Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

Resumo_Os 7 saberes necessários à ed. do futuro_ E. MORIN
by

Adalberto Ribeiro

on 15 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Os Sete Saberes
necessários à
Educação do Futuro

1998 - Ed. Brasil - Ed. Um tesouro a descobrir
4 pilares
transdisciplinaridade
MORIN / teoria da complexidade
Tese: reforma do pensamento
Não é guia: Expõe problemas centrais ignorados ou esquecidos - necessários para se ensinar no Séc. XXI
1- As cegueiras do conhecimento: o erro e a ilusão
2- Os princípios do conhecimento pertinente
3- Ensinar a condição humana
4- Ensinar a identidade terrena
5- Enfrentar as incertezas
6- Ensinar a compreensão
7- A ética do gênero humano
1- As cegueiras do conhecimento: o erro e a ilusão
Conhecimento do conhecimento: evitar erros/ilusão (ameaça)
Estudar as características cerebrais/mentais/culturais do conhecimento
Estudar as disposições psiquicas e culturais que conduzem a erros/ ilusões
HOMEM: falsas concepções de si; do que faz; do que deveria fazer; do mundo
Erros de comunicação/transmissão de informações
O conhecimento NÃO é espelho da realidade:
percepções/sentidos
interpretações
subjetividade/visão de mundo
+ desejos/medos/emoções
Recalçar a afetividade?
NÃO!
Mamíferos/humanos: o desenvolvimento da inteligência é inseparável da afetividade
A afetividade pode asfixiar o conhecimento mas pode também fortalecê-lo!
Não há um estágio superior da razão sobre a emoção: A capacidade de emoções é indispensável ao comportamento racional
Nenhum dispositivo mental permite distinguir alucinação da percepção; sonho da vigília; imaginário e real; subjetivo do objetivo
2% externo (sentidos) X 98% interno (psiquico)
Self-deception
A racionalidade é corretiva mas...
aberta; lógica; empírica
admite afetos; seres; subjetividade;
é crítica e autocrítica
Erro paradigmatico: ca rte si ani s mo
+
imprinting cultural
Doutrinas; ideologias; crenças; estereótipos; determinismos sociais, econômicos e políticos
=
absurdos triunfantes
Noologia: possessão
idéias/crenças/mitos
"As sociedades domesticam os individuos por meio de mitos e idéias, que, por sua vez, domesticam as sociedades e indivíduos"
Relativizar/domesticar as idéias
Idealidade X Idealismo
distinguir
Paradoxo incontornável:
"devemos manter uma luta crucial contra as idéias, mas somente podemos fazê-lo com a ajuda das idéias."
O inesperado e a incerteza do conhecimento
O novo brota sem parar ......... nada do que foi será....
"O conhecimento do conhecimento, que comporta a integração do conhecedor em seu conhecimento, deve ser, para a educação, um princípio e uma necessidade permanente."
metapontos de vista / reflexividade
"O dever principal da educação é de armar cada um para o combate vital para a lucidez."
2- Os princípios do conhecimento pertinente
O conhecimento do mundo é necessidade intelectual e vital
Como conceber o contexto/global/complexo?
REFORMA DO PENSAMENTO
É paradigmática e não programática. É questão da educação. Refere-se a organizar o conhecimento.
inadequações: saberes desunidos / compartimentados
inadequações tornam invisíveis:
O contexto; o global; o multidimensional; o complexo
Conhecimento pertinente
torná-los evidentes
educação
Abstrair X Contextualizar
"Recompor o todo para conhecer as partes."
Multidimensional: ser humano é biológico, social, psíquico, social, afetivo e racional.
Desenvolver apidões gerais (inteligência geral) favorece o desenvolvimento de competências particulares ou especializadas.
ANTINOMIA = + especialização e - vínculos sociais/cidadania
progresso e barbárie

A especialização abs-trai ----- extrai do contexto
Princípio da Redução (até meados do séc. XX)
Limita o conhecimento do todo ao conhecimento das partes;
Exclui o que não é quantificável;
Elimina o elemento humano (paixões, dores, alegrias, emoções);
Oculta o imprevisto, o NOVO e a invenção (criatividade)
RESGATAR: interações, retroações e complexidade pelo combate ao ineligência parcelada, compartimentada, mecanicista, disjuntiva e reducionista.
Combater a falsa recionalidade e a pseudofuncionalidade.
Não se submeter as técnicas. Beneficiar-se delas.
3- Ensinar a condição humana
A educação do séc. XXI deve conhecer o Ser Humano e situá-lo no universo.
"Quem somos?" é inseparável de "Onde estamos?", "De onde viemos?" e "Para onde vamos?"
Somos biológico/cultural
(O primata do mais baixo nível, sem a cultura)
Cérebro/Mente/Cultura
Circuito indivíduo/sociedade/espécie
Cada termo é meio e fim.

"Todo desenvolvimento verdadeiramente humano significa o desenvolvimento conjunto das autonomias individuais, das participações comunitárias e do sentimento de pertencer a espécie humana."
UNIDADE na DIVERSIDADE
Cabe a educação cuidar para que uma idéia não apague a outra.
Esfera individual: todo ser humano traz genéticamente em si, a Sp.
caracteres comuns e singular
Esfera social: Cultura e culturas
DUPLO FENÔMENO: Unidade e diversidade
Sapiens/demens
sábio e louco
trabalhador e lúdico
empírico e imaginário
econômico e consumista
prosaico e poético
O ser humano é complexo e traz em si, de modo bipolarizado:
"A possibilidade do gênio decorre de que o ser humano não é completamente prisioneiro do real, da lógica, do código genético, da cultura, da sociedade.
O gênio 'brota' na brecha do incontrolável, justamente onde a loucura ronda. Brota da união entre as profundezas obscuras psicoafetivas e a chama viva da consciência."
4- Ensinar a identidade terrena
"Não devemos ter medo de inventar seja o que for. Tudo o que existe em nós existe também na natureza, pois fazemos parte dela."
Pablo Picasso
Como cidadãos do novo milênio poderiam refletir sobre seus próprios problemas e aqueles do seu tempo?
Séc. XVI - era planetária
Séc. XX - fase da mundialização

complexidade = cadeia produtiva/destrutiva das ações mútuas das partes sobre o todo e do todo sobre as partes.
abacaxi da África; cereja do Chile; camisa do Egito
Mercado financeiro - Paradoxo UNO/DIVIDIDO
Antagonismos entre nações - religiões, política, modernidade
Desenvolvimento concebido unicamente de modo
técnico-econômico chega a um ponto insustentável.

Educação para noção mais rica e complexa do desenvolvimento, que seja não somente material mas também intelectual, afetiva, moral.....
Legado do séc. XX: aliança entre duas barbáries
tempo: guerras/fanatismo
anônima: racionalização que ignora o indivíduo. Amplia o moderio de morte e servidão.
RECONHECER a herança para ultrapassar a barbárie - DUPLA: Morte e Nascimento.
ARMAS NUCLEARES e MORTE ECOLOGICA (degradação do M.A, vírus, drogas)
RECURSOS CRIATIVOS INESGOTÁVEIS (educação) E CONTRACORRENTES
contracorrente ecológica
contracorrente qualitativa
contracorrente de resistência a vida prosaica e busca da vida poética
contracorrente de emancipação em relação a tirania onipresente do $
contracorrente a violência que nutre ética pacificadora

FOCOS DE TRANSFORMAÇÃO
5- Enfrentar as incertezas
"Os Deuses criam-nos muitas surpresas: o esperado não se cumpre e ao inesperado um deus abre o caminho."
Eurípedes
certeza de tempo cíclico / certeza de des. histórico
Toda evolução é fruto de desvios bem sucedidos.
O sistema se desorganiza e se reorganiza
CRISE
A educação do futuro deve se voltar para as incertezas ligadas ao conhecimento pois existe:

Princípio da incerteza:

cérebro/mente (o conhecimento se traduz/reconstrói)

lógica (contradição não é sinal de falsidade e nem a não-contradição é sinal de verdade)

racional ( racionalidade que não se mantém autocrítica cai na racionalização)

psicológica (existe a impossibilidade de ser totalmente consciente o que se passa na mente)

INCERTEZA DO REAL + INCERTEZA DO CONHECIMENTO + ECOLOGIA DA AÇÃO
ECOLOGIA DA AÇÃO
Circuito risco/precaução - uní-los
Circuito fins/meios - Não é certo que a pureza dos meios conduzam a fins desejados, nem que sua impureza seja necessariamente nefasta.
Circuito ação/contexto - toda ação escapa à vontade de seu autor quando entra em jogo.

CONSEQUÊNCIAS:

efeito perverso
inanição da inovação
colocação das conquistas em perigo
6- Ensinar a compreensão
A comunicação triunfa. A incompreensão permanece geral.
Problemas:
Ampliação do espectro de pessoas/culturas/povos

polo planetário

Axiomas opostos:
quanto mais próximos, mais compreendemos.
ou
quanto mais próximos, menos compreendemos.

polo individual

As duas compreensões:
Humana intersubjetiva
relação sujeito/sujeito
empatia/generosidade
identificação
Intelectual ou objetiva
apreender em conjunto
inteligibilidade
explicação
Ex: criança chorando
EDUCAÇÃO PARA OS OBSTÁCULOS À COMPREENSÃO

das idéias/palavras/visão de mundo do outro
ruídos de informação
polissemia de noção
ignorância de ritos, valores, ética e costumes do outro
diferenças entre estruturas mentais (raciocínios)
Egocentrismo

self-deception
tapeação de si
autojustificação
autoglorificação
terceirização do mal
mascarar fraquezas
mascarar carências
calúnias
agressões
deterioração de relações
Fontes de incompreensão
Etno e sociocentrismo

xenofobia
racismo
desqualificação
espírito redutor

reduzir conhecimento do complexo ao de um de seus elementos
possessão

A ÉTICA DA COMPREENSÃO
Compreender de modo desinteressado
Não se pode esperar reciprocidade
Compreender a incompreensão
Pede que se argumente/refute em vez de excomungar
Compreender antes de condenar
(Ex: Fanático e ameaça de morte)
O QUE FAVORECE A COMPREENSÃO É:
O "BEM PENSAR"
pensamento sistêmico/complexo
A INTROSPECÇÃO
auto-exame/abandonar a posição de juíz de todas as coisas
CONSCIÊNCIA DA COMPLEXIDADE HUMANA
NOS APRESSAMOS EM ENCERRAR NA NOÇÃO DE CRIMINOSO AQUELE QUE COMETEU CRIME REDUZINDO OS DEMAIS ASPECTOS DE SUA VIDA. CRIMINOSO PODE SE TRANSFORMAR/REDIMIR
ABERTURA SUBJETIVA (simpática) AO OUTRO
À TODOS E NÃO APENAS AOS PRÓXIMOS E PRIVILEGIADOS. (Na vida cotidiana ficamos indiferentes às misérias físicas e morais contudo, sentimos compaixão na leitura de um romance ou no cinema)
INTERIORIZAÇÃO DA TOLERÂNCIA
HÁ 4 GRAUS DE TOLERÂNCIA:
RESPEITAR O DIREITO DE PROFERIR UM PROPÓSITO QUE NOS PAREÇA IGNÓBIL
A ESSÊNCIA DA DEMOCRACIA É SE NUTRIR DE OPINIÕES DIVERSAS
HÁ UMA VERDADE NA IDÉIA ANTAGÔNICA A NOSSA
CONSCIÊNCIA DAS POSSESSÕES HUMANAS
"A tolerância vale, com certeza, para as idéias, não para insultos, agressões ou atos homicidas"
ÉTICA e CULTURA PLANETÁRIA
arte/escritores e poetas/incorporar virtudes de outras culturas para corrigir o ativismo/pragmatismo/consumismo/quantitativismo desenfreado
7- A ética do gênero humano
Cap. III - concepção complexa do gênero humano comporta a tríade:
INDIVÍDUO/SOCIEDADE/ESPÉCIE
Não só inseparáveis: co-produtores um do outro!
ANTROPO-ÉTICA
ANTROPO-ÉTICA supões a decisão consciente e esclarecida de:
alcançar a humanidade em nós mesmos;
assumir a condição complexa do nosso ser;
assumir o destino humano em suas antinomias;
MISSÃO antropológica do milênio:
trabalhar para a humanização da humanidade;
fazer a dupla pilotagem do planeta: obedecer e guiar a vida;
alcançar a unidade planetária na diversidade;
respeitar no outro, a diferença e a identidade;
desenvolver a ética da solidariedade, da compreensão e do gênero humano.
ENSINAR A DEMOCRACIA
DEMOCRACIA E COMPLEXIDADE
VIVE DE PLURALIDADE, CONCORRÊNCIA E ANTAGONISMOS
PERMANECENDO EM COMUNIDADE
LIBERDADE
AUTONOMIA
OBEDIÊNCIA AS LEIS
CONFLITOS
DIVERSIDADE DE IDÉIAS
PARTICIPAÇÃO
CONSENSOS
EXERCÍCIOS
POLÍTICA
Full transcript