Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

ENGENHARIA DE OPERAÇÕES E PROCESSOS DA PRODUÇÃO

No description
by

Frank Wolczak

on 11 April 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ENGENHARIA DE OPERAÇÕES E PROCESSOS DA PRODUÇÃO

ENGENHARIA DE OPERAÇÕES E PROCESSOS DA PRODUÇÃO
HISTÓRICO
SUBÁREAS
1. Gestão de Sistemas de Produção e Operações
2. Planejamento, Programação e Controle da Produção
3. Gestão da Manutenção
4. Projeto de Fábrica e de Instalações Industriais: organização industrial, layout/arranjo físico
5. Processos Produtivos Discretos e Contínuos: procedimentos, métodos e sequências
6. Engenharia de Métodos
Planejamento da Produção

Segundo Chiavenato (1990, p. 44) “a finalidade do planejamento da produção é obter simultaneamente a melhor eficiência e eficácia do processo produtivo. Em suma, o planejamento da produção procura definir antecipadamente o que se deve fazer, quando fazer, quem deve fazer e como fazer”.
Finalidades do planejamento da produção:

O que fazer
Quanto fazer
Quando fazer
Quem deve fazer
Como fazer

Produtos/ Serviços
Unidade de Produção/ Assessoria
Capacidade de Produção
Processos de produção
Definição de sistema de produção
Um sistema de produção é composto por um conjunto de atividades e operações envolvidas na produção de bens ou serviços.
Modelo da teoria de sistemas
Tipos de sistemas de produção
- Processo produtivo contínuo: onde os equipamentos executam as mesmas operações de maneira contínua e o material se move com pequenas interrupções entre eles até chegar ao produto acabado.
- Processo produtívo discreto/intermitente: diversidade de produtos fabricados e tamanho reduzido do lote de fabricação determinam que os equipamentos apresentem variações frequentes no trabalho.
- Fabricação por encomenda de produtos diferentes: produto de acordo com as especificações do cliente e a fabricação se inicia após a venda do produto;
- Por lotes: ao término da fabricação de um produto outros produtos tomam seu lugar nas máquinas, de maneira que o primeiro produto só voltará a ser fabricado depois de algum tempo.
– Produção para grandes projetos: onde o projeto é um produto único, de alto custo.

Elaboração do plano de produção
Emissão de ordens de produção
Fatores determinantes do plano de produção
Programação da produção
Máquina A
Máquina B
Produz: 100 peças por dia
trabalha 22 dias por mês
Estimativa de Vendas
Produto
Produto
1.200 Unidades
800 Unidades
TOTAL: 2000 UNIDADES
1200/100 = 12 dias

800/100 = 8 dias
12 ordens de produção de 100 peças.
8 ordens de produção de 100 peças
Controle da produção
Acompanha
Avalia
Regula
As atividades produtivas
Objetivos
Programação da produção
ESTABELECIMENTO DE PADRÕES
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO
COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO COM O PADRÃO ESTABELECIDO
AÇÃO CORRETIVA
Engenharia de Métodos
Um pouco de história...
Frederick Taylor
Afinal, o que é a Engenharia de Métodos?
Segundo Souto (2002), a Engenharia de Métodos
estuda
e
analisa
o trabalho de forma sistemática, objetivando desenvolver métodos práticos e eficientes buscando a
padronização do processo
.

Implantar métodos e analisar a carga de trabalho.

Pode incluir as seguintes atividades:

treinamento dos empregados;
indicação do equipamento e procedimento de cada operador;
determinação da disposição dos materiais e ferramentas nos postos de trabalho;
especificação do tempo em que as tarefas devem ser realizadas.
Afinal, o que é a Engenharia de Métodos?
A Engenharia de Métodos pode ser dividida em:

Projeto de Métodos ou Estudos dos Movimentos e,
Medida do Trabalho ou Estudo de Tempos.

Técnicas complementares à Engenharia de Métodos.

Padronização da Operação.
Treinamento do Operador.
E o trabalhador como fica nisso tudo?
1. GESTÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES
Sistemas de Produção:
Atividades e operações interrelacionadas envolvidas na produção de bens ou serviços.
Gestão de Operações:
É a parte administrativa que coordena o processo produtivo.
Tem como função a satisfação de clientes, provendo bens ou serviços com alguma utilidade, no maximo de eficiência e eficácia.
Visa as atividades de: projeto, planejamento e controle dos sistemas de manufatura, transporte, suprimento e serviços

Função vital para a sobrevivência da empresa.
Utilização eficaz dos meios de produção e das funções gerenciais, na busca de obter produtos ou serviços com bom desempenho.
E o trabalhador como fica nisso tudo?
Referências
ROCHA JUNIOR, Antonio Hilario da. Estudo de Tempos e Movimentos como Ferramenta para a Melhoria de Produtividade nas Obras. 2014. 53 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.
TARDIN, Matheus Grage et al. Aplicação de Conceitos de Engenharia de Métodos em uma Panificadora: Um Estudo de Caso na Panificadora Monza. In: XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 33., 2013, Salvador. Artigo. Salvador: Encontro Nacional de Engenharia de ProduÇÃo, 2013. p. 1 - 19.
FURLANETO, Adalto. Planejamento programação e controle da producão. 2004. 62 f. Monografia (Especialização) - Curso de Engenharia de Produção, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, 2004. Disponível em: <http://www.bib.unesc.net/pergamum/biblioteca/index.php?resolution2=1024_1&tipo;_pesquisa=&id;_biblioteca=&tipo;_obra_selecionados=&termo;=&colecao;_selecionados=&id;=&word;=>. Acesso em: 03 abr. 2016.
CORRÊA, H. L. et al. Planejamento, programação e controle da produção. MRP II/ERP: conceitos, uso e implantação: base para SAP, Oracle Applications e outros sofwares integrados de gestão. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007.
Peinado & Graeml - Administração da Produção, 2007
Teixeira, T - Gestão da Produção, 2006
Camarotto - Projeto de Instalações Industriais, 2008
Laugeni & Martins - Administração da Produção, 2008
Norões & Gadelha – Aplicação da metodologia de planejamento de instalações industriais com ênfase a prevenção de incêndios e explosões em uma faculdade tecnológica, 2008
ZACARELLI, Sérgio Baptista. Programação e Controle da Produção. 5. ed. São Paulo: Pioneira, 1979.
Contexto Histórico
O homem busca os organizar seus recursos e produtos da forma mais racional possível.
Contexto Histórico
O homem busca os organizar seus recursos e produtos da forma mais racional possível.
Contexto Histórico
O homem busca os organizar seus recursos e produtos da forma mais racional possível.
Contexto Histórico
O homem busca os organizar seus recursos e produtos da forma mais racional possível.
4000 a.C.
Contexto Histórico
Revolução Industrial: século XVIII.
PROJETO DE FABRICA E DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS
Arranjo Físico
O arranjo físico de uma operação produtiva é definido como a preocupação com a localização física dos recursos de transformação. De forma simples, é a configuração de departamentos, de centros de trabalho e de instalações e equipamentos, com ênfase especial na movimentação otimizada, através do sistema, dos elementos aos quais se aplica o trabalho.
Tipos de arranjos Físicos
Ex.: Restaurantes, montadoras
Vantagens:
- Controle de produtividade
- Complexidade é minima
Desvantagens
- Alto investimento em maquinas
- Costuma gerar tédio nos operadores

Vantagens:
- Bom nível de motivação
- Grande flexibilidade para atender mudanças no mercado.

Desvantagens
Exigência de muita mão de obra qualificada.
Apresenta um longo fluxo dentro da fabrica


Ex.: Serviço de confecção de moldes e ferramentas
Vantagens
- Diminuição dos estoques
- Maior satisfação no trabalho
Desvantagens
- Específico para uma família de produtos.
- Dificuldade em elaborar o arranjo.
Ex.: Shopping de lojas e lanchonetes de supermercados
Vantagem:
- Não há movimentação do produto.
Desvantagem
Complexidade na supervisão e controle de mão-de-obra, de matérias primas, ferramentas etc.
* Produção das máquinas a vapor.

* Royal Society, de Londres.

* Primeira máquina movida a combustível.

* Predecessor de Antoine Lavoisier.

JAMES WATT
CONCEITOS IMPORTANTES INTRODUZIDOS POR ELE

* Padronização das maquinas,
* Planejamento das operações
* Tempos e movimentos dos operários.

* Construtor de instrumentos científicos

* Melhoramentos no motor a vapor, passo fundamental à RI.

* Lunar Society.

* Biblioteca Central de Birmingham.

600 A. C.
GESTÃO DA MANUTENÇÃO
As atividades da função manutenção tem a finalidade de assegurar um estado satisfatório, previamente especificado, de equipamentos e instalações.
Tipos de manutenção:
Vantagens e desvantagens
500 a.c - Grécia Antiga
Platão enunciava a importância da especialização do trabalho artesão.
Qual o melhor sistema de produção para uma empresa que trabalha com produtos que sofrem recorrentes transformações tecnológicas, sendo que a mesma não pode atender apenas clientes restritos?
Cite quatro operações de input e output.
Qual a importância do trabalho de James Watt para a humanidade?
Quais são as técnicas complementares à Engenharia de Métodos? Explique cada uma delas.
De acordo com o seu ponto de vista e com base no que foi apresentado, qual deve ser realizado primeiro: o estudo dos movimentos ou estudo dos tempos? Explique.
Sabe-se que o PPCP é um conjunto de funções inter-relacionadas. Então, explique como cada etapa de relaciona dentro de uma organização.
O controle da produção é um processo cíclico e que apresenta quatro fases distintas. Escolha duas e explique.
Quais são os quatros tipos de arranjo físico? Explique um deles.
Por que, no arranjo físico por linha, é mais fácil a contratação de novos empregados?

Elias Abrantes
Frank Wolczak
Gabriel Camargo
Luana Nogueira
Yago Santos
Componentes
Full transcript