Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A crise da Subjetividade Moderna - Aula Direito

A crise da subjetividade Moderna e as consequências para o pensamento jurídico
by

Antonio Djalma

on 17 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A crise da Subjetividade Moderna - Aula Direito

MODERNIDADE, SUJEITO E CRISE DA SUBJETIVIDADE
Crise da Subjetividade Moderna
A Pós-modernidade demonstra que a pretenção moderna de conduzir a humanidade à uma sociedade esclarecida onde a RAZÃO tem um papel fundamental...

...é uma UTOPIA
Conclusão
Kant e o Iluminismo
Grandes personagens despontam neste cenário moderno e ajudam a construir esta ideia de subjetividade na Modernidade
O Direito e a Pós-Modernidade
Mudanças Pós-Modernas
Zygmunt Bauman
A pós-modernidade é um despertar maldito de um sonho colorido... para um pesadelo.
Introdução
O que é e quais a características desta "Subjetividade Moderna"?
Prof. Antonio Djalma Braga Junior
Poderíamos afirmar que Kant constrói a noção de subjetividade na Modernidade com esta sua síntese.
A modernidade é marcada pela transformação do mundo por meio da ciência e da Racionalidade
Formação da Subjetividade Moderna
A modenidade é um período histórico onde no qual desponta a figura do sujeito.
Galileu
Copérnico
Descartes
Produziu a troca de um mundo em que o sistema de valor não funcionava mais, em nome de um sistema de conhecimento que produzia segurança no mundo
Ao enfatizar a crença na razão, acreditavam também que a humanidade caminhava para alguma coisa, para um mundo melhor, para um progresso.
Os modernos acreditavam que o Estado, fruto da razão, ou de um contrato, poderia garantir:

* a organização da sociedade
* produzir justiça no mundo
* garantir a qualidade de vida das pessoas
* controlar o capitalismo de maneira civilizada
Kant expõe as características do Sujeito Moderno
Este sujeito possui:
Razão Teórica
Razão Prática
Capacidade de
emitir Juízos
O Sujeito moderno, segundo Kant, é um sujeito consciente de seus pensamentos, autor do conhecimento e responsáveis pelos seus atos
Em outras palavras, este sujeito é livre, autônomo e esclarecido
Com essa definição de sujeito, a Modernidade passou a acreditar que a humanidade enfim chegaria à uma paz perpétua, graças ao esclarecimento da sociedade por meio da educação.
Nesta ideia de um sujeito esclarecido, o sujeito se representa a si próprio
Objetivo do Esclarecimento
Não preciso mais recorrer à Igreja ou à Universidade para elaborar minha crítica.
Eu mesmo me Ilumino
Este é o Sujeito Moderno
pregado durante o Iluminismo
Kant procura sintetizar as diversas definições de sujeito na modernidade.
Alguns pensadores ajudaram a construir essa crítica à modernidade
Entre outros...
O Sujeito Pós-moderno possui a consciência do fracasso da Modernidade
Mas também um momento de esperança
Com a modernidade, a preocupação acontece para resolver problemas práticos desvinculados da reflexão moral
Por isso, a esperança, de que a Modernidade Fracasse.
Estas transformações causadas pelo fracasso da Medernidade afetam todas as dimensões da sociedade, seja cultural, seja no ambito jurídico.
Que consequências para o ambito jurídico podemos constatar com esta crise da Subjetividade Moderna???
Qualquer alteração dos modos pelos quais a cultura é feita irá interferir diretamente o mundo jurídico.
Entendendo que o Direito possui a estabilização de valores majoritários ou consensuais, em um mundo pós moderno, quais os consenso possíveis?
Exemplos disso percorrem o nosso cotidiano em casos como:
Precisamos clonar pessoas ou proibir cientistas de realizar experiências genéticas com seres humanos?
Devemos autorizar casamentos entre homossexuais ou proibir a constituição destas sociedades maritais?
Estamos diante não apenas de um confronto de gerações com valores diferentes.
Estamos diante de uma mudança de época, fator de polêmicas, rejeições, ansiedade e clamor social.
Como Direito Responde à esta crise da subjetividade?
Algumas recentes mudanças trouxeram grandes benefícios para o Direito.
Vemos atualmente, como uma tentativa de responder à estas transformações sociais, à esse liquidez da pós modernidade, a criação de aparatos jurídicos que facilitem a aplicação do Direito.
A criação de mecanismos de arbitragem e conciliação, o pluralismo jurídico (jusnaturalismo, positivismo jurídico, teorias críticas do direito, argumentação jurídica, hermenêutica jurídica) e outras práticas de interpretação.
Todas estas criações ajudam o Direito a dar uma resposta criativa para a crise da subjetividade enfrentada na pós modernidade.
Nietzsche
Freud
Bauman
Adorno e Horkheimer
Foucault
Full transcript