Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Romantismo, realismo/naturalismo, parnasianismo/simbolismo

No description
by

Wellerson Freitas

on 13 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Romantismo, realismo/naturalismo, parnasianismo/simbolismo

Romantismo, realismo/naturalismo e
parnasianismo/simbolismo.

REALISMO / NATURALISMO
Influenciado pelas teorias materialistas, o Realismo surgiu na Europa, na segunda metade do século XIX. No Brasil, seu principal representante foi o escritor Machado de Assis.
PARNASIANISMO
ROMANTISMO
Na prosa e na poesia, o Romantismo brasileiro comprometeu-se com o ideal de criar uma literatura genuinamente brasileira, livre da influência dos moldes literários europeus.
Wellerson Freitas, Remo Kalil e Gabriel Ribeiro
AS TRÊS GERAÇÕES DO ROMANTISMO
Primeira geração
: nacionalista, indianista e religiosa. Nessa fase, ganharam destaque os escritores Gonçalves de Magalhães e Gonçalves Dias;

Segunda geração
: o sofrimento, a dor existencial, a angústia e o amor sensual e idealizado foram os principais temas desta geração. Seus principais representantes foram Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Fagundes Varela e Junqueira Freire;

Terceira geração
: o Condoreirismo, importante corrente literária que marcou a terceira geração, teve como principal representante o poeta Castro Alves, cujo engajamento na poesia social lhe rendeu a alcunha de “poeta dos escravos”.
José de Alencar.
A prosa romântica foi o principal instrumento de construção da cultura brasileira. O romance engajou-se no projeto nacionalista, buscando descobrir e conhecer os espaços nacionais. Da necessidade de explorar a selva, o campo e a cidade, surgiram o romance indianista e histórico, o romance regional e o romance urbano.
Romance indianista e histórico
: encontrou no nativo brasileiro a sua mais autêntica expressão de nacionalidade.

Romance regional
: comprometeu-se com a missão nacionalista de conhecer e retratar os quatro cantos do Brasil.

Romance urbano
: conhecido por colocar em discussão os problemas e valores vividos pelo público nas cidades e por retratar a realidade e o cotidiano da burguesia.
Machado de Assis.
Entre as principais características da linguagem realista, podemos destacar:
Objetivismo;

Linguagem culta e direta;

Narrativa lenta, que acompanha o tempo psicológico;

Descrições e adjetivaçções objetivas, com a finalidade de captar a realidade de maneira fidedigna;

Universalismo;

Sentimentos, sobretudo o amor, subordinados aos interesses sociais;

Herói problemático, cheio de fraquezas;

Não idealização da mulher.
O egocentrismo romântico deu lugar às correntes cientificistas que buscavam explicar fenômenos sociais, naturais e psicológicos sob o viés de teorias materialistas. A subjetividade, comum ao Romantismo e ao Simbolismo, foi substituída pela objetividade das ideias do Realismo.
O Parnasianismo surgiu na França em oposição às escolas literárias Realismo e Naturalismo, opondo-se à prosa, já que foi um movimento essencialmente poético. A escola teve influência da doutrina “arte pela arte” apresentada por Théophile Gautier, poeta e crítico literário francês.
Théophile Gautier
CARACTERÍSTICAS DO PARNASIANISMO
Arte pela arte:
sem influências da realidade nas formas ou conteúdos;

Objetividade:
em oposição ao sentimentalismo exacerbado;

Culto da forma:
ao contrário do descuido formal dos românticos;

Impessoalidade:
negação ao sentimentalismo romântico;

Racionalismo:
surge a poesia de meditação, filosófica.
SIMBOLISMO
O Simbolismo surgiu na Europa na segunda metade do século XIX em resposta ao cientificismo, tendência intelectual de matriz positivista que preconizava a adoção do método científico para a investigação de todas as áreas do saber e da cultura. No Brasil, as primeiras manifestações simbolistas já eram sentidas desde o final da década de 80 do século XIX. Aqui, o Simbolismo ficou à margem do Parnasianismo (ao contrário do que aconteceu na Europa), o que não impediu que esse importante movimento literário deixasse uma grande contribuição para a história da literatura brasileira.
Full transcript