Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

2004

Egito, Grécia, Roma e Período Medieval
by

Andressa Bertoncello

on 18 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 2004

4000-3300 a.c

476-1453 a.c.
EGITO
As primeiras cidades da Mesopotâmia foram governadas por reis. As cidades-estados eram unidades autônomas, com governo e força militar próprios, instaladas em determinado território. Foram, por isso, chamadas de cidade-estado. 

GRÉCIA
ROMA
PERÍODO MEDIEVAL
Mesopotâmia
A Mesopotâmia era uma região localizada entre os rios Tigres e Eufrates, onde hoje se localizam a Turquia, Síria e Iraque.

Como era uma região sujeita a muitas enchentes, algumas cidades precisavam ser construídas sobre plataformas, que mediam cerca de 15 a 25 metros de altura. Além da construção de muralhas.

Estrutura das cidades

Estrutura era singular, tudo rodava à volta do templo. Havia quatro ou cinco ruas principais que partiam do templo em direção ao exterior entre as quais se dispunham as ruas internas.

Mudanças funcionais, falta de espaço dentro do perímetro amuralhado, dificuldades na obtenção dos materiais de construção, levam a cidade medieval a utilizar os restos das antigas cidades romanas: pedras de templos e edifícios. A sobreposição de traçados e de construções realiza-se sem uma ordem predefinida e com pontos de apoio nos eixos que ligam as cidades, estradas de passagem, portas das muralhas, pontes sobre os rios, etc. Assim, a formação da cidade medieval vai processar-se organicamente por esenvolvimento das antigas estruturas romanas ou pela fundação de cidades novas organizadas segundo um plano regulador.
(LAMAS, 2007, p. 151)

Reocupação de cidades romanas antigas; crescimento de burgos nas periferias e consequente formação de novas cidades; santuários antigos são reutilizados e geram novos núcleos habitacionais; aldeias rurais
crescem e resultam em mais cidades.

CARACTERÍSTICAS
A queda do Império Romano causou certa redução no crescimento demográfico e urbano. A partir do século X, a volta do comercio e a política estabilizada propiciaram mudanças nesse ritmo.
Há, porém, os diversos sistemas de defesa: muros, muralhas, fossos e torres. À medida que a cidade cresce, novas muralhas são construídas – e estas delimitam forma, tamanho e imagem da cidade.
As ruas são feitas para passeios a pé ou com animais de carga. Entre os séculos XI e XII, a pavimentação já era bastante comum. As ruas são locais de encontro, em especial devido ao comércio. O mercado Estende-se até atingir a rua, onde ocorrem compras, vendas e negociações.


A praça medieval ocupava espaços vazios, resultando em traçados e tamanhos irregulares. As principais funções eram a de comércio e a de encontros sociais. Devido a tais funções, existia a praça do mercado e a praça da igreja.
Não apenas nas casas, mas nas ruas e demais locais da cidade, a insalubridade era inegável. Os dejetos eram abandonados nas ruas, atirados pelas janelas, jogados pelas escadas. Para aqueles que moravam em fazendas, o odor deveria ser mais agradável do que o encontrado na cidade. Com o tempo, o sistema de recolhimento dos dejetos e esgoto em geral foi aperfeiçoado.
A cidade medieval esteve, de fato, ligada a questões de interação entre o ser humano e a natureza.

REFERÊCIAS:

IMAGEM 22
IMAGEM 23
IMAGEM 24
IMAGEM 25

Exemplo de cidade orgânica. Antigo mapa da cidade de Aachen. IMAGEM 26
EGITO
IMAGEM 1:http://turmadoamanha.files.wordpress.com/2011/09/uruk-gilgamesh.jpg?w=604
IMAGEM 2:
http://2.bp.blogspot.com/-gxdC8sB9hlU/UVqp4Wpwz1I/AAAAAAAAAOA/fDzfTQY7u9c/s320/Cidades-0013-www.templodeapolo.net.jpg
IMAGEM 3:http://3.bp.blogspot.com/-pdQdUuz7Vh0/UGyhsTLXlfI/AAAAAAAABMc/nXkD8XBVtVs/s1600/Cidade+sum%C3%A9ria+image002.gif
IMAGEM 4:SketchUp
IMAGEM 5:SketchUp
TEXTOS: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Mesopot%C3%A2mia#Urbaniza.C3.A7.C3.A3o ; http://1estudantedearquitetura.blogspot.com.br/2013/04/mesopotamia-regiao-entre-rios.html ; http://1estudantedearquitetura.blogspot.com.br/2013/04/mesopotamia-regiao-entre-rios.html
GRÉCIA
IMAGEM 6:https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRt0LuUP2Pia9hwM9GjZbYxg5ovq6olumYNgQuFFdj7UHWU1XjTRA
IMAGEM 7:http://professor.ucg.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/15122/material/cidade%20grega.pdf
IMAGEM 8:http://3.bp.blogspot.com/-EP182FNTVGw/UC-xOA0qSRI/AAAAAAAAAAs/BJH_NI8mrc8/s1600/grecia+antiga.jpg
IMAGEM 9:http://www.japassei.pt/fotos_artigos/D4512_hist10.png
IMAGEM 10:http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/protagoras2/links/mapaathens.gif
IMAGEM 11: SketchUp
IMAGEM 12: SketchUp
TEXTOS:http://www.algosobre.com.br/historia/grecia-antiga.html; http://trabalhodehistoriacsa.blogspot.com.br/2012/08/grecia-antiga.html ;http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/protagoras2/links/atenas.htm
ROMA
IMAGEM 13:https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTDIh7WyItRKZKNOh6t6H_jUGPWnCjEgSF6lo0EpdzFLOSLhN5F6g
IMAGEM 14: http://chc.cienciahoje.uol.com.br/wp-content/uploads/2014/05/roma-1.jpg
IMAGEM 15:http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/7d/Rom_Luftbild.JPG
IMAGEM 16:http://4.bp.blogspot.com/-b9xuCKkPS-M/UYVd9rXdA3I/AAAAAAAAFFo/PqXY8fGTK2c/s320/roma-insolita-2.jpeg
IMAGEM 17:http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/d4/Ponte_Milvio-side_view-antmoose.jpg
IMAGEM 18:http://www.frasesparafacebook.info/imagens/roma-960525.jpg
IMAGEM 19:http://1.bp.blogspot.com/-Xig22eucYAk/ULTDZQYIRzI/AAAAAAAAIQw/LtxjUsajXzk/s1600/Romanos+33+=+ciudadromana.jpg
IMAGEM 20: SketchUp
IMAGEM 21: SketchUp
TEXTOS:http://brasil.planetasaber.com/theworld/gats/article/default.asp?pk=2123&pag=3&art=59
PERÍODO MEDIEVAL
IMAGEM 22:http://www.imagensviagens.com/esp_carca_02.jpg
IMAGEM 23:http://lh6.ggpht.com/_tDKXNzcmOoQ/TIanN3j4jqI/AAAAAAAAC5A/hSfQeq_j5VA/s1600/rodovia.JPG
IMAGEM 24: http://2.bp.blogspot.com/-a30TQkSpdvk/Tq05aWEjQhI/AAAAAAAAFFk/qBEAHYGECbY/s1600/2011-07-27+Castelvecchio+di+Rocca+Barbena+011.JPG
IMAGEM 25: http://img.historiadigital.org/2013/01/Praca-Medieval.jpg
IMAGEM 26:http://1.bp.blogspot.com/-LV_xy12RTQM/UI_NCLcVEYI/AAAAAAAAEbo/_3tZ5vkW-vE/s1600/braun_hogenberg_I_42_b.jpg
IMAGEM 27: SketcUp
TEXTOS:http://www.historiaimagem.com.br/edicao10abril2010/labirintosnotempo.pdf;
http://www.portopatrimoniomundial.com/a-cidade-medieval.html ;http://guia-viagens.aeiou.pt/uma-viagem-medieval-visite-uma-destas-5-cidades-medievais-portuguesas/
CIDADES
UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ – UNOCHAPECÓ
CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO
COMPONENTE CURRICULAR: TEORIA E HISTÓRIA DA ARTE, ARQUITETURA E CIDADE I
PROFESSOR: ANGELA FAVARETTO
ACADÊMICOS: ANDRESSA BERTONCELLO, DAIANE SCHERER, DALILA LOPES, FRANCIELI MACHADO, JACKSON RITTA, MORGANA BEDIN, VIVIAN GURKE

TURMA: A SEMESTRE 2014/1 DATA:17/06/2014

1100 ac. 

A cidade é um todo único, onde não existem zonas fechada. Pode até ser circundada por muros, mas não subdividida;

Cidades respeitam os limites naturais, se integrando a eles e respeitavam o limite de crescimento.

Casas
As casas particulares são todas do mesmo tipo, são distribuídas livremente na cidade, e não formam bairros reservados a classes ou a estirpes diversas;

Estrutura da cidade
IMAGEM 6
O espaço da cidade se divide em três zonas: as áreas privadas (moradias); as áreas sagradas (os recintos com os templos dos deuses) e as áreas públicas, destinadas às reuniões políticas.

Atenas
Atenas é uma das mais antigas cidades da Grécia, sua história e característica é bastante ligada a Grécia.

Atenas era composta por um núcleo urbano, a Acrópole, o Ágora, a Assembleia, o Areópago, pelo porto do Pireu e pelos campos agrícolas que abasteciam a cidade.
IMAGEM 7
IMAGEM 8
IMAGEM 10
IMAGEM 9
754 a.C
A Roma foi uma civilização que se desenvolveu a partir da cidade-estado. Resultou da ação colonizadora de povos procedentes do Oriente e da Grécia. Todas as cidades eram planejadas por quarteirões, com espaços abertos e edifícios públicos devidamente situados no começo, em relação as principais artérias.

IMAGEM 13
Em Roma a falta de planejamento comprometia a saúde da população, as condições sanitárias eram péssimas, a falta de água, era um problema preocupante. Um traço peculiar do planejamento de Roma foi a criação de vias principais com colunatas, arcos e monumentos. Outro traço característico é a existência das luxuosas termas, onde os senadores e membros da aristocracia discutiam política e ampliavam relacionamentos.
IMAGEM 14
Planejamento Urbano
Quarteirão
O urbanismo romano e desenhado no sentido do nascer do sol ao pôr do sol, traçado em dois eixos principais no centro:
Em forma de cruz, surgindo assim o quarteirão;
E uma divisão de terra pelos colonos que facilita assim o sistema viário, abastecimento de água, esgoto e drenagens pluviais.

Os tipos axiais da cidade, com duas ruas principais que se cruzava em ângulo reto perto do centro, é uma forma antiga de planejamento.
As principais ruas eram destinadas a se cruzar no meio da cidade, ali cavar-se-ia um alicerce para relíquias sagradas e era ali o Fórum

Ruas e esgotos
IMAGEM 15
Muralhas
Quase todas as cidades possuíam as suas defesas compostas de muros, torres e muralhas são o seu perímetro defensivo e simultaneamente, separação com o campo. Por razoes de espaço a cidade concentra-se ate sendo necessário alargar o seu limite e construir novas muralhas que englobam as expansões. Assim se formar anéis sucessivos de construções e de sistemas defensivos. A muralha delimita a cidade e caracteriza a sua forma

IMAGEM 16
Aquedutos
Os romanos utilizam, de preferência, água de nascente, ou água fluvial filtrada, canalizam-na num conduto regular revestido com reboco de tijolos em pó coberto mas passível de ser inspecionado e arejado, com declive o mais constante possível de maneira que a água flua livremente.

As fontes proporcionavam água potável a população, enquanto as aguas residuais eram evacuadas mediante esgotos situados sob as ruas. As termas, por sua vez cumpriam dupla função: higiênica e recreativa. Mediante redes viárias, pontes portos e aquedutos, as cidades romanas eram supridas das suas necessidades.

Serviços Higiênicos
Esquema de Roma
IMAGEM 17
IMAGEM 18
IMAGEM 19
IMAGEM 1
IMAGEM 2
IMAGEM 3
Mesopotâmia
IMAGEM 4
IMAGEM 5
Acrólope - Atenas
IMAGEM 11
Delos
IMAGEM 12
IMAGEM 27
Cidade: Porto
IMAGEM 21
IMAGEM 20
Full transcript