Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As Cruzadas (1095 - 1270)

No description
by

Kieran Bragança

on 2 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As Cruzadas (1095 - 1270)

As Cruzadas
(1095 - 1270)

- libertar a terra santa e permitir a peregrinação até Jerusalém, que havia sido tomada por muçulmanos em 1071;
- defender as fronteiras do império bizantino (pedido de ajuda do imperador Aleijo I);
posição militar e economica fundamental para a Europa;
assédio dos turcos seljúcidas;
possibilidade de reunificar a cristandade;
- fome proveniente do crescimento populacional (aumento da miséria);
o sistema feudal não comportava as necessidades do crescimento pop.;
crise de autosuficiência dos feudos;
fuga servil para as cidades e aumento da violência feudal (saques, guerras);
a guerra contra os infiéis serviu como mecanismo de controle populacional;
- necessidade de canalizar a nobreza cavaleira
direcionar a violência para o oriente.
MOTIVOS
- para a Europa, o tempo das cruzadas foram um tempo de paz;
- a quarta cruzada (1202 - 1204), financiada por mercadores italianos, permitiu o desenvolvimento comercial na Europa e o aumento do trânsito de produtos orientais no ocidente;
relativo monopólio italiano do comércio de especiarias pelo mediterrâneo;
- surgimento de ordens militares religiosas ("
militiae
") com a função de defender e dar assistência aos peregrinos cristãos no oriente;

Aspectos gerais
-
Igreja:
aliviar tensões sociais que representavam obstáculos ao controle político da Igreja, além de abalar o poder do império bizantino;
-
Nobreza:
obter terras e riquezas no oriente;
oportunidade para jovens nobres sem herança;
-
Burguesia:
ampliação das relações comerciais com o oriente;
lucro com o transporte marítimo dos exércitos cruzadistas;
-
Servos:
crença no fim do mundo e no juízo final;
busca pela salvação da alma (matar e morrer em nome de Deus);
liberdade dos senhores feudais e possibilidade de sair da miséria;
Motivações específicas
- Concílio de Clermont - 1095 - organização e conclamação dos cristãos para a primeira expedição em direção à Jerusalém;

- devastação de Jerusalém, com mais de 40 mil mortos;

- descontrole dos soldados cruzadistas, que pilhavam indistintamente;

- destruição de sinagogas e mesquitas;
A primeira cruzada - (1095-1099)
- alteração dos padrões de consumo dos europeus (apego aos produtos orientais);
- contato com novas tecnologias agrícolas e de navegação;
irrigação, drenagem, rotação trienal, arado com tração animal, bússola e astrolábio;
- os saques e os contrabandos de produtos orientais impulsionaram a reutilização de rotas comerciais e o revigoramento do comércio;
surgimento de feiras para o comércio de produtos orientais;
- reabertura de rotas comerciais marítimas pelo mediterrâneo;
- aumento do poder real: apoio as nobrezas falidas após o fracasso das cruzadas;
- enfraquecimento do feudalismo, aumento dos questionamentos à Igreja e fortalecimento do pensamento comercial;
Consequências das cruzadas
A cruzada das crianças - 1212
- lenda de que a terra santa só poderia ser conquistada por crianças cristãs, isentas de pecados e puras;

- cerca de 50 mil crianças foram enviadas para Jerusalém;

- muitas morreram de fome, cansaço, assassinadas ou transformadas em escravas logo ao desembarcar em Alexandria;
Templários
(1118)
Hospitalários
(1136)
Teutônicos
(1193)
Full transcript