Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

9º ano - 3º bimestre

Colégio Ciman
by

Milena Fernandes da Rocha

on 13 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 9º ano - 3º bimestre

Regência
Regência verbal
Concordância
Concordar:

estar de acordo com
.

Como já vimos, há duas classes gramaticais nucleares, ou seja, principais, na LP:
substantivos
e
verbos
.

As demais classes gramaticais se relacionam a essas duas e devem, portanto,
estar de acordo com
elas quanto à
flexão
.
Concordância nominal
Concordância verbal
O verbo concorda com seu sujeito em
número
e
pessoa
.
3º BIMESTRE
Regência e concordância

Você se lembra
da transitividade?
Chama-se
regência
a relação de dependência estabelecida entre os termos das frases, que ocorre ora de forma direta (sem preposição) e ora de forma indireta (por meio de preposição).
Gramática
Cap. 25 e 26
A regência é verbal quando o termo regente é um
verbo
.

Por que estudamos regência?
Muitas palavras (verbos e nomes) têm uma regência na variante padrão da LP e outra na variante coloquial da LP.
Por exemplo...

Verbo "
assistir
"

VC:
VTD
Você assistiu
o jogo
ontem?

VP:
VTI + "a"
Você assistiu
a
o jogo
ontem?
Nota de revisão
Na
morfologia
, há duas categorias principais:
nomes
(
substantivos
, adjetivos, artigos, numerais, pronomes e advérbios);

verbos
.
Há um
termo regente
e um
termo regido
.
O adjetivo, o pronome adjetivo, o artigo e o numeral concordam em
gênero
e
número
com o substantivo a que se referem.
Nota de revisão
Flexão nominal
(substantivos, adjetivos, numerais, artigos, pronomes)
Flexão verbal
(verbos)
Palavras invariáveis
(advérbios, conjunções, preposições)
Gênero : masculino/feminino
Número: singular/plural
Pessoa: 1ª/2ª/3ª
Número: singular/plural
Não se flexionam
Alerta
:
quando advérbio, permanece
INVARIÁVEL
.

Os moradores permaneciam
alerta
devido ao perigo de enchente.

Todo
:
na formação de palavras, permanece
INVARIÁVEL
.

Eles são empresários
todo
-poderosos.
Ela é uma pessoa
todo
-poderosa na empresa.

A olhos vistos
:
locução adverbial, permanece
INVARIÁVEL
.

Lúcia emagrecia
a olhos vistos
.
Casos especiais:
INVARIÁVEIS

: (a)
quando adjetivo ("sozinho/a"),
FLEXIONA-SE
em gênero e número;
(b)
quando advérbio ("somente"), permanece
INVARIÁVEL
.

As
meninas
estavam
sós
no quarto.
Haverá mudanças

no setor de saúde.

Anexo
: (a)
quando adjetivo,
FLEXIONA-SE
em gênero e número;
(b)
empregado em locução adverbial ("
em
anexo"), permanece
INVARIÁVEL
.

Seguem
anexas
as
notas
fiscais.
Seguem
em
anexo
as notas fiscais.
Um adjetivo relacionado a mais de um substantivo
Função e posição
Gênero e número
Casos especiais: duas situações
Casos especiais:
FLEXIONAM-SE
Casos especiais: duas situações
Adjetivo? Pronome? Numeral? Advérbio?
Muito
,
pouco
,
bastante
,
caro,

barato e meio
: (a)
quando pronomes/adjetivos/numerais,
FLEXIONAM-SE
em gênero e número;
(b)
quando advérbios, permanecem
INVARIÁVEIS
.
Conhecia
muitas

cidades
brasileiras.
Os meninos continuam
muito
quietos.

Este político realizou
poucas

obras
.
A salada está
pouco
temperada.

Fez
bastantes

caminhadas
.
Os debates foram
bastante
acalorados.

Os
quadros
de Pablo Picasso são bem
caros
.
As viagens ao espaço custam
caro
.
As
frutas
de estação costumam ser mais
baratas
.
A consulta me saiu
barato
. Que bom!

Dei-lhe
meia

colher
de mel para suavizar a tosse.
Minha casa não é mais que um
meio

apartamento
.
Seus olhos estavam
meio
fechados.
Um
...
outro
:
pronomes,
FLEXIONAM-SE
em gênero e número; quando se referem a indivíduos de sexos diferentes (denotando ou não reciprocidade), permanecem, de preferência, no MASCULINO.

Marido e mulher
ajudavam-se
um ao outro
.
A
mulher
se despediu e, quando o
marido
saiu,
um e outro
agradeceram-lhe a salvação do filho.

Leso
:
adjetivo,
FLEXIONA-SE
em gênero e número.

Os crimes de
lesa
-
majestade
eram punidos com a morte.
Isso foi um tremendo ato de
leso
-
patriotismo
.

Incluso
:
adjetivo,
FLEXIONA-SE
em gênero e número.

Enviei-lhe as
folhas

inclusas
no contrato.
Na maioria das vezes, usamos a palavra "
leso
" como um adjetivo para caracterizar pessoas de raciocínio lento.

Quando anteposto a certos substantivos, porém, esse adjetivo significa que determinada coisa foi
ofendida
,
violada
.
O QUE RAIOS É "LESO"?!
Sujeito composto
Anteposto (ordem direta)
Posposto (ordem indireta)
Pessoas gramaticais diferentes
Casos especiais
Pronomes de tratamento
Verbos impessoais (oração sem sujeito)
Verbo concorda com os dois núcleos, flexionando-se no plural.
Verbo pode concordar:
com os dois núcleos, flexionando-se no plural;
com o núcleo mais próximo, flexionando-se de acordo com ele.
Quanto ao número, o verbo sempre ficará no plural.
Quanto à pessoa:
se houver 1ª + 2ª/3ª pessoa, prevalece a 1ª pessoa do plural;
se houver 2ª + 3ª pessoa, o verbo pode ser flexionado na 2ª ou na 3ª pessoa do plural.
Verbo sempre no singular
Locuções partitivas
Núcleos relacionados pela conjunção "ou"
Se houver ideia de exclusão, o verbo concordará com o núcleo mais próximo.
Se não houver ideia de exclusão, o verbo deve ser flexionado no plural.
Porcentagem
Quando empregados no sentido de
tempo decorrido
ou no sentido de

existir

, são considerados verbos impessoais, conjugando-se sempre na 3ª pessoa do singular, independentemente de a palavra seguinte estar no plural.

Há/Faz/Tem
muitos imigrantes turcos na Alemanha. ("existir")
Não ia à aula
havia/fazia/tinha
três semanas. (tempo decorrido)

Quando empregados, em locuções verbais, como
verbos auxiliares
, os verbos “haver” e “ter” concordam em número e pessoa com o sujeito ao qual se referem.

Os jovens
haviam/tinham
dormido na fila para comprar ingresso. (verbo auxiliar)
O verbo flexiona-se, sempre, na
3ª pessoa
(do singular ou do plural, conforme o caso), ainda que o pronome faça referência à 2ª pessoa do discurso.

Exemplo: “você” – refere-se à 2ª pessoa do discurso (com quem se fala), mas impõe ao verbo flexão na 3ª pessoa.

As
senhoritas

podem
aguardar na sala ao lado.
Sujeito coletivo
Enxame
,
matilha
,
manada
,
frota
,
multidão
,
buquê
,
acervo
etc.

Sujeitos resumidos por pronome indefinido no singular
Tudo
,
nada
,
ninguém
.

Sujeito infinitivo
Mesmo quando há mais de um infinitivo.

Verbos impessoais (ver a seguir).
Os EUA são ou é a maior potência bélica?
Quando o sujeito for um nome próprio no plural, devemos observar, em primeiro lugar, se há ou não
artigo
antes do nome próprio.
Exemplos

Os
EUA
investem
muito em sua indústria bélica.

EUA
envia
equipes de resgate ao Iraque.

Minas Gerais
possui
regiões com belas montanhas.
Se
houver
, o verbo flexiona-se no
plural
.
Se
não houver
, o verbo flexiona-se no
singular
.
Ter
,
haver
e
fazer

O verbo pode concordar com:
o núcleo da locução, flexionando-se no singular;
o universo ao qual ela se refere, flexionando-se, geralmente, no plural.
Em geral o verbo concorda com a referência que especifica a porcentagem, flexionando-se de acordo com ela (singular/plural).

Obs.:
nos casos de "um por cento (1%)", o verbo flexiona-se sempre no singular, independentemente da referência.
Sujeito no infinitivo
Se os infinitivos estiverem determinados por
artigos
, o verbo deve ser flexionado no
plural
.
Exemplos

Plantar e colher
feijão não

trabalho.

O
plantar e
o
colher

devem
ser cuidadosos.
Fenômenos da natureza
Chover
,
trovejar
,
relampejar
,
amanhecer
etc.
Verbo "
ser
"
Indicação de horas, datas e distâncias
Pronomes pessoais do caso reto
O verbo concorda com o numeral.
Hoje
são

três
de março.

é

uma
hora da manhã!

Obs.:
quando a indicação do dia do mês vem acompanhada da palavra "dia", o verbo "
ser
" fica no singular concordando com "dia".
Hoje
é

dia
três de março.
O verbo "ser" concorda com os pronomes pessoais do caso reto, sejam eles sujeito ou predicativo.
O encarregado de organizar os jogos
sou
eu
.
Ela
era
as esperanças da mãe.

Obs.:
quando há mais de um pronome pessoal do caso reto na frase, o verbo concorda com o primeiro.
Eles
não
são
nós.
Nós
não
somos
eles.
Lembrando das preposições...
Palavras que relacionam outras duas palavras em relação de
subordinação
.
a
, ante, após, até,
com
, contra,
de
, desde,
em
, entre,
para
, perante,
por
, sem, sob, sobre, trás.
Pricipais preposições da LP
A, COM, DE, EM, PARA, POR
Nota de revisão
Sempre que falarmos das
preposições
, devemos lembrar também dos fenômenos de
contração
,
combinação
e
crase
.

Principais contrações

em
+ o(s) =
n
o(s)
de
+ o(s) =
d
o(s)
por
+ a(s) =
pel
a(s)
por
+ o(s) =
pel
o(s)

Principal combinação

a
+ o(s) =
a
o(s)

Acento grave (crase)
a
+ a(s) =
à
(s)
a
+ aquele(s) =
à
quele(s)
em
+ a(s) =
n
a(s)
de
+ a(s) =
d
a(s)
em
+ aquele(s) =
n
aquele(s)
de
+ aquele(s) =
d
aquele(s)
Use sua gramática!
Consulte as tabelas da página 515 à 519.
Crase
9º ANO
A contração da preposição "a" com o artigo definido feminino ("a, as") ou com determinados pronomes iniciados pela vogal "a" resulta no fenômeno chamado
crase
. Na erscrita, a crase é marcada pelo
acento grave
("à").
(p. 524 à p. 528)
Casos obrigatórios (5)
Casos facultativos (3)
Locuções adverbiais: preposição + palavra feminina
Ex.:
às
pressas,
às
escondidas,
à
tarde,
à
noite,
às
vezes,
à
toa etc.

Locuções conjuntivas
Ex.:
à
proporção que,
à
medida que etc.

Pronomes demonstrativos e de tratamento precedidos de verbos regidos pela preposição "a"
Ex.: Fomos
à
quela ilha no verão. / Peço
à
senhora que aguarde uns instantes.

Expressões "à moda (de), "à maneira (de)", expressas ou subentendidas
Ex.:
à
brasileira,
à
parisiense etc.

Nomes de lugares que admitem o artigo "a" precedidos de verbos regidos pela preposição "a"
Ex.: Fui
à
Alemanha. (Voltei
da
Alemanha)
Casos proibidos (7)
Palavra masculina
Ex.: Hoje quase não se fala em máquina
a
vapor. / Prefiro escrever
a

lápis.

Verbos
Ex.: Nós visamos
a
melhorar o ensino público. (Nós visamos
à
melhoria do ensino público)

Pronomes indefinidos
Ex.: Mariana disse que iria
a
qualquer/alguma/nenhuma festa.

Artigo indefinido "uma"
Ex.: Vou
a
uma festa na casa do Pedro amanhã.

Substantivo feminino no plural, empregado em sentido geral
Ex.: Minha mãe vai
a
excursões turísticas com frequência.

Nomes de lugar que não admitem artigo
Ex.: Fui
a
Brasília. (Voltei
de
Brasília)

Locução adverbial "a distância", quando a distância não estiver determinada.
Ex.: Não conseguiria namorar
a
distância.
Pronomes possessivos femininos
Ex.: Entregue isso a/à sua mãe.

Substantivos próprios femininos
Ex.: Peça permissão a/à Adriana.

Locução prepositiva "até a/à"
Ex.: Fui até a/à casa de Enrique, mas ele não estava lá.
Regras práticas (2)
Substituir a palavra feminina por uma palavra masculina.
Entregue isso ____
secretária
, por favor?
Entregue isso AO
porteiro
, por favor?

Substituir por "voltar de".
Fui
___ Roma.
Voltei
DE Roma.



Exercícios
Gramática
Página 520 à página 524: 3, 5, 6 e 7.
Linguagens
Página 233
Página 237
Página 237 à página 239
Página 239 e página 240
(subordinante)
(subordinado)
Quantas classificações tem o "a"?
Artigo:

sempre acompanhando um substantivo.
Ex.:
a
menina
,
as

mesas
,
as
mais belas
histórias
.

Pronome oblíquo:
sempre substituindo um nome, geralmente na função de objeto direto.
Ex.:
eu
a
vi (eu vi a
Marcela
); eu não
a
conheço (eu não conheço sua
mãe
).

Pronome demonstrativo:

sinônimo de "aquela".
Ex.:
eu gosto d
as
mais magras (eu gosto d
aquelas
mais magras); esta não é
a
que lhe emprestei (esta não é
aquela
que lhe emprestei).
Procedimento de verificação da ocorrência de crase
Verifique se o
termo regente
exige preposição "a".
Como?
Use a fórmula "quem faz, faz algo".

Verifique se o
termo regido
admite artigo "a(s)".
Como?
Crie uma frase simples em que esse termo seja sujeito.
Exemplo
Frase:
Eles retornarão a fazenda hoje.
Verificação do termo regente:

quem retorna, retorna
a
algum lugar.

Verificação do termo regido:
A
fazenda produz milho.
Conclusão:
a + a = há crase.
Método prático
Troque a palavra feminina por uma masculina e observe o que ocorre.

Se antes da masculina aparecer
"ao(s)"
:
há crase
.

Se antes da masculina aparecer apenas
"a"
ou
"o(s)"
:
não há crase
.
Exemplo
Frase:
Eles retornarão a fazenda hoje.
Troque feminino por masculino:
fazenda --> clube.

Eles retornarão
ao
clube hoje.

Conclusão:
há crase.
Preposição:

diferentemente das classes anteriores, a preposição "a" é invariável, ou seja,
não se flexiona
em gênero ou número. Quando associada a verbos, geralmente pode ser substituída pela preposição "para" na língua oral.
Ex.:
ele
vai

a
muitas festas; amor é
inerente

a
todo ser humano.
CONECTIVOS
LEMBRETE
Para admitir o artigo definido "a(s)", é necessário que a palavra seguinte ao acento grave seja:

substantivo
feminino
específico
Por prof.ª Milena Fernandes
Full transcript