (acima dos 2.000 ºC) que derreteu parte da areia abrindo fissuras por onde escapava radiação, se tornando um forno que aumentava a pressão dentro do reator.

O incêndio continuava no reator, e com ele selado, a temperatura e a pressão só aumentavam. Os Cientistas descobriram que o reator corria o risco de explodir. Se está explosão ocorresse, a Europa inteira seria devastada, sumiria totalmente do mapa. Seria uma mega explosão nuclear. Essa informação ficou escondida tanto no Oriente como no Ocidente durante 20 anos.
Para diminuir o calor no reator, helicópteros jogaram 2.500 toneladas de chumbo na cratera. Os 600 pilotos morreram e parte do chumbo foi derretida e lançada na atmosfera. Até hoje moradores do local sofrem com doenças relacionadas ao chumbo. Deu certo, pois diminuiu o calor por uns dias, mas o fogo ainda continua.
ufostein@gmail.com
9. Considerações Finais
Eles tinham que ver o que estava acontecendo dentro do reator, e a planta da usina dava acesso a ele pelos túneis de canos feitos de concreto. Os cientistas, e fizeram um buraco na parede do reator com maçaricos e inseriram medidos e câmeras. Neste momento visualizaram a estrutura apelidada de "Pé de Elefante" pela primeira vez. Pra piorar, abaixo do "pé de elefante" fica o maior aquífero da URSS, que abastecia milhões e milhões de pessoas.
janete.pompeo@hotmail.com
Full transcript