Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Educação e Saúde no Brasil - percurso histórico

Aula do componente Saúde e Sociedade III, do curso de Medicina
by

Fernanda T. Márques

on 29 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Educação e Saúde no Brasil - percurso histórico

Educação em Saúde: uma reflexão histórica de suas práticas
Origens e Desenvolvimento da Educação em Saúde no Brasil

Principais doenças:
Varíola, Febre Amarela

Condições concretas:
poucos médicos, povo cuidado por curandeiros e padres, grande desigualdade social, ausência de saneamento básico

Explicações para as epidemias:
crenças

Período Colonial (1530-1822)

Principais doenças:
varíola, febre amarela, cólera, peste bubônica, tuberculose, tifo

Condições concretas:
urbanização desordenada e saneamento básico insipiente. Desigualdade social. Primeiras faculdades de Medicina

Explicações para as epidemias:
crenças e preconceitos sociais

Período Imperial (1822-1889)
Bases de uma "Pedagogia Higiênica"
População Alvo:
famílias da elite

Objetivos:
alteração do perfil sanitário da classe dominante (demarcação dominados x subalternos)

Agentes:
médicos

Ação:
europeização dos costumes e urbanização dos hábitos da elite brasileira (Manuais de Etiqueta)
Período Republicano: modernização e Positivismo
Campanhismo: "Educação pelo Temor"

População alvo: proletários urbanos

Objetivos: proteger os interesses do modelo econômico agrário-exportador (espaços de circulação)

Agentes: Brigadas Sanitárias

Intervenção: ações militarizadas

Educação: distribuição de folhetos ("Conselhos ao povo")
FASE 1 da Educação Sanitária (1910 - 1920)

População alvo:
elite urbana e homem do campo

Objetivos:
proteger os interesses do modelo econômico (espaços de produção)

Agentes:
Polícia Sanitária, Médicos, Educadores Sanitários

Intervenção e Educação:
expedições médicas pelo interior do país + campanha publicitária

Modelo educacional:
bancário

Papel do educador:
controlador/ fiscalizador

FASE 2 da Educação Sanitária (1920 - 1950)

Conceito:
doença como produto do meio externo e da falta de consciência sanitária dos indivíduos

Alvo:
população escolar e suas famílias

Agentes/agências:
professores e educadores sanitários/ escolas e postos de saúde

Ação:
divulgar o saber médico higienista, convencendo a populaçao a aderir aos padrões divulgados

Papel do educador:
divulgador
Educação Sanitária (1910-1950)
POSITIVISMO: corrente filosófica surgida na França, foi amplamente adotada no Brasil da 2a. metade do séc. XIX .
Premissas:
Conhecimento científico = verdade
Ciência = emprego de métodos experimentais
O progresso da humanidade depende da sujeição à ordem estabelecida pela elite intelectual.

ESTÁTICA
____________ = "ORDEM E PROGRESSO"

DINÂMICA
Full transcript