Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aditivos na construção civil!

No description
by

Danilo Magnavita

on 16 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aditivos na construção civil!

ADITIVOS PARA CONCRETOS E ARGAMASSAS EQUIPE: BRUNO EDSON REBOUÇAS PINTO
CAROLINE ARAÚJO
DANILO QUEIROZ MAGNAVITA
DANILO SEIXAS
RAFAEL SANTANA ADITIVOS PARA CONCRETOS E ARGAMASSAS HISTÓRICO O emprego de aditivos em concretos e argamassas é tão antigo quanto o cimento ou outros aglomerantes hidráulicos. Os Romanos e os Incas já empregavam em suas obras certas substâncias que hoje chamaríamos de aditivos: albumina (sangue e clara de ovos) e álcalis (cal).
O desenvolvimento dos aditivos só foi efetivo a partir da descoberta do Cimento Portland, devido ao seu benefício à trabalhabilidade e durabilidade de misturas cimentícias. Depois de pesquisas feitas com uma grande variedade de materiais chegou-se a certos aditivos, tais como impermeabilizantes, aceleradores e retardadores. Desde então, a tecnologia dos aditivos tem se desenvolvido, acompanhando o ritmo crescente do setor da construção civil e permitindo soluções inovadoras, práticas e econômicas. Em 1873, o cimento começou a ser aditivado com gesso cru e cloreto de cálcio, visando regular o tempo de pega. No fim do século, na Alemanha e França, misturavam-se graxa de cal ao cimento que atuava como plastificante e hidrofugante. Os aditivos para concreto foram introduzidos no Brasil na década de 1970. Eram produtos que exigiam cuidados especiais e que deviam ser utilizados em casos muito específicos.
Quase 40 anos depois, esses componentes viraram itens comuns nas concreteiras. NORMATIZAÇÃO A norma técnica no Brasil do emprego de aditivos químicos para concretos com cimento portland é a EB-1763 que fixa as condições exigíveis dos materiais a serem utilizados como aditivos químicos, de acordo com os tipos a seguir: a) tipo P - aditivo plastificante
b) tipo R - aditivo retardador
c) tipo A - aditivo acelerador
d) tipo PR - aditivo plastificante retardador
e) tipo PA - aditivo plastificante acelerador
f) tipo IAR - aditivo incorporador de ar
g) tipo SP - aditivo superplastificante
h) tipo SPR - aditivo superplastificante retardador
i) tipo SPA - aditivo superplastificante acelerador. DEFINIÇÃO Pode-se definir como ADITIVO todo produto não indispensável à composição e finalidade do concreto, que é colocado imediatamente antes ou durante a sua mistura, em quantidades geralmente pequenas e bem homogeneizado, fazendo aparecer ou reforçando certas características.
As normas Norte-Americanas (ASTM C 125) definem aditivo como "Material que não seja água, agregado ou cimento, empregado como ingrediente do concreto ou da argamassa, adicionado a estes, antes ou durante a mistura". CLASSIFICAÇÃO Os aditivos são separados em químicos e minerais, sendo que os químicos podem ser classificados em Tensoativos (sufactantes) e Modificadores de pega. ADITIVOS QUÍMICOS Os aditivos químicos podem ser divididos em Tensoativos e Modificadores de pega sendo:

Tensoativos:
Incorporador de ar
Redutor de água
Modificadores de pega
Acelerador de pega
Retardador de pega ADITIVOS QUÍMICOS Tensoativos Os Tensoativos, também conhecidos como sufactantes, abrangem os aditivos normalmente usados para incorporação de ar ou redução de água nas misturas de concreto.
Um aditivo tensoativo é composto essencialmente de moléculas orgânicas de cadeia longa, com uma extremidade hidrofílica (que atrai a água) e outro hidrofóbica: (que repele a água). ADITIVOS QUÍMICOS Tensoativos - Sufactantes incorporadores de ar Agem produzindo minúsculas bolhas de água na mistura de forma semelhante a que age um sabão. Essas minúsculas bolhas de ar também produzem efeito plastificante da mistura fresca.
São muito utilizados em países de clima frio para introdução de espaços vazios na mistura endurecida (bolhas de ar) para que os cristais de gelo que se formam internamente na época do inverno encontrem espaço suficiente para se alojarem. Nas hidrelétricas, os incorporadores permitem a obtenção de massa de concretos, com baixo consumo de cimento evitando a ocorrência de trincas térmicas nos grandes volumes de concreto. Esquema do funcionamento do aditivo incorporador de ar: Zonas desprotegidas por estarem distantes das micro bolhas Micro bolhas de ar Zona de concreto protegida da ação do gelo das micro bolhas
100 a 500 mm Em alguns países, não é raro que 70 a 80% de todo concreto produzido contenha um ou mais desses materiais. Portanto, os engenheiros que atuam na construção civil deveriam ter algum conhecimento das vantagens e limitações dos aditivos e adições comumente usados. “Aditivos não transformam um concreto mal dosado em um bom concreto. Eles aprimoram certas características positivas do concreto.” Os surfactantes usados como aditivos incorporadores de ar são geralmente compostos de sais de resinas de madeira, materiais protéicos e ácidos de petróleo, além de alguns detergentes sintéticos.
A aplicação mais importante dos aditivos incorporadores de ar é nas dosagens de concreto projetadas para resistir aos ciclos de gelo e degelo. Melhoria da trabalhabilidade em concretos leves é uma vantagem do uso deste aditivo.
Uma dosagem excessiva do aditivo causará um retardamento excessivo na hidratação do cimento, sendo um ponto negativo em seu uso. ADITIVOS QUÍMICOS Tensoativos - Sufactantes redutores de água ADITIVOS QUÍMICOS Tensoativos - Sufactantes Superplastificantes ADITIVOS QUÍMICOS MODIFICADORES DE PEGA ADITIVOS QUÍMICOS Retardadores de pega ADITIVOS QUÍMICOS Retardadores de pega ADIÇÕES MINERAIS MATERIAIS POZOLÂNICOS NATURAIS Os aditivos superplastificantes apresentam efeitos bem mais pronunciados que os plastificantes. Algumas das vantagens da sua utilização são:

• Reduz o consumo de água de amassamento em, no mínimo, 12%, permitindo que o concreto alcance uma maior resistência mecânica e que seja mais durável;
• Aumenta a fluidez sem acréscimo de água;
• Reduz a quantidade de cimento da mistura e, consequentemente, seu custo. Os aditivos plastificantes possibilitam a redução de, no mínimo, 6% da água de amassamento do concreto. As moléculas do plastificante são adsorvidas, isto é, agrupam-se em torno dos grãos de cimento, fazendo com que estes passem a se repelir, por efeito de cargas elétricas de mesmo sinal. A repulsão entre os grãos aumenta a fluidez ou permite obter a mesma fluidez com menor quantidade de água na pasta. As adições minerais são materiais silicosos finamente divididos, normalmente adicionados ao concreto em quantidades relativamente grandes, que variam de 20 a 70% por massa do material cimentício total.
Algumas adições minerais são pozolânicas (como a cinza volante de baixo teor de cálcio), algumas cimentantes (como escória granulada de alto-forno), enquanto outras são tanto cimentantes quanto pozolânicas (como as cinzas volantes com alto teor de cálcio). Materiais derivados de rochas e minerais vulcânicos. Podem ser classificados em:

Vidros vulcânicos
Tufos vulcânicos
Argilas
Folhelhos calcinados
Terras diatomácias Para uma descrição detalhada das principais adições minerais, os materiais são divididos em dois grupos:

Materiais naturais são processados com a finalidade única de produzir uma pozolana. Seu processamento, normalmente, envolve britagem, moagem e separação por tamanho.

Materiais de subproduto não são produtos primários das indústrias que os produzem. São os subprodutos industriais que podem ou não exigir algum processamento antes de serem usados como adição. OUTROS ADITIVOS Além dos aditivos vistos neste trabalho, existem outros com outras propriedades e características distintas, alguns deles são:
Impermeabilizantes
Aditivos para injeções
Expansores
outros...
Sempre é necessário o conhecimento das características do aditivo para o seu bom uso. FIM Os modificadores de pega tem o objetivo de retardar ou acelerar o período que transcorre desde a colocação da água até o princípio das reações químicas do cimento.
Iremos abordar dois tipos de aditivos modificadores de pega:

RETARDADORES DE PEGA --> São aditivos que aumentam o tempo que o cimento leva para começar a endurecer.

ACELERADORES DE PEGA --> Aditivos que diminuem o tempo que o cimento leva para começar a endurecer. Flexibilidade no tempo de pega do concretoMaior trabalhabilidade Concretagem em situações complexas Dosagem máxima (+- 0,5% do peso do cimento)
• Acima do limite o comportamento fica instável no início de pega
• Retardamento entre seis e oito horas
• Afetam as resistências iniciais (primeiras horas e dias)
• Não prejudicam a resistência final. ADITIVOS QUÍMICOS Aceleradores de pega Proporcionam ao concreto, melhores condições de concretagem, sendo recomendados quando o concreto é usinado e deve-se deslocar em grandes distâncias ou quando em dias muito quentes, para o controle do calor de hidratação. Apresenta melhoria na trabalhabilidade e melhora a aderência do concreto a armadura. Como reduz o tempo de cura, permite mais cedo a desforma, içamento e transporte de pré-fabricados, aumentando também as resistências nas primeiras idades, inclusive nas primeiras horas após a pega.Aumenta a plasticidade da argamassa ou concreto. Aditivos aceleradores com cloretos (CaCl2)Carbonatos ou aluminatos de sódio e potássio; Sulfato de alumínio hidratado ADITIVOS QUÍMICOS Aceleradores de pega Atuam na hidratação do C3A
Aceleram as reações no C3S Efeitos:
Velocidade maiores na desforma
Maior Produtividade
Diminuição do tempo final ADITIVOS QUÍMICOS Aditivos Vs Adição As principais diferenças entre aditivos e adições estão em sua origem e em suas propriedades.
Aditivos são produtos químicos adicionados em pequena quantidade aos concretos de cimento Portland e que não apresentam propriedades ligantes, mas modificam a cinética de hidratação do cimento.
Já as adições, geralmente utilizadas em quantidades maiores, são de origem mineral e, por comumente apresentarem propriedades ligantes, são usadas para substituir parte do cimento e para a obtenção de concretos com certas características especiais.
Ou seja, as adições conferem ao concreto propriedades que ele originalmente não tinha, enquanto os aditivos potencializam ou enfraquecem uma característica previamente encontrada no concreto. REFERÊNCIAS http://www.abesc.org.br/pdf/manual.pdf (Pág. 18 e 19 (a mesma tabela, no material completo))

http://www.ibracon.org.br/eventos/54CBC/CursoADITIVOS.pdf

http://www.quimica.com.br/pquimica/produtos-quimicos-e-especialidades/aditivos-para-concreto-quimica-ajuda-a-construir-estruturas-mais-resistentes-com-maior-rapidez/
http://anuario.piniweb.com.br/construcao-servicos/2011/superconcretos-selecao-de-aditivos-e-adicoes-deve-ser-respaldada-243291-1.asp

http://www.demc.ufmg.br/dalmo/Aditivos%20-%20usos%20vantagens%20e%20desvantagens.pdf

http://pt.scribd.com/doc/131808932/NBR-11768-1992-Aditivos-para-concreto-de-cimento-portland-pdf

http://publicacoes.pcc.usp.br/PDF/BTs_Petreche/BT330-%20Hartmann.PDF REFERÊNCIAS BAUER, L.a.falcão. Materiais de construção. 5° Rio de Janeiro: Ltc, 2000. 488 p.

MEHTA, P. Kumar; MONTEIRO, Paulo J.m.. Concreto: Microestrutura, propriedades e materiais. 3° São Paulo: Ibracon, 2008. 674 p.
http://www.piniweb.com.br/construcao/noticias/a-respeito-de-aditivos-plastificantes-gostaria-de-saber-como-eles-83738-1.asp

http://www.abesc.org.br/pdf/pbasico.pdf

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/187/receita-do-desempenho-adequadamente-dosados-aditivos-e-adicoes-para-271483-1.asp

http://www.dcc.ufpr.br/wiki/images/b/bb/TC031_Aditivos_x.pdf

http://www.rheoset.com.br/tecnologia-em-aditivos-para-concreto.html

http://www.basf-cc.com.br/PT/noticias/Pages/Aditivosdeconcretoentramnaeradananotecnologia.aspx LIVROS INTERNET REFERÊNCIAS INTERNET REFERÊNCIAS VÍDEOS http://.youtube.com/watch?v=CSZxjQwDKF0 ARGAMASSAS Nas argamassas, os aditivos são adicionados em pequena quantidade, com a finalidade de melhorar uma ou mais propriedades da argamassa fresca ou endurecida. Neste caso, sua principal função é melhorar a trabalhabilidade, aderência, coesão e permeabilidade
Full transcript