Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Teorias das Relações Internacionais no Pós-Guerra Fria

No description
by

Diego Baptista

on 31 August 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Teorias das Relações Internacionais no Pós-Guerra Fria

As Teorias de RI
no Pós-Guerra Fria Mudanças no
Sistema Internacional Visões de Mundo
Pós-Guerra Fria Capacidade de Previsão A Profusão do Debate Teórico O Realismo
morreu? Novamente, seria possível construir um diálogo e uma síntese teórica de Relações Internacionais??? J. Nye "O Paradoxo do Poder Americano" Perspectiva comportamental:
observação

Perspectiva estruturalista:
conhecimento da lógica da estrutura

Perspectiva evolucionária:
comportamento+estrutura+tempo Fim da Bipolaridade
Desintegração da URSS
Leste Europeu abandona o socialismo
Alemanha se reunifica Metateorético: discutir a teoria com um todo e como deve ser uma boa teoria... Vocês acreditam que era possível prever como a guerra fria terminaria? Gaddis, sugere uma metodologia de teste:

1. Resultados assimétricos
2. A forma como aconteceu
3. As tendências que causaram a perda de autonomia
4. O tempo em qu ocorreram os fatos
5. A idéia do mundo pós-guerra fria Sammuel Huntington "O choque de civilizações" Crescente poder americano, mas o que é poder? Faz-se necessária uma política externa bem elaborada e uma boa liderança! "É a capacidade de obter os resultados desejados e, se necessário, mudar o comportamento dos outros para obtê-lo" O Poder tem se afastado da tradicional ênfase na força militar, por que? 1- O poder nuclear é tão destrutivo quanto custoso
2- Contínuo crescimento de movimento nacionalistas
3- Mudança social no interior das grandes potências Nesse contexto, existem três tipos de Estados:
1. Pobres, fracos ou pré-industriais: remanescentes dos velhos impérios
2. Estados Industriais: em processo de modernização
3. Sociedades Pós-Industriais: potências clássicas Como é o uso da força nesses três tipos? O poder econômico tornou-se mais relevante, mercados ganham mais força! A posição de líder mundial só pode ser exercida pela conjunção do: Hard Power + Soft Power Qual é a atual situação do sistema internacional, unipolar ou multipolar? Se unipolar, o que é hegemonia? Capacidade de ditar ou dominar as regras pelas quais se conduzem as RIs, então os EUA não é hegemônico, porque? Segundo a teoria de equilíbrio de poder, os períodos unipolares são seguidos de tentativas de balanceamento por outros países, que buscam impedir uma estrutura do sistema hierárquica... É inevitável a ascensão de novos desafiantes que vão buscar equilibrar o poder hegemônico... Se isso for verdade, devemos então investigar quem seria capaz de desafiar a liderança norte-americana nas próximas décadas?? "As fontes de conflitos no mundo pós-guerra fria não serão econômicas ou ideológicas mas, sim, culturais". Os conflitos mundiais ocorrerão entre nações e grupos de diferentes civilizações! O mundo pós-guerra fria é multipolar e multicivilizacional: "o mais alto agrupamento cultural de pessoas com o mais amplo espectro de identidade cultural que as distingue de outros agrupamentos humanos" Quais são os elementos culturais-chaves essenciais que definem uma civilização? Qual é o mais importante? Huntington entende que os conflitos futuros ocorrerão nas linhas de fratura que separam as civilizações! 1- As diferenças entre elas resultam em concepções bastante diferentes sobre a relação entre cidadão eo Estado, a família, os direitos e as responsabilidades. 2- O mundo está se tornando um lugar pequeno, a interação está aumentando, elevando a consciência das diferenças e impulsionando a animosidade entre os grupos. 3- O processo de modernização ec. e as mudanças soc. estão enfraquecendo o Estado-Nação como fonte de identidade, movendo para religião esse papel. 4- Crescimento da consciência civilizatória é incentivado pelo fato de o ocidente estar em seu pico de poder, o que leva o mundo não-ocidental a dar forma a uma identidade diferenciada. 5- As características culturais são menos mutáveis que as políticas e ideológicas, acabam definindo que é a pessoa, principalmente em termos religiosos. 6- O regionalismo econômico tem crescido e com ele a consciência civilizatória também deve crescer. O choque deve ocorrer em 2 níveis: Micronível: os grupos adjacentes devem lutar por controle territorial

Macronível: os Estados alinhados devem competir por poder ec. e militar além de buscar promover seus valores pol. e religiosos globalmente Podemos pensar em culturas, religiões e civilizações em choque hoje em dia? O tradicional balanço de poder começa a ser substituido pela síndrome do parentesco - coalizações intracivilizacionais. Podemos pensar em estratégias de alianças (bandwagon)?
Full transcript