Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ANEMIA FALCIFORME, HIPOPARA E HIPOTIROIDISMO

VERSAO FINAL
by

odonto 77

on 13 July 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ANEMIA FALCIFORME, HIPOPARA E HIPOTIROIDISMO

Integrantes: Danielle Santos; Joelsa Semedo; Nilson Neto; Rafael Breno; Rafael Correa; Stéfani Aparecida; Vanessa Santana.
Anemia Falciforme, Hipoparatireoidismo e Hipotireoidismo
Anemia Falciforme
É uma doença genética hereditária caracterizada pela alteração dos glóbulos vermelhos do sangue, tornando-os parecidos com uma foice. É mais comum em indivíduos da raça negra porém pode ocorrer também em pessoas brancas.
Hipotireoidismo
É um problema no qual a glândula da tireoide não produz hormônios suficientes para a necessidade do organismo.
Hipoparatireoidismo
É uma doença que ocorre quando o hormônio PTH (paratormônio) que é produzido pelas glândulas paratireoides, não funciona ou não é mais produzido. O resultado da falta desde hormônio é a queda dos níveis de cálcio no sangue (hipocalcemia). Os distúrbios hipocalcêmicos podem ser divididos, de acordo com a sua patogenia, em hipoparatireoidismo primário e hipocalcemia decorrente da disfunção do órgão-alvo.
Referências
NEVILLE, Brad W. Patologia oral e maxilofacial. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009 xvi, 972 p. ISBN 9788535230895 (enc.).
Minha vida
plugbr.net
Mutação no gene da hemoglobina (produzindo valina, em vez de acido glutâmico), gerando uma molécula anormal, a hemoglobina S;

Hemácias perdem a forma arredondada e elástica e endurecem;

Adquirem aspecto de uma foice (daí o nome falciforme);

Sua nova forma dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos;

Essas células têm sua membrana alterada e rompem-se mais facilmente, causando anemia.
Patogenia
misodor
Minha vida
Icterícia (cor amarela nos olhos e pele);

Palidez da pele e das mucosas;

Úlceras nas pernas;

Infecções urinárias frequentes;

Otite (infecções de ouvido);

Pés e mãos começam a inchar;

Hematomas pelo corpo.
Os sintomas geralmente aparecem na segunda metade do primeiro ano de vida da criança.
Sinais e Sintomas
Febre alta;

Dores nos ossos;

Dor abdominal e no dorso;

Dores nas extremidades;

Infecções recorrentes;

Anorexia;

Sudorese;

Artralgias (dores nas articulações).
Sinais e Sintomas
Farmácia saúde
Alterações cardíacas em decorrência da hipóxia miocárdica;

Complicações do sistema nervoso central, principalmente na forma de cefaléias, convulsões, hemiplegia e acidentes vasculares cerebrais;

Alterações ósseas;

Hepatomegalia;

Hematúria (sangue na urina);

Insuficiência pulmonar e renal;

Cálculos pigmentares na vesícula produzidos pela hiperbilirrubinemia;

Alterações oculares, caracterizadas por infartos retinianos, retinite proliferante e deslocamento de retina.
Manifestações Sistêmicas
Palidez da mucosa
Resultantes da deposição dos pigmentos sanguíneos, secundária à hiperbilirrubinemia causada pela grande destruição dos eritrócitos.
Palidez da mucosa;

Coloração amarelada dos tecidos;
Manifestações Bucais
Manifestações Bucais
Alterações radiográficas;

Perda do padrão trabecular normal com o aumento da radioluscência, devida à diminuição do número de trabéculas e o aumento dos espaços medulares;

Alterações superficiais da língua (língua lisa, descorada e despapilada)
Manifestações Bucais
Atraso na erupção dos dentes;

Transtornos da mineralização do esmalte e da dentina;

Hipercementose;

Maloclusões;

Grau de periodontite incomum em criança;

Opacidades dentária.
Manifestações Bucais
Necrose pulpar assintomática;
O órgão pulpar é passível de ser comprometido por microtrombos de células falciformes durante as crises, causando o bloqueio dos vasos. Se o suprimento sanguíneo for interrompido, pode ocorrer a necrose asséptica da polpa, com possível envolvimento periapical posterior.

Neuropatia do nervo mentoniano;
Acredita-se que é causada por infartos ósseos na microcirculação do suprimento sanguíneo do nervo e suas ramificações.

Osteomielite mandibular;
A osteomielite mandibular é a mais comum das complicações orais e raramente manifesta-se ao mesmo tempo com outras complicações, o que facilita seu diagnóstico e tratamento. A mandíbula é afetada, por apresentar suprimento sanguíneo relativamente reduzido.

Dor Orofacial.
Página Brazil
Aspectos normais x Doença
As doenças que podem ser confundidas com a anemia falciforme são as seguintes:

Manifestações cardiovasculares: Febre Reumática, Cardiopatias congênitas;
 
Úlceras de Membros inferiores: Diabetes mellitus, Insuficiência venosa;
 
Manifestações renais: Glomerulonefrite, Infecções do trato urinário;
 
Tuberculose;
 
Distúrbios da coagulação.
Diagnóstico Diferencial
Traço falciforme significa que a pessoa é tão somente portadora da doença, com vida social normal.
“O diagnóstico diferencial deve se feito para que a Anemia falciforme não seja confundida com outras patologias com quadro clínico semelhante. Através dos exames clínico, físico, laboratoriais e estudos radiológicos o médico pode excluir essas doenças, até chegar ao diagnóstico correto.”
Diagnóstico Diferencial
Referências das Imagens (lista de sites)
OBS: A Anemia Falciforme não deve ser confundida com o Traço Falciforme.
Patogênia
Glândula tireoíde;

Produção de triiodotironina (T3) e a tetraiodotironina (T4) que controlam como cada célula do corpo gasta energia – o chamado metabolismo;

Regulado por TSH (hormônio hipofisário): interruptor;

O hipotireoidismo acontece quando os níveis de T3 e T4 estão baixos;

O hipotireoidismo pode acontecer por um período curto (agudo) ou longo (crônico).
Causas
I. Tireoidite de Hashimoto: auto-anticorpos;

II. Redução do tecido tireoidiano por iodo radioativo ou por cirurgia;

III. Deficiência de iodo;

IV. Doença de Graves: em estágio final;

V. Tireoidite subaguda: em fase tardia;

VI. Medicamentos que podem induzir hipotireoidismo: carbonato de lítio, amiodarona, propiltiouracil e metimazol.
Outras causas de hipotireoidismo:
I. Erros inatos da síntese de hormônios tireoideos;

II. Deficiências hipofisárias e hipotalâmicas;

III. Resistência periférica aos hormônios tireoidianos;

IV. Doenças congênitas: Teste do Pezinho;

V. Doenças da glândula hipófise;

VI. Gravidez: por produzirem anticorpos contra a sua própria glândula.
Manifestações sistêmicas
Cansaço e sonolência;
Lapsos de memória e até depressão;
Pele seca e áspera;
Cãibras e formigamentos;
Dificuldade de perda de peso;
Ciclos menstruais inconstantes;
Constipação;
Bradicardia;
Fraqueza;
Fadiga;
Em crianças: deficiência no crescimento
Manifestações Orais
Alterações na formação de dentina;
Hipoplasia do esmalte;
Mordida aberta;
Retardo na erupção dentária e no desenvolvimento radicular;
Taurodontia;
Atresia maxilar ou mandibular;
Hipodesenvolvimento da mandíbula,
Prognatismo maxilar.
A esquerda, garota com edema facial característico da forma grave do Hipotireoidismo e a esquerda, a mesma garota, após tratamento medicamentosa de reposição hormonal. Note a erupção dos dentes permanentes da região anterior.
Diastemas, aumento da susceptibilidade à cárie, doença periodontal e gengivite, hipossalivação, disgeusia (ausência da sensação gustativa), macroglossia e atraso na cicatrização de feridas;

A candidíase pode estar associada ao hipotireoidismo;

Sabe-se que 75% dos pacientes que apresentam hipotireoidismo na infância, possuem algum tecido glandular tireoidiano ectópico;
Os lábios podem aparecer espessados devido ao acúmulo de glicosaminoglicanos. O aumento difuso da língua ocorre pela mesma razão.
Tratamento
A terapia de reposição do hormônio da tireoide, geralmente com o medicamento levotiroxina, é indicada para os casos confirmados de hipotireoidismo. O prognóstico geralmente e favorável para os pacientes adultos. Se a condição for reconhecida dentro de um período razoável, o prognóstico também é favorável para as crianças. Porém, se a condição não for identificada a tempo, podem ocorrer danos permanentes ao sistema nervoso central, resultando em retardo mental. Para as crianças afetadas, a terapia de reposição com hormônio da tireoide frequentemente resulta em uma importante resolução da condição.
Causas
PTH não é produzido:
Remoção cirúrgica da tireoide retirando junto a paratireoide ou inibindo o seu funcionamento;
Radioterapia;
Doença autoimune;
Hemocromatose;
Amiloidose.
Resistência a ação do PTH:
deficiência de magnésio;
doença genética chamada pseudo-hipoparatireoidismo;
uso de medicamentos como calcitonina e bisfosfonatos.
Causas
Normal vs Hipoparatireoidismo
Microestrutura óssea
Diminuição importante do remodelamento ósseo.
Aumento do osso trabecular e cortical.
Turnover ósseo (Renovação óssea)
Diagnóstico
Dosagem de cálcio no sangue e do hormônio PTH;
Dosagem de ferro e ferritina no sangue.
Manifestações sistêmicas
Sinal de Trousseau: espasmo do carpo após a colocação de um manguito no braço;
Formigamento em lábios e pontas de dedos;
Fadiga e fraqueza muscular;
Cãibras e dores musculares;
Unhas frágeis;
Convulsões.
Manifestações orais
Sinal de Chvostek: contração muscular do lábio superior, quando o nervo facial for tocado abaixo do processo zigomático;
Durante a etapa da odontogênese pode causar hipoplasia do esmalte;
Falhas na erupção dentária;
Tratamento e Prognóstico
Uso de PTH injetável;
Uso de alguns diuréticos que retém cálcio no sangue;
Reposição de cálcio e vitamina D (ergocalciferol, vitamina D2);
O tratamento cirúrgico tem sido feito de forma experimental.
Com o acompanhamento médico e a tomada regular dos medicamentos, a qualidade de vida é comparável a qualquer pessoa que não tenha hipoparatireoidismo.
TOMMASI, Antonio Fernando; TOMMASI, Maria Helena Martins. Diagnóstico em patologia bucal. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014, 463 p. ISBN 9788535274752 (enc.).
SANTOS, Paulo Sérgio da Silva; SOARES JUNIOR, Luiz Alberto Valente. Medicina bucal: a prática na odontologia hospitalar. São Paulo: Santos, 2012 xx, 315 p. ISBN 9788572888929 (enc.).
Portal da Educação. MANIFESTAÇÕES ORAIS DE DOENÇAS SISTÊMICAS. Disponível em: <https://www.portaleducacao.com.br/Artigo/Imprimir/25286>. Acesso em 03/07/2015.
Obrigado pela atenção!
http://paginabrazil.com/sus-passa-a-oferecer-transplante-de-medula-ossea-para-tratar-anemia-falciforme/
http://www.plugbr.net/hemograma-completo-um-resultado-de-exame-de-sangue-com-muitas-informacoes/
http://www.farmaciasaude.pt/site/index.php?option=com_content&view=article&id=344:hepatomegalia&catid=53:sintomasdoenca&Itemid=280
http://minhavida-symnav.adam.com/content.aspx?productId=125&pid=70&gid=19512
http://www.minhavida.com.br/saude/temas/anemia-falciforme
http://www.hemorio.rj.gov.br/Html/pdf/palestras_2007/manifestacoes_complicacoes.pdf
http://www.blogbrasil.com.br/wp-content/uploads/2009/09/crian%C3%A7a-e-regua-de-parede.jpg
http://www.dentcare.odo.br/wpcontent/uploads/2013/10/autoexame_tire%C3%B3ide.jpg
http://blog.farmadelivery.com.br/wp-content/uploads/2012/10/post-sono1.jpg
http://endocorpore.com.br/wp-content/uploads/2015/02/tireoide-idosos-fraturas-20110429-size-5981.jpg
http://www.gnosisonline.org/wp-content/uploads/2010/04/tiroide-paratiroides-gnosisonline.jpg
Candidose oral persistente em paciente jovem: Síndrome da Candidose Endócrina.
GUYTON, Arthur C.; HALL, John E. Tratado de fisiologia médica. 11 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
Full transcript