Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Citoesqueleto

No description
by

mônica aquino

on 2 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Citoesqueleto

• Principal proteína: Actina (7 nm)
• Polimero: Actina G + ATP + Mg e K
Formato das células
• Sustenta as microvilosidades
Promove elasticidade e mobilidade
• Encontra-se nas junções celulares
O que é?
Microtúbulos
Microfilamentos
Filamentos Intermediários
São os elementos mais abundantes e menos conhecidos (10 nm)
Proteínas altamente específicas para cada tecido: Queratina, Neurofilamentos e Lâminas Nucleares
Capacita as células a suportar tensão mecânica (não rompem)
Ancoram-se à membrana plasmática nas junções desmossomos
Formam rede por todo o citoplasma e circundam o núcleo
São estáveis e não participam dos movimentos celulares

Curiosidades
Indíce
Funções
Definir a forma e organizar a célula
Adesão a células vizinhas e superfícies extracelulares
Deslocamento organelas e vesículas (trilhos de trem)
Movimentos amebóide
Divisão Celular (Quimioterapia)
Contração muscular
Movimento de cílios e flagelos
Endocitose
Curiosidades
Cílios e Flagelos
Centríolos
Microtúbulos
Proteínas Motoras
Citocinese
Ciclose
Movimento amebóide
Celular e Tissular
Biologia
CITOESQUELETO

Rede de filamentos protéicos no citoplasma
Define a capacidade da célula se organizar interiormente, adotar formas variadas e realizar movimentos coordenados
Estrutura altamente dinâmica
Presente em células eucarióticas


O que é?
Funções
Microtúbulos
Formam as fibras do fuso meiótico e mitótico
- Colchicina
Formam centríolos, cílios e flagelos (espermatozóides)
Partem do centrossomo e crescem nas extremidades (polimerização)
Contração muscular
O câncer e o Citoesqueleto
Em 2005 um grupo de físicos da Universidade Clarkson (EUA) constatou que, conforme o tempo passa, ocorre um enrijecimento do citoesqueleto.
O seu endurecimento faz com que a pele fique mais fibrosa, mais áspera e menos elástica. Com a nova descoberta diversos produtos foram e estão sendo estudados pra 'amolecer' o citoesqueleto enrijecido, proporcionando uma maior renovação celular e ajudando no movimento celular e, assim, diminuir as rugas.
O citoesqueleto e o envelhecimento
O citoesqueleto da célula cancerosa é desorganizado e seus componenentes são reduzidos. Essas mudanças nas superfícies das células cancerosas alteram-lhes a adesividade para com outras células teciduais bem como com substratos não celulares (proteínas de adesão). Assim, a perda da adesividade permite que as células cancerosas se destaquem da massa tumoral e migrem para outros tecidos e órgãos do corpo, processo este conhecido por metástase
- Quimioterapia bloqueia citoesqueleto e fuso
Referências

Professora: Cristina Juan Alunas: Mariana Milet e Mônica Aquino
Cilíndricos, espessos e pouco flexíveis (7 nm)
Polimerização de tubulina
alfa e beta
Mantêm a forma da célula e a disposição das organelas
Gasto de energia:
desfosforilar GTP -> GDP
Microtúbulos
Filamentos Intermediários
Epidermólise Borbulosa simples
Mutações nos genes da queratina (K5 e K14)
destroem a rede de filamentos de queratina em células epiteliais, tornando-as muito sensíveis

Ligam-se ao microtúbulo e transportam vesículas e organelas: Sinesina + e Dineína -
Duplicação do centrossomo
A actina associa-se à miosina e após hidrólise
do ATP é gerado um movimento interno
Formação do anel contrátil na telófase
Actina desliza sobre a Miosina (cataliza a hidrólise de ATP) encurtando o sarcômero
JUNQUEIRA, L.C.; CARNEIRO, J. Biologia Celular e Molecular. 8 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DE ROBERTIS. Bases da Biologia Celular e Molecular. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

Medicina e Biologia Celular. Disponível em: <http://medicinabiologiacelular.blogspot.com.br/2008/12/citoesqueleto.html> Acesso em 06/06/2014
Full transcript