Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Introdução Básica na História da Fotografia

No description
by

Juliano Chandelier

on 4 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Introdução Básica na História da Fotografia

1/8000 s
1/4000 s
1/2000 s
1/1000 s
1/500 s
1/250 s
1/125 s
1/60 s
1/30 s
1/15 s
1/8 s
1/4 s
1/2 s
1 s
B (de bulb) — Que mantém o obturador aberto enquanto o botão disparador estiver pressionado.
Introdução na História da Fotografia
Foto= LUZ
O conceito da fotografia surgiu por volta de 350 a.C, quando o filósofo grego Aristóteles criou um método de observar os eclipses solares sem prejudicar a visão:
Conclusion - Obturador
O obturador é um dispositivo que abre e fecha, controlando o tempo de exposição do filme (ou do sensor das câmeras digitais).
É uma espécie de cortina que protege a câmera da luz, e quando acionado o disparador, ele se abre e projeta a imagem. Quanto mais tempo aberto, mais luz entra.
Um pequeno furo na câmara, no qual a luz passava e formava a imagem em seu interior.
Este método foi muito importante, pois a partir deste início os Futuros Pais da Fotografia obtiveram o conhecimento dos princípios óticos.
Pode-se dizer que a câmara escura foi a primeira máquina fotográfica da história.
Com seu aperfeiçoamento, surgiu outra necessidade:
Como fixar a imagem?
A câmara escura.
Evolução da ideia:
Mas como?
Eis que surge a 1º Fotografia
O francês pesquisava um método para copiar desenhos e Obras de Artes na Litografia.
Niépce, colocou em cima da superfície preparada, uma ilustração a traço banhada em óleo com a finalidade de ficar translúcida. Expôs ao sol endurecendo o asfalto em todas as áreas transparentes do desenho que permitiram à luz atingir a chapa, porém, nas partes protegidas com Betume, o revestimento continuou solúvel, lavou a chapa com óleo de lavanda removendo o betume, depois imergiu a chapa em ácido, este penetrou nas áreas em que o betume foi removido e as corroeu. Formando desta forma uma imagem que poderia ser usada para reprodução de outras cópias.
Outras formas:
As primeiras Máquinas fotográficas; da captação à eternização:
O trabalho de Niépce e Daguerre foi determinante tanto para a história da fotografia, como para o desenvolvimento das máquinas fotográficas, dando continuidade aos impulsos anteriores. Mantinham-se vários problemas;
Por exemplo: O extenso período de 30 minutos de exposição necessário à captação da imagem.
A dificuldade foi abraçada por Joseph Petzval, matemático que em 1840 concebe as lentes de Petzval e se associa com o herdeiro de uma empresa de lentes de precisão destinadas à observação astrológica, tornando assim, a produção mais acessíveis economicamente, o que, ligado ao facto de a óptica possuir uma abertura maior e, portanto, receber mais luz para captar imagens nítidas como nunca.
Aperfeiçoamento
Três anos mais tarde, os processos de Fixação da Imagem fica mais acessível a população, um verdadeiro impulso para o crescimento da história da fotografia e do culto das máquinas fotográficas.
A evolução dos aparelhos fotográficos
Ainda no séc. XIX, os primeiros aparelhos, de Niepce, Talbot e Daguerre eram construídos segundo o princípio da câmara escura em uso depois do séc. XVII.
Consistiam em duas caixas rectangulares de madeira que corriam uma na outra para realizar a focagem da imagem, com uma abertura para a objectiva e um lugar para a placa fotográfica.
A primeira câmara da Kodak produzida nos EUA, a partir de 1888, continha um rolo de filme .
Quando o filme acabava a câmara tinha de ser devolvida ao fabricante onde era aberta e se fazia a revelação do filme e a positivação. Seguidamente era recarregada, lacrada e devolvida ao cliente.
Curiosidade;
Inicialmente o filme usado era sensibilizado em papel, mas em 1889, Eastman introduziu o primeiro filme sensibilizado em película transparente.
1934 Kwanon foi a primeira câmera 35mm (protótipo) do Japão, precedente da Canon como conhecemos hoje.
Câmaras e Câmeras;
1839 - O Daguerreótipo foi o primeiro equipamento fotográfico fabricado em escala comercial da história.
1903 - Dr Miethe's Dreifarben foi uma câmera de três cores projetada pelo Dr. Adolf Miethe.
1924 -Ermanox foi uma criada pelo alemão Heinrich Ernemann e muito utilizada para o fotojornalismo.
1959 - Canonflex foi a primeira SLR da Canon.
1972 Polaroid SX-70 foi a primeira SLR a usar filme instantânea.
1983 Canon T50 foi a primeira câmera SLR automática.
Zenit 122 foi uma câmera SLR muito popular durante a década de 1990 devido a seu baixo custo.
Cortes e Enquadramentos;
Padrões?
"Na incerteza , os indivíduos criam instintos inovadores . Na rotina, padrões repetitivos."

Desconhecido.
Regra dos terços...
Não, não tem mesmo nada a ver com religião....
Composição de Imagem;
Hum... o que são pontos de interesse na fotografia???
Bem, como o nome indica "regra de terços", vamos dividir a imagem em 3 pedaços na horizontal e 3 na vertical...
Muitos dos fotógrafos usam esta regra para realçar um ou vários pontos de interesse.
Esta é uma regra usada em publicidade. "Porque não ser usada na fotografia???"
São os "objetos" pelo qual resolvemos tirar a fotografia. São os objectos que queremos realçar na imagem.
Então em que consiste esta regra???
A engenhoca foi mostrada para executivos da Kodak em 1976 com o nome de "Fotografia sem Filme". Como a idéia não vingou, muito provavelmente a possibilidade de se fazer fotografia sem filme não deve ter animado os executivos da maior fabricante de filmes e produtos químicos para fotografia. De uma maneira irônica, hoje a companhia luta para se reinventar por conta do mercado digital. A notícia mais recente vinda dos "iluminados" executivos da empresa é que eles vão voltar a produzir filmes fotográficos para os mercados pobres do mundo. Pena que a tecnologia digital já está acessível para quase todas as camadas sociais.
O projeto foi patenteado em 1976, mas somente em 2001 a Kodak assumiu publicamente que teve em suas mãos a primeira câmera fotográfica digital do mundo. Infelizmente eles perderam o bonde da história.
A primeira câmera digital do mundo
Curiosidades;
O programa especial norrte-americano foi o responsável pelo desenvolvimento da tecnologia fotográfica digital. As primeiras imagens digitais, foram feitas pela sonda Mariner 4, em 1965, e registraram a superfície de Marte.
Ao total foram feitas 22 imagens em branco e preto, que tinham na época (400 pixels) e levaram quatro dias para chegar à Terra.
Mas em 1981, a Sony lançou a primeira câmera digital.
O modelo Mavica, que capturava imagens de 0,3 megapixels.
Em 1984, durante a Olimpíada de Los Angeles, a Canon utilizou seu protótipo de câmera de vídeo estático em parceria com o jornal japonês para transmitir, dos Estados Unidos para o Japão, via telefone, fotos de 0,4 megapixels.
As imagens levaram meia hora para ser enviadas, e fizeram o Jornal dar um banho nos outros jornais, que dependiam de aviões para levar os filmes
Em 1990 - O modelo Dycam I tirava fotos em branco e preto com resolução de 320 x 240 pixels e podia armazenar até 32 imagens em 1 MB de memória interna.
Em 1994 a Apple lançou a Quick Take 100, uma câmera digital colorida com resolução de 800 x 640 pixels e lentes de foco fixo de 50 mm. Ela podia guardar apenas 8 fotos em sua memória interna.
Em 1998, a Fuji introduziu a IN-Printer Camera, que gravava as fotos em cartão e permitia imprimir imagens do tamanho de um cartão de crédito diretamente da máquina.
A partir daí as empresas começaram uma disputa por dar mais resolução e capacidade de armazenamento para as máquinas. Hoje em dia, enquanto as câmeras de uso pessoal estão chegando aos 12 megapixels de resolução, as câmeras profissionais já ultrapassam os 15 megapixels.
Ainda não sabemos que novidades e tecnologias vão surgir nesta área, mas não foi difícil imaginar transmissão sem fio de fotos para o PC.

Eis que surge "The Bluetooth technology."
Obra Pés: Sebastião Salgado - (1983)
Obra Trabalhadores: Sebastião Salgado
Grafia= Escrita
1948 - Nikon I foi a primeira câmera da Nikon
Curiosidades;
O tempo de exposição, em fotografia, está diretamente relacionada com a quantidade de tempo que o obturador da máquina fotográfica leva para abrir e fechar, deixando passar a luz que irá sensibilizar a película fotográfica ou o sensor digital e formar a imagem.
Velocidade - Obturador
O tempo de exposição, em fotografia, está diretamente relacionada com a quantidade de tempo que o obturador da máquina fotográfica leva para abrir e fechar, deixando passar a luz que irá sensibilizar a película fotográfica ou o sensor digital e formar a imagem.
ISO é a sensibilidade do filme (ou no caso da fotografia digital, do sensor) à luz. Quanto menor o número, menor é essa sensibilidade.
A obra de Vik Muniz questiona os limites da representação. Apropriando-se de matérias-primas como algodão, açúcar, chocolate, e até lixo, o artista meticulosamente compõe imagens icônicas e lhes repropõe significados.
O fotógrafo quanto faz uma foto - usa os olhos, a alma, o coração e a emoção. E no final o dedo.

Para ver e entender a mesma, use tudo, menos o dedo.

By Adilson Santos - fotógrafo
Fotografar é uma maneira de ver o passado.
Fotografar é uma forma de expressão, o "congelamento" de uma situação e seu espaço físico inserido na subjetividade de um realismo virtual.
Fotografar é um modo de comunicar e informar.
Full transcript