Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NAS AFECÇÕES RESPIRATÓRIAS: BRONQU

No description
by

Lana Medeiros

on 30 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NAS AFECÇÕES RESPIRATÓRIAS: BRONQU

vias aereas inferiores
Bronquios,bronquiolos e alveolos
bronquite
É uma inflamação dos brônquios, canais que conduzem o ar inalado até os alvéolos pulmonares.
Sintomas
Tanto na forma aguda quanto na crônica, a tosse é o principal sintoma da bronquite. Na bronquite aguda, ela pode ser seca ou produtiva. Na crônica, é sempre produtiva e a expectoração clara no início, pode tornar-se amarelada e espessa com a evolução da enfermidade. Falta de ar e chiado são outros sintomas da bronquite crônica.
A bronquite pode ser aguda ou crônica
A bronquite aguda é causada geralmente por vírus, embora, em alguns casos, possa ser resultado de uma infecção bacteriana.
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NAS AFECÇÕES RESPIRATÓRIAS: BRONQUITE, BRONCOPNELMONIA E BRONQUIOLITE
O fumo e o principal responsável pelo desenvolvimento da bronquite crônica,poluição e emissão de gases tóxicos no meio ambiente ou no ambiente de trabalho.
Cuidados de enfermagem
Auxiliar na mudança de decubto ;
Auscutar a area pulmonar a cada 8 horas,aumentar a frequência se houver alterações nos ruidos respitatórios;
Investigar os fatores causadores do comportamento infantil desogarnizados tais como: dor,fadiga,padrão desogarnizado do sono;
Vigiar problemas de alimentação e tentar elimina-los;
Manter hidratacão adequada para fluidificação das secreções;
Manter a umidade adequada do ar inspirado;
Administrar medicamento supressor da tosse prescrito pelo medico;
Reduzir a entrada de organismos no quarto:lavagem menticulosa das mãos,tecnicas acepticas;
Reduzir a suscetibilidade do individuo a infecção: monitorar o uso ou o uso excessivo da terapia antimicrobiana,minimizar o tempo de permanencia no hospital;
Tranquilizar a familia quanto ao estado geral da criança para diminuir a ansiedade;
Organizar procedimentos,providenciando o menor numero de pertubaçõoes durante o periodo do sono.

Broncopneumonia
A broncopneumonia é um tipo de pneumonia, causada por vírus ou bactérias, que provoca o acúmulo de pus nos alvéolos e bronquíolos de um pulmão ou dos dois, podendo ser chamada de broncopneumonia bilateral.
Geralmente, a broncopneumonia é mais frequente em bebês e pacientes com sistema imune enfraquecido, no entanto, também pode surgir no adulto saudável, especialmente após uma gripe mal curada ou quando existe engasgamento com líquidos, como água ou sopa, causando broncopneumonia aspirativa.
Sintomas
Cuidados de enfermagem
• Fluidificar e facilitar a mobilização de secreções através de inalação, nebulização contínua.

• hidratação- administração parenteral,soluções cristalóides ou colóides.

• dietoterapia-liquidos,leves,hipercalóricas e hiperproteicas.
• repouso no leito.

• antibióticoterapia, analgésicos, mudanças de decúbito, exercícios respiratórios- quadro de agitação psicomotora.

Bonquiolite
Bronquiolite é uma infecção infantil comum, em que ocorre o inchaço e acúmulo de muco nos bronquíolos, ocasionado quase sempre por vírus. A infecção viral faz com que os bronquíolos inchem e fiquem inflamados. O muco fica acumulado nos bronquíolos, o que dificulta o fluxo do ar para dentro e para fora dos pulmões.
Sintomas
• Cianose, caracterizada pela pele azulada devido à falta de oxigênio
• Dificuldade para respirar, incluindo chiado no peito e falta de ar
• Tosse
• Fadiga
• Febre
• Retrações intercostais, em que os músculos ao redor das costelas afundam à medida em que a criança tenta respirar
• Respiração rápida (taquipneia)

Cuidados de enfermagem
• Manter a cabeceira do leito elevado a 30°

• Assegurar que o lactente esta recebendo os medicamentos prescritos,oxigênio ou qualquer outro medicamento necessário;

• Observar o uso de musculatura acessória,batimento de assa de nariz,relacões, irritabilidade,letargia ou anorexia;

• Observar coloração da lingua,mucosa oral em busca de sinais de cianose;

• Auscultar sons pulmonares;

• Monitorizar a saturação de oxigênio continuamente usando a oximetria de pulso e observar resultado de gasometria;

• Ter a disposição um aparelho de vácuo e aspiração;
• Orientar cuidadores sobre risco de morte subta;

• Observar os sinais de infecção,avaliar a temperatura,anotar e relatar valores laboratóriais;

• Seguir as precauções padrão ( precaução aerea em caso de bronquiolite) e usar luvas durante o contato,manter o cliente em um quarto privado se possível;

• Garantir a higiene menticulosa.

Diagnostico
Febre acima de 38ºC;
Dificuldade para respirar;
Cansaço e fraqueza muscular;
Calafrios;
Tosse com catarro;
Aumento da frequência cardíaca;
Pontas dos dedos e lábios arroxeados
Rx de torax
Exame de expectoração
Oximetria de pulso
Auscuta pulmonar
Exame de sangue
Nas consultas de enfermagem, não se permite deixar de abordar quatro itens fundamentais: dar atenção à queixa principal; revisar os problemas já apresentados; enfatizar a prevenção e a Promoção oportunas e; estimular a mudança de hábito na busca por cuidado; É fundamental que o profissional de saúde, a família e a criança estabeleçam uma relação de confiança ao longo do acompanhamento.
Full transcript