Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Rapariga Que Roubava Livros

Markus Zusak
by

Vera Mendes

on 24 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Rapariga Que Roubava Livros

Personagens Morte - narradora; personagem realista e direta.
Liesel Meminger – rapariga loura de olhos castanhos que roubava livros.
Werner Meminger – irmão de Liesel.
Hans Hubermann – pai adotivo de Liesel; viciado em tabaco; pintor, acordeonista; homem alto e sereno de olhos de prata.
Rosa Hubermann – mãe adotiva de Liesel; mulher baixa, arrogante, de cabelo às madeixas cinzento-acastanhadas; cozinheira atroz; prestava serviços domésticos.
Rudy Steiner – rapaz loiro de olhos azuis; melhor amigo e vizinho de Liesel; grande admirador de Jesse Owens.
Alex Steiner – pai de Rudy Steiner; alfaiate.
Ilsa Hermann – mulher do Presidente da Câmara.
Max Vandenburg – pugilista judeu; filho de um antigo companheiro de guerra de Hans.
Adolf Hitler – Líder do Partido Nazi.
Senhora Holtzapfel - vizinha dos Hubermann. Resumo Esta história é narrada pela morte, cuja função é recolher a alma de todos aqueles que morrem.

Nevava na Alemanha... A Rapariga Que Roubava Livros Markus Zusak Markus Frank Zusak nasceu em Sydney a 23 de junho de 1975.
É filho de mãe alemã e pai austríaco.
"A Rapariga Que Roubava Livros" foi inspirada em histórias que a sua mãe lhe contava em pequeno acerca da 2ª Guerra Mundial.
Outras das suas obras são "When Dogs Cry" e "The Messenger".
Gosta de fazer surf e ver filmes. Biografia Este é um dos livros ao qual se pode chamar original, mesmo que o tema nele abordado seja muito usual por parte de escritores e historiadores. O facto de a Morte ser a narradora, torna a compreensão da obra mais nítida. Alguns valores, como a esperança, a união e a coragem são demonstrados. Aconselho vivamente a sua leitura, visto que “A Rapariga Que Roubava Livros” proporciona momentos bastante intensos e soberbos. Crítica à obra Citação “Estava contundida e maltratada, e desta vez não era por sorrir. Liesel via-o na sua face. O sangue escorria-lhe do nariz e lambia-lhe os lábios. Os olhos haviam ficado negros. Tinham-se aberto cortes e uma série de feridas surgira-lhe à superfície da pele. Tudo devido às palavras. Às palavras de Liesel.” (página 229)
Full transcript