Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

TROMBOLÍTICOS E ANTICOAGULANTES

No description
by

Letícia Moneche

on 14 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TROMBOLÍTICOS E ANTICOAGULANTES

Trombolíticos e Anticoagulantes
Trombolíticos
Também chamados fibrinolíticos, são fármacos​ usados para dissolver os trombos sanguíneos.
Usados quando o trombo já existe.
De uma forma geral, são usados para tratamento de infarto agudo do miocárdio ou de embolia pulmonar quando ocorre repercussão hemodinâmica.
Efeitos Adversos
Hemorragias.
Novos AVCs hemorrágicos (raramente).
Hipotensão (as plasminas estimulam a formação de bradicinina).
Anticoagulantes
São remédios que ajudam a evitar a TROMBOSE.
São muito utilizados em tubos de ensaio, malas de transfusão de sangue e equipamento de diálise renal.
O objetivo é tornar mais lento o processo de coagulação do sangue.
São usados visando prevenir a formação ou a extensão de trombos.
Mecanismo de Ação
Medicamentos
Grupo: Fabricia Lemis, Guilherme Santos, Letícia Moneche, Maria do Carmo e Níbia Nogueira
Diagrama de um trombo formado na corrente sanguínea
Mecanismo de Ação
Estimular a conversão do plasminogênio inativo presente no sangue, em plasmina ativa.
Esta é uma enzima que degrada a fibrina a proteína fibrilhar que forma o trombo.
Cuidados da enfermagem
Orientar o paciente quanto às complicações da doença;
Os cuidados com esse tipo de medicamento estão relacionados a sangramentos e hemorragias (esportes radicais e mergulho devem ser evitados);
Manter membros inferiores elevados a 45 graus;
Aplicar terapia compressiva com meia elástica conforme prescrição médica;
Estimular exercícios para ativação da bomba muscular da panturrilha em parceria com o Fisioterapeuta.
Medicamentos
Estreptoquinase;
Reteplase;
Alteplase;
Duteplase;
Tenecteplase.
A ação destes medicamentos ocorre por se tratarem de inibidores indiretos da antitrombina III, que inativa os fatores II, IX, X, XI e XII de coagulação.
Mecanismo de Ação
Antagonista da Vitamina K no fígado, formando fatores de coagulação II, VII IX e X sem função ao invés de funcionais.
Efeitos adversos
Hemorragia é o principal;
Pode ocorrer sangramento visível (pele, mucosas) ou oculto (GI, renal, cerebral, hepático, uterino ou pulmonar);
Mais raramente: diarréia, necrose do intestino delgado, urticária, alopécia, necrose cutânea, dedos dos pés roxos e dermatite)
Heparina;
Varfarina;
Bivalirudina;
Rivaroxaban;
Hirudina;
Cuidados da Enfermagem
Informar o paciente para evitar de comer alimentos ricos em vitamina K, como repolho por agir de maneira oposta ao medicamento;
Seguir a prescrição do dia ao administrar os anticoagulantes porque a dose e baseada em dados laboratoriais.
Observar sinais de sangramentos;
As medicações parenterais deverão ser aplicadas com cuidado para evitar formação de hematomas;
Em relação à heparina: Seguir rigorosamente o horário prescrito, usar microgotas com controle rigoroso de gotejamento.
Full transcript