Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Budismo

No description
by

Luana Isa Araújo

on 9 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Budismo

Budismo
Um pouco de história...
Doutrinas
Visões
Humana
O homem é a MENTE.
“Toda ação tem um efeito, os humanos são nessa vida o reflexo do que foram nas vidas passadas (Karma). Toda a qualidade boa nos trará bons resultados: por exemplo, quando ajudamos o póximo, acumulamos um mérito, uma energia virtuosa, que retornará.“
Mundo
“O mundo é uma mera aparência para uma mente de quem o experiência. "
Há seis reinos:

Reino dos Deuses
Reino dos Semi-Deuses
Reino dos Animais
Reino dos Espiritos Famintos
Reino do Inferno
A Origem
Quando indagado sobre a origem do mundo e o criador do universo, Buda mantém-se em silêncio. Há a crença dos Tempos sem Início. Existe um círculo infinito de nascimento e morte. Não existe começo e nem fim.
Deus
“No ponto de vista que Deus é amor, nós adoramos a Deus. Mas não acreditamos no conceito que existe um Deus todo poderoso. Com tanto poder, não faz sentido ele querer mandar e desmandar.”
Eduardo Naves
Eduardo Naves
Organização Interna
“Tem a organização espiritual e organização administrativa, o budismo é uma religião e uma ciência. Existem os leigos e os monges. Os leigos são aqueles que têm a permissão de praticar os ensinamentos como monge, porém pode constituir família e viver uma vida através dos ensinamentos budista.”
Eduardo Naves
Livro Sagrado
Buda transmitiu seus ensinamentos unicamente por via oral. Não existe menção histórica a nenhum texto didático ou filosófico que Buda tenha escrito de próprio punho.

Após a morte de Buda, esses ensinamentos se perpetuaram igualmente de forma exclusivamente oral ao longo de cinco séculos.

Foi somente pouco antes do advento da Era Cristã que surgiu o primeiro registro escrito da doutrina budista: o Tripitaka (do páli, Três Cestos).

Os ensinamentos de Buda são passados aos demais por pessoas que estudaram mais sobre seus dizeres e assim são chamados Professores.

Atualmente, existem diversos livros e a cultura Budista, que são escritos por estudiosos da religião.



Débora Bertolino
Luana Araújo
Williany Marques
As Festividades
Os leigos participam em variados atos de culto que revelam uma religiosidade muito viva e profunda. A oferta de flores, velas e incenso é muito difundida. As estátuas de Buda são honradas de modo particular.

Simbolos
Ao longo de sua história, o budismo incorporou muitos símbolos dentro de sua prática.

Corresponde ao ciclo de morte e renascimento ao qual está preso todo ser, até o instante em que alcança a iluminação e se liberta do ciclo. Também corresponde à lei que regula todo o universo, ou seja, ao Dharma.

A Roda da Lei
Lembra que todos os eventos e seres no universo estão inter-relacionados.

O Nó Infinito
A Mão Direita Aberta de Buda
É o gesto chamado de abhaya, "sem medo". Simboliza que o devoto pode se aproximar de Buda sem medo.

A Postura de Meditação de Buda
É uma referência à importância da meditação dentro do Budismo.

As Três Joias Budistas
Buda, a doutrina budista (Dharma) e a comunidade de monges budistas (Sangha).
Recebem o nome de joias porque se mantém imutáveis em seu valor, ignorando o tempo, tal como as jóias. São uma verdadeira reserva de valor, nos quais os devotos budistas encontram refúgio nos momentos difíceis..

A Flor do Lótus
É um símbolo não só do budismo mas de todo o oriente. Simboliza a pureza espiritual, que não é maculada pelo cotidiano, assim como as flores de lótus não se mancham com o lodo sobre o qual crescem.

A Estupa
É o tipo de construção que guarda os restos mortais de Buda e de grandes mestre budistas. Corresponde aos pagodes do leste asiático, aos chedi tailandeses e aos chorten do Himalaia.

Os Rituais
Os rituais budistas variam de uma escola para outra. Tradicionalmente, incluem venerar a Buda e recitar as Três Jóias e os Cinco Preceitos. O culto pode dar-se num santuário em casa ou num templo.

Meditação

Preces
Recitar preces ou girar um moinho de orações para simbolizar um mantra repetido são outras maneiras de ganhar mérito

Prostração
Embora Buda não seja venerado como um deus, os budistas homenageiam-no e agradecem por seus ensinamentos ao inclinar-se, ajoelhar-se a prostrar-se diante de sua imagem.

Oferendas
Os budistas fazem oferendas simbólicas, como flores, velas e incenso, em templos e santuários.

Esmolas
Monges e monjas levam uma vida de pobreza. Para sobreviver dependem de esmolas dadas pelos leigos.

Perambulação
Os peregrinos devem caminhar três vezes ao redor de um mosteiro ou santuário, numa evocação das Três Jóias.

Ritos Fúnebres
Os budistas são cremados ou enterrados. Uma variedade de costumes e ritos prevalece em diferentes partes do mundo budista

Forma de Conseguir Adeptos
O budismo é uma religião filosófica sem deuses e sem dogmas que prega o autoconhecimento; por isso mesmo ele atrai as pessoas espiritualizadas que não mais conseguem se ajustar às crenças das religiões monoteístas.
O Budismo não busca adeptos. Sidarta, o Buda, jamais se apresentou como salvador de quem quer que seja. Para o Budismo a salvação depende de cada um exclusivamente. Ele apenas disse: eu me salvei e, se alguém estiver interessado, o caminho é por aqui. Se não estiver interessado, que continue como está. Aliás, para o Budismo, não existe um único caminho para a salvação. Há infinitos e cada um escolhe o seu.
Buda foi um príncipe Hindu que largou a riqueza para viver a espiritualidade.
Quando tinha 35 anos de idade, sentou-se embaixo de uma figueira e prometeu não sair dali até atingir a iluminação.
Em um bosque, pronunciou um discurso religioso diante de cinco jovens. Estes se tornaram seus discípulos e foi formada a primeira comunidade monástica.
Sutras:
ensinamentos de Buda
Darma:
"Lei Natural", crer em Buda não significa crer e adorar sua imagem, mas sim a verdade que ele descobriu e que constitui a Lei da Natureza.
Buda ensina que descobriu a verdade e não a inventou e que, logo, qualquer pessoa poderá, também descobrir seguindo seus ensinamentos. E, quando se descobre, você tem a certeza de que ela é parte sua e que você pode representá-la.
Buda faz com que o homem perceba as dificuldades da vida para que conheça a verdadeira felicidade. O homem fortalece seu caráter através do sofrimento, como uma condição inevitável à aquisição e
acúmulo de virtudes
Dukkha

diz respeito ao nosso condicionamento de vida dentro de experiências cíclicas, onde nos alternamos entre boas experiências (felicidade) e más experiências (sofrimento).
"Buda deu 84 mil tipos de ensinamento porque há 84 mil tipos de mente negativa."
"A doutrina é o próprio Budismo como ciência. Ela é mais do que uma religião porque traz resultados."

Eduardo Naves
As Quatro Nobres Verdades
1. a vida como a conhecemos é levada ao sofrimento;

2. o sofrimento é causado pelo desejo (trishna);

3. o sofrimento acaba quando termina o desejo. Isso é conseguido através da eliminação da ilusão (maya), assim alcançamos um estado de libertação do iluminado (bodhi);

4. esse estado é conquistado através dos caminhos ensinados pelo Buda.

O Nobre Caminho do Óctuplo
Sabedoria
1. Visão correta
Enxergar a realidade como ela é, não como ela parece ser.

2. Intenção correta
Intenção de renúncia, libertação e inofensividade.
Conduta Ética
3. Fala correta
Falar de forma verdadeira e não agressiva.

4. Ação correta
Agir de forma não agressiva.

5. Viver corretamente
Viver de forma não agressiva.
Concentração
6. Esforço correto
Se esforçar para melhorar.

7. Atenção correta
Estar atento para enxergar as coisas com a consciência clara;
estar consciente da realidade presente dentro de si mesmo, sem qualquer desejo ou aversão.

8. Concentração correta
Correta meditação e concentração.

Visita ao Templo
Centro Budista Kadampa Maitreya
Av Prudente de Morais, 780, Belo Horizonte - MG
Professor
Eduardo Neves
Tipo de seguimento
Mahayana
Bibliografia
http://religioes.home.sapo.pt/budismo.htm
http://sobrebudismo.com.br/os-simbolos-do-budismo-parte-1/
http://www.portugalmistico.com/info/religiao/buda/57-principais-doutrinas-budistas
http://www.ocultura.org.br/index.php/Budismo
http://www.historiadomundo.com.br/religioes/budismo.htm
"Há mais de trinta anos venho trabalhando pela paz: combatendo a pobreza; a ignorância e a doença; feridos das zonas de combate; arranjando novos lares para os refugiados; ajudando crianças e órfãos famintos; fazendo oposição às guerras; produzindo e disseminando a literatura em prol da paz; treinando assistentes sociais e aqueles que trabalham pela paz."


Tich Nhat Hanh
Líder budista vietnamita
Trabalho Social
Full transcript