Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Human Memory Works like a Tape Recorder or Video Camera, and

No description
by

Cristiana Lima

on 14 December 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Human Memory Works like a Tape Recorder or Video Camera, and

a memória humana funciona como um gravador ou uma câmara de vídeo registrando com precisão os eventos que vivenciamos
"A vantagem de ter péssima memória
é divertir-se muitas vezes
com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez"

Friedrich Nietzshe

Segunda Experiência:

150 participantes foram divididos em grupos
Viram 1 vídeo de quase 1 minuto relatando um acidente de automóvel múltiplo
Responderam a um questionário
METODOLOGIA
rESULTADOS
Pergunta chave:

"Qual era a velocidade dos veículos no momento do acidente?"
Pergunta chave:

"Conseguiram ver vidros partidos no acidente"?
Capacidades/conceitos
Capacidade de memorizar
Capacidade de recordar

1 semana depois...

Os participantes voltaram
Desta vez não viram ao vídeo
Responderam a perguntas sobre o acidente
"Human Memory Works like a Tape Recorder or Video Camera, and Acurate Events we've experienced"
Implicações do estudo para o mito

O estudo evidencia que:

O individuo é questionado, sobre determinado evento de vida, não consegue responder com precisão, errando por ser influenciado pelas palavras utilizadas na pergunta realizada.

Análise Critica do artigo

Tipo de estudo:

Experimental: apresenta uma variável dependente e uma variável independente.
Os grupos foram sido distribuídos de forma aleatória.
Resultados: Apresentados em forma de tabela, com texto descritivo a acompanhar a mesma.
2 Experiências
195 alunos da Universidade de Washington (EUA)
Primeira Experiência:

45 participantes foram divididos em grupos
Assistiram a 7 vídeos com acidentes automobilísticos com duração entre 5 e 30 segundos
Responderam a um questionário
Pergunta chave:

"Qual era a velocidade dos veículos no momento do acidente?"
"Bateram"
X
"Colidiram"
Tempo da experiência:
1 hora e 30 minutos
Resultados:

Primeira Experiência: 1 Tabela
Segunda Experiência: 2 Tabelas

Resultados:

Algumas perguntas são claramente mais sugestivas
Algumas palavras poderem sugerir a uma testemunha a resposta desejada
A testemunha pode acabar por se 'lembrar' de factos que na verdade não ocorreram
O impacto do acidente foi mais suave quando utilizou-se o verbo "bater" do que o verbo "colidir"
Pode ocorrer enviesamento nos resultados

Existem dois tipos de informação que entram na memória de um individuo:

A informação adquirida durante a perceção do evento;
A informação externa fornecida após o fato; .
As duas informações são integradas e o indivíduo não é capaz de dizer a partir de qual delas um detalhe especifico é recordado.

Estrutura do artigo

De acordo com as normas da APA, contendo: Título, Resumo, Introdução, Método, Resultados, Discussão e Referências.
Implicações do estudo para o mito


O individuo é questionado, sobre determinado evento de vida, não consegue responder com precisão, errando por ser influenciado pelas palavras utilizadas na pergunta realizada.

Introdução:
Apresenta referências bibliográficas.
O objetivo e a hipótese do estudo não surgem na introdução do artigo.
Está organizada do geral para o particular.
Os autores referem outros estudos que foram feitos anteriormente.
Método:
Não há separação das sub-secções dos participantes e do procedimento. É referido o número de participantes por experiência. Não existe uma descrição detalhada das características dos elementos que constituem os grupos.
Discussão: O objetivo não é apresentado, não é realizada uma relação dos resultados com hipótese. Os autores não apresentam as limitações presentes no estudo.
Os resultados comprovam que a memória humana não funciona como um gravador ou uma camara de vídeo, captando com precisão todos os eventos que vivenciamos.
Concluindo…

A memória humana pode ser influenciada pelo o tipo de palavras utilizadas nas perguntas que remetem para o evento de vida. Desta forma, percebe-se que o individuo não consegue ser preciso nas respostas a perguntas que remetem, principalmente, para valores numéricos.

Pode a memória comparar-se a um gravador?
Exemplos:
Recordar determinado acontecimento com o grupo de pares
Como infirmar o mito?
Experiências com testemunhas
"Reconstruction of Automobile Destruction: An Example of the Interaction Between Language and Memory"
Quão acurada é a recordação que fazemos de determinado evento?

Bird (1927) & Whipple (1909) - os indivíduos sentem dificuldade em recordar dados numéricos;
Block (1974); Marshall (1969) & Ornstein (1969) - Tendemos a exagerar/substimar a duração dos eventos.


Velocidade (Gardner, 1933)
Full transcript