Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O problema do aperfeiçoamento biológico do ser humano

No description
by

Andreia Bernardo

on 28 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O problema do aperfeiçoamento biológico do ser humano

O Problema do Aperfeiçoamento Biológico do Ser Humano
Em que consiste?
1)

É o caso das
Éticas Preservacionistas

Existe muita preocupação com a segurança das tecnologias do aperfeiçoamento e com o conhecimento limitado que os especialistas têm sobre as consequências da engenharia genética em certos domínios.

Contudo
alguns cientistas defendem que se houvesse um avanço científico significativo a seguranca dos procedimentos poderia ser confirmada e as consequências do aprefeiçoamento poderiam ser controladas.
3)
O dever de
não tentar aperfeiçoar a natureza humana


Ao querermos aperfeiçoar a natureza humana estamos a “brincar a Deus” e por isso a ser arrogantes, uma vez que não se espera que seres humanos criem melhores seres humanos.
Deveríamos apenas aceitar o que a natureza nos deu sem tentarem melhorá-lo. o ser humano tem o dever de preservar a sua espécie tal como é.

No entanto
, este argumento só será valido para os crentes e dificilmente convencerá os ateus ou agnósticos. Assim existe quem defenda que o ser humanos ao modificar a natureza está a evoluir por si próprio e não pode ser julgado moralmente.

«Os desenvolvimentos da genética constituem uma promessa e um desafio. A promessa é de que cedo poderemos tratar e prevenir doenças muito debilitantes. O desafio é o de que este novo conhecimento genético também permitirá manipular a nossa natureza humana- aperfeiçoar os músculos, a memória e os comportamentos, escolher o sexo, a altura e os traços genéticos dos nossos filhos»


0s músculos
Será razoável aprovar uma terapia genética e tratar a distrofia muscular? Com certeza que sim, mas e se a mesma terapia fosse usada para
produzir
atletas geneticamente
alterados e melhorados
?
Os cientistas acreditam que a
medicina
tal como a conhecemos
irá mudar
.

Os avanços futuros na medicina, não irão somente curar doenças,

como também melhorar a vida/saúde do ser humano,

tornando-o mais duradouro, forte, alto, ágil e mais inteligente.

Contudo, há inúmeras
objeções
ao desenvolvimento de programas de investigação com o objetivo de aperfeiçoar condições e capacidades.
Eis
algumas
:
na literatura da bioética, na imprensa e até na cinematografia recente,
os aperfeiçoamentos são encarados com grande desconfiança
.

4 )
As
intervenções técnicas
da engenharia genética na natureza humana são
muito caras
e só os mais favorecidos poderão ter beneficios.

Contudo
, quantas mais intervenções forem feitas menos despendiosos serão os custos e ao mesmo tempo contribuirão para salvar inumeras vidas.

2)
O que é
natural
deve ter
prioridade sobre o artificial


O
que é natural é, em geral, bom e o que é artificial é mau. Os processos naturais são menos dispendiosos e provocam menos danos no ambiente.

No entanto
, alguns alimentos preparados artificialmente são mais seguros e mais saudáveis.
Por outro lado, o natural provoca grandes danos e consequentemente a perda de inumeras vidas humanas. Por exemplo se não houvesse avanços na medicina a taxa de mortalidade seria mais elevada.
Michael Sandel

Contra o aperfeiçoamento genético dos seres humanos
A memória e a inteligência

Tal como no aperfeiçoamento do corpo, a questão é a mesma,deverão apenas curar-se doenças e lesões ou tentar dar-se um passo à frente e
«aperfeiçoarmo-nos»
, criando seres mais inteligentes?
Mais uma vez haverá
o perigo
de nem todos terem
acesso a esse aperfeiçoamento
.

A Altura

Desde
1980
que está aprovado o uso da
hormona humana do crescimento
para o caso da criança cuja altura ficaria, sem ela significativamente abaixo da média.
No entanto, há pais, que solicitam o uso da hormona mesmo para a criança com
altura dentro da média
, argumentando, por exemplo que gostariam que a mesma integrasse uma equipe de basquetebol.
Mais uma vez se coloca a mesma questão. Deveremos aperfeiçoar, o que á partida já está
«perfeito»
?

A escolha do sexo
Será que conseguiria haver um equilíbrio na natureza se se conseguisse
escolher o sexo do bebé?
Será que não haveria sociedades em que apenas se escolheria o sexo masculino, por exemplo?
E se fosse possível escolher, não só o sexo, mas também a altura, a cor dos olhos, a cor da pele, a orientação sexual, o quociente intelectual, a aptidão musical e as proezas artísticas?
Modificar a natureza é diminuir o sentido de humildade e tudo querer controlar
Não
haverá, talvez,
humildade
ou
reconhecimento
pelo
esforço
feito para desenvolver as capacidades que julgamos ter.
Qualquer um quereria atingir o
sucesso sem trabalho árduo,
mas será que alguém lhe atribuiria mérito ou o devido valor?

Se «escolhêssemos» os nossos filhos, não os amaríamos tal como eles são, mas sim como algo criado por nos e segundo os nossos gostos e desejos.
Modificar a natureza é transformar a responsabilidade num fardo insuportável.
Nós somos responsáveis pelos nossos atos, por cuidarmos dos nossos filhos, mas ao mesmo tempo somos humildes ao aceitar que nem tudo depende de nós e que não podemos controlar tudo.
Será que se fossemos responsáveis pela escolha da altura, do sexo...conseguiríamos
suportar algo que corresse mal?
Não será que a responsabilidade por tudo controlar e dominar assumiria proporções tão grandes que nos
aniquilaria
?
Modificar a natureza é perder o sentido de solidariedade com os menos afortunados
Se formos responsáveis pelo nosso próprio destino e pelos dos nossos filhos, então haveria um
decréscimo
na
responsabilidade/solidariedade
pelos outros.
Será que nos devemos
mudar a nós
para nos
adaptarmos
ao mundo?
Ou será que devemos fazer o contrário? Tentar mudar o mundo, ou tentar adaptá-lo ao ser humano.
Diz Michael Sandel
: «Assim em vez de desenharmos geneticamente o futuro dos nossos filhos para nos ajustarmos ao mundo, criemos formas de organização política e social mas hospitaleiras para os dons e as limitações dos seres humanos imperfeitos que somos.»
Transumanistas ou eugenistas ?
O
transumanismo
, é um movimento que defende o aperfeiçoamento humano através do recurso
a novas tecnologias
. Para os seus defensores a forma atual do ser humano é apenas
uma fase
do seu desenvolvimento e
não o seu fim
. Sugere o recurso a novas tecnologias para aumentar as aptidões mentais e físicas dos humanos, mantendo a autonomia do corpo e a liberdade procriava.
A
eugenia
foi um movimento da primeira metade do seculo 20, que procurava a
melhoria da espécie humana
através da
promoção da criação de indivíduos
“aptos” e dificultando e desconsiderando a de pessoas portadoras de deficiências físicas e mentais, homossexuais e certas etnias. Este movimento teve o seu apogeu na Alemanha Nazi, com Hitler
através da adoção forçada
de métodos de prevenção da reprodução que incluíam, a esterilização obrigatória, o aborto forçado, a segregação racial, a eutanásia, e o extermínio em massa, que culminou com o genocídio de milhões de judeus e ciganos.
Tipos de humanidade
Alguns
transumanistas
defendem até
a eliminação do sofrimento
tanto físico como emocional. No entanto, os seus opositores, denominados
bioconservadores
, defendem que apesar de ser um ideal nobre, parece
atingir a nossa própria essência
, que é a questão central – o que é ser ser humano. Assim a
biotecnologia
ao procurar
manipular a nossa natureza
pode estar a
subverter a nossa própria essência
, que assenta nos valores e na dignidade humana.
Os
transumanistas contra argumentam que se o aperfeiçoamento for feito de maneira cuidadosa
, manteremos as boas partes humanas e ainda ganharemos novas competências, alias como aconteceu com a evolução da humanidade, com a passagem dos símios a humanos.
Trabalho realizado por:
Andreia Bernardo
Francisca Neves
Mário Rui Viegas
11ºB
http://www.bionetonline.org/portugues/content/babygame.htm
Ninguém deve ser forçado a usar qualquer tipo de tecnologia, nesta reside a principal diferença entre o transumanismo e a eugenia.
Uma das principais criticas que se apontam ao ao transumanismo, é que é na verdade uma nova versão da eugenia a que nós já apresentamos.
Transumanistas
vs
Eugenistas
Full transcript