Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Análise do poema "Lágrima de preta" de António Gedeão

No description
by

Ricardo Martins

on 29 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Análise do poema "Lágrima de preta" de António Gedeão

Análise do poema "Lágrima de preta" de António Gedeão
FONTS
Linguagem
Figuras de estilo
Encontrei uma preta
6
que estava a chorar,
4
pedi-lhe uma lágrima
6
para a analisar.
4

Recolhi a lágrima
6
com todo o cuidado
5
num tubo de ensaio
5
bem esterilizado.
5

Olhei-a
de um lado,
6
do outro e de frente:
5
tinha um ar de gota
6
muito transparente.
5

Mandei
vir os ácidos,
5
as bases e os sais,
5
as drogas usadas
5
em casos que tais.
4

Ensaiei a
frio,
5
experimentei ao
lume,
6
de todas as vezes
5
deu-me o que é costume:
6

Nem
sinais de negro,
5
nem
vestígios de ódio.
6
Água (quase tudo)
6
e cloreto de sódio.
6
Comparação com o Conto de Mia Couto
"Sangue da avó machando a alcatifa"- contraste entre dois tipos de sociedades, guerras, consequências... Por um lado: família moderna que contrasta com as raízes tradicionais;
A guerra trouxe miséria e desigualdade social o que entristeçou a avó;
É o simbologismo do choro e do sangue no tapete que nos leva ao sofrimento que a avó atravessa;
Um sofrimento representativo de uma nação e de uma vida;
Tal como no poema e no texto é feita uma análise às lágrimas e ao sangue, respectivamente;
As lágrima remetem para o racismo;
O sangue para as desigualdades sociais e injustiça;
Ambas as mulheres são de raça negra, mas, representativas de toda a humanidade;
Curiosidade: ambos os autores têm formação científica.
Conteúdo
António Gedeão
O sujeito poético analisa a lágrima de uma mulher preta;
Recolhe-a e conduz a análise através de processos químicos;
Depois de muita observação, o sujeito poético dá conta que a lágrima não passa de uma lágrima banal;
O poema remete-nos à ideia de racismo e de ódio que existe entre culturas;
"Lágrima de preta"
Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima
para analisar.

Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem estierilizado.

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.

Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:

Nem sinais de negro,
nem vestígios de ódio.
Água (quase tudo)
e cloreto de sódio.
É usado um vocabulário simples e baseado na formação de António Gedeão;
Uso de vocabulário que nos remete para um sentimento de tristeza, lamúria e ao mesmo tempo de esperança.
Full transcript